ÚLTIMAS NOTÍCIAS
Ficou de bom tamanho

 

Contra um adversário desconhecido, o São Paulo acabou empatando fora de casa

Por Vladimir da Costa

Num estádio acanhado e com uma torcida motivada, o São Paulo foi ao Equador enfrentar o completamente desconhecido LDU de loja, que, surpreendentemente, eliminou o Nacional-URU.

Em jogo válido pelas oitavas de final, o Tricolor do Morumbi, teve três adversários extras, além da LDU; o frio e a chuva que não parou de cair, os mais de 2 mil metros de altitude e o campo irregular.

E pelas circunstâncias, o empate em 1×1 acabou ficando de bom tamanho.

A partida

Empolgados por uma torcida motivada em estádio com capacidade para 15 mil pessoas, os donos da casa empregaram uma marcação pressão quando estavam sem a bola e velocidade quando estavam com ela, mas de forma desordenada e sem qualidade, o que ajudava o São Paulo e não correr riscos.

Lucas disputa a bola em partida válida pela Sul-americana (Jose Jacome/EFE)

Sem fazer uma defesa sequer nos primeiros 15 minutos do primeiro tempo, o goleiro Tricolor aquecia o corpo dando instruções para a zaga.

Quando estava com a bola, o São Paulo era mais perigoso, com Lucas pela direita e Osvaldo pela esquerda, o tricolor apostava na velocidade de seus pontas para surpreender o adversário no contra-ataque.

A Liga acabou mexendo, por problema de lesão no setor defensivo, saiu Geovanny Cumbicus e entrou Jimmy Bermúdez, antes dos 20 minutos.

A primeira boa chance da Liga de Loja veio somente aos 26 minutos. Walter Calderón recebeu a bola sozinho na entrada da área, pela esquerda, mas acabou errando tabela com Fábio Renato e a bola voltou para o São Paulo.

Apesar de uma partida equilibrada no meio campo, o São Paulo não chutava ao gol, buscava cadenciar o jogo.
Passados 30 minutos de jogo, a Liga achou um espaço para atacar, pelas costas de Cortez. O camisa 10 Uchuari, ganhava toda na base da velocidade do lateral Tricolor e por pouco não abriu o placar para os donos da casa.

No lance mais perigoso até então, Uchuari partiu em velocidade e chutou cruzado e forte no canto, Rogério Ceni defendeu bem, mas a bola foi para o meio da área e Rafael Toloi que acompanhava o lance conseguiu afastar o perigo.

E de tanto partir em velocidade para o ataque, a Liga acabou tomando o gol. Em um contra-ataque pela esquerda, Osvaldo fez bela, passando pela marcação adversária e cruzou a bola, que desviou em Bermúdez, tirando as chance de defesa de Alvarado indo para o fundo da rede de Alvarado. Apesar de o gol ter sido contra, o árbitro deu o gol para o atacante São-paulino.

E de tanto martelar, os equatorianos chegaram ao empate no final do primeiro tempo. Aos 44 minutos, depois de uma falta discutível de Denílson, a LDU de Loja saiu em velocidade e acabou fazendo um golaço de empate. O capitão da equipe, Larrea recebeu na entrada da área e colocou a bola no ângulo esquerdo de Rogério Ceni, que só olhou a bola fazer a curva por cima estufando as redes. Tudo igual no Equador.

 

Etapa Complementar

Osvaldo comemora com Lucas o gol que “ganhou” do árbitro (Jose Jacome/EFE)

O segundo tempo começou no mesmo pique do primeiro, com os donos da casa em cima do São Paulo, querendo a virada e quase chegaram à virada aos cinco minutos. Feraud escapou bem pela direita, novamente nas costas de Cortez e cruzou rasteiro para a área. Uchuari se jogou de carrinho, mas não alcançou a bola.

O jogo era aberto e quase o São Paulo faz o segundo. Jadson cobrou falta na cabeça de Paulo Miranda, que sozinho cabeceou para fora, passando rente ao gol. Uma ótima chance desperdiçada do tricolor.

Em 10 minutos, Ney Franco fez as três mudanças possíveis para mexer com a equipe. Ademilson, que quase não tocou na bola, saiu para entrada de Willian José, mas a bola ainda não chegava dentro da área. O São Paulo concentrava as jogadas muito pelas pontas e a zaga equatoriana, muito bem postada, evitava que a bola fosse cruzada para a área.

O jogo ficou truncado e as chances de gols sumiram. Depois de muitas arrancadas em vão no primeiro tempo e no inicio do segundo, cansaram os pontas tricolores, Lucas e Osvaldo e com eles as jogadas de ataque do São Paulo.

A Liga também diminuiu o ritmo, o veloz Uchuari, perdeu um pouco do gás, dando um refresco para Cortez, que parou de subir devido as investidas nas suas costas.

Aos 41 minutos um lance de perigo duplo. Uma falta na entrada da área, recebida por Lucas foi cobrada por Rogério Ceni, que acertou a barreira da LDU e, no rebote, quase acabou levando a virada. A bola chegou em Uchuari na intermediaria, mas o camisa 1º não chutou no gol, e acabou sendo travado por Rafael Toloi.

Os últimos minutos foram bem movimentados. Rogério Ceni tentou defender ajoelhado, com manchete e acabou espalmando para a frente. Na sequência, Douglas chutou a bola pra longe que acabou nos pés de Willian José, mas o atacante demorou pra finalizar e foi travado.

E ficou nisso, 1×1 contra o desconhecido LDU de Loja. A partida de volta será no dia 24 de outubro, no Morumbi.