ÚLTIMAS NOTÍCIAS
Ficou difícil São Paulo!

São Paulo joga como nunca e perde como sempre, desta vez para o The Strongest.

Por Paulo Edson Delazari

Nelvin Soliz abriu o placar para o The Strongest com um golaço, no ângulo direito de Rogério Ceni (AFP PHOTO/Aizar Raldes).

São Paulo vai a La Paz na Bolívia a mais de 3.600 metros de altitude e vê a  vaga na próxima fase da Libertadores se distanciar, após perder para o The Strongest por 2 a 1 em uma noite inspirada do goleiro Vaca.

Ney Franco que agora corre o risco de perder o cargo acreditava num melhor resultado, devido o novo sistema de jogo com a entrada de Ganso ao lado de Jadson.

“Desde a partida contra o Arsenal nós mudamos a forma de jogar e esperamos que surta o resultado desejado hoje.” – afirmou o treinador Ney Franco.

O lateral esquerdo Carleto analisou a partida com muita propriedade e preferiu creditar a derrota a má sorte.

 Jogamos melhor e perdemos o jogo, hoje novamente jogamos melhor, os caras acertam um chute e vai no ângulo. Nós chutamos e a bola não entra. – declarou Carleto ao fim da partida.

Agora o São Paulo não depende só de si e necessita agora de uma vitória contra o Atlético Mineiro no Morumbi e torce por um tropeço do The Strongest contra o Arsenal na Argentina.

O jogo

Encarando os mais de 3.600 metros de altitude de La Paz na Bolívia o tricolor se compactou e logo aos quatro minutos Osvaldo pegou pela esquerda e chutou forte para defesa de Vaca.

A resposta veio ao dez com Pablo Scobar, após receber bola da lateral esquerda o meia chutou cruzado com perigo contra a meta tricolor.

O lateral esquerdo Carleto percebeu que o jogo é na altitude e um minuto depois encheu o pé de fora da área e o goleiro Vaca fez nova defesa para escanteio.

O pecado, aos 14 minutos Solis ganhou na dividida de Denilson e bateu forte, no ângulo de Rogério Ceni que nada pode fazer. The Strongest 1×0.

São Paulo fica vendo o The Strongest jogar e Smith lança para Scobar, o meia dominou e bateu com perigo sobre a meta de Ceni.

São Paulo responde a altura e em belo passe de Ganso para o Osvaldo na direita, o atacante encheu o pé e Vaca operou um milagre.

Pressão tricolor, Osvaldo tenta cruzar a bola pega efeito e bate no travessão, quase o empate aos 25 minutos da primeira etapa.

Chance imperdível desperdiçada por Osvaldo, Aloísio fez ótima jogada e colocou o atacante na cara do gol, ao chutar a bola passou raspando o poste esquerdo do time boliviano.

O São Paulo chegou ao empate com Rogério Ceni, de pênalti (AFP PHOTO/Aizar Raldes)

Contra ataque tricolor, mais uma vez Osvaldo recebe do lado direito e chuta cruzado aos 37 minutos, outra vez Vaca defende para escanteio, na cobrança Paulo Miranda cabeceou pra fora.

Aos 42 minutos Ganso toma bola no meio campo e toca para Aloísio , o atacandte dribla Cristaldo e é derrubado, pênalti apontado por Victtor Carillo. Na batida Rogério Ceni deslocou o goleiro e empatou, goleiro num canto, bola no outro. São Paulo 1 a 1.

Logo depois do gol, Maicon sentiu o peso da altitude e pediu para sair, ao ser entrevistado respondeu:  “ Está faltando ar.”

Etapa complementar.

São Paulo sabendo que só a vitória interessava partiu logo pra cima e a um minuto Aloísio recebeu pela esquerda fintou Smith e bateu para defesa de Vaca.

Aos seis minutos belo passe de Scobar para Reina o centroavante chutou no meio do gol para defesa de Rogério Ceni.

Nos 17 minutos em rápido contra-ataque pela esquerda, Ganso rolou para Aloísio na velocidade. O camisa 17 entrou na área, cortou para o meio e rolou novamente para Ganso, mas o camisa 8 finalizou por cima.

Ernesto Cristaldo, do The Strongest, comemora o segundo gol do time boliviano sobre o São Paulo em jogo válido pelo grupo 3 da Libertadores (AFP PHOTO/Aizar Raldes)

A altitude começa a fazer a diferença, Cristaldo arrisca do meio da rua e surprende Rogério Ceni que falha e vê a bola entrar no meio do gol, The Strongest 2×1.

São Paulo tenta o empate, Jadson acha Aloísio e toca o atacante faz o giro e chuta, Vaca defende e na sobra por pouco Denilson não iguala.

O empate não sai, Osvaldo entorta o zagueiro e cruza, Aloísio toca de cabeça e Vaca defende novamente aos 38 minutos.

Aos 42 minutos a zaga tricolor deu bobeira e Scobar recebeu sozinho, na finalização perdeu a chance de matar a partida.

Depois disto muita catimba boliviana veio a terceira derrota do São Paulo na competição.

THE STRONGEST x SÃO PAULO

Local: Estádio Hernando Siles, em La Paz (BOL)
Data: 04 de abril de 2013, quinta-feira
Horário: 21h30 (de Brasília)
Árbitro: Victor Carillo (PER)
Assistentes: Jonny Bossio e Cesar Escano (ambos do PER)

Cartão amarelo: Bejarano (TSG), Jadson, Denilson (SPO)

THE STRONGEST: Vaca, Bejarano, Barrera, Smith (Mendez) e Chavez; Chumacero, Veizaga, Soliz e Cristaldo; Escobar e Reina
Técnico: Eduardo Villegas

SÃO PAULO: Rogério Ceni; Paulo Miranda, Edson Silva, Rafael Toloi e Carleto; Denilson, Maicon, Jadson e PH Ganso; Osvaldo e Aloísio
Técnico: Ney Franco