ÚLTIMAS NOTÍCIAS
Fluminense arrasa São Paulo no Maracanã

São Paulo volta ao Maracanã apos três dias e leva vareiro do tricolor carioca.

Por Vladimir da Costa

 

Walter arrebenta com tricolor no Maracanã. (Foto: Agência Photocamera)

Walter arrebenta com tricolor no Maracanã. (Foto: Agência Photocamera)

Uma partida para esquecer dos comandados de Muricy Ramalho. Após ter vencido no mesmo estádio o rubro-negro por 2 a 0 o tricolor paulista voltou ao mesmo estádio e teve uma noite pra esquecer. Com Walter no comando, a equipe carioca botou o São Paulo na roda. Com falhas individuais e omissão ofensiva o tricolor paulista  perdeu feio e agora junta os cacos no retorno a São Paulo.

Com dois gols de Walter a equipe carioca foi superior durante o segundo tempo e despachou o Tricolor paulista por 5 a 2, nesta quarta-feira, pela sexta rodada do Campeonato Brasileiro. Rafael Sobis, Wagner e Lucão (contra) anotaram os outros gols da equipe comandada por Cristóvão Borges. Alexandre Pato e Rogério Ceni marcaram para o time paulista, que esteve duas vezes à frente placar, mas sofreu um apagão no segundo tempo e acabou goleado. Foi a primeira derrota da equipe do Morumbi neste Brasileirão.

O mesmo time que venceu o Flamengo com facilidade, domingo passado, no mesmo local, foi presa fácil para o rival desta quarta-feira, principalmente no segundo tempo. Com nove pontos, o São Paulo segue na sétima colocação e volta a jogar no próximo sábado contra no Grêmio no Morumbi, às 21h.

A partida

O São Paulo iniciou melhor a partida. Apesar da falta de emoção que durou até os 23 minutos, o primeiro tempo teve seus momentos de emoção. Até que Antônio Carlos, aos 24, foi derrubado por Wellington Silva na área: pênalti bem batido por Rogério Ceni. O gol do goleiro artilheiro fez o Fluminense sair e deixar espaços para o contra-ataque. A partir daí, ambas equipes resolveram jogar de fato. Não faltaram lances de emoção. Os maestros Ganso e Conca tinham a bola e viam seus companheiros bem posicionados. O Fluminense, após assustar em três ocasiões, chegou ao empate com Walter, após falha Ceni, que rebateu chute de Conca. O time da casa mal teve tempo para comemorar já que, no último lance do primeiro tempo, Alexandre Pato, de cabeça, recolocou o São Paulo na frente, após cruzamento de Osvaldo.

No intervalo, o técnico Cristóvão Borges pediu para o Fluminense adiantar sua marcação. Foi o que time fez. Quando Walter quase fez de bicicleta, ficava claro que o time da casa iria com tudo. Em apenas 20 minutos, o Fluminense já estava à frente, com um gol contra e outro do ex-gordinho, que fez a festa rolando no gramado.

Rogério marca mas nao evita vergonhosa derrota para o Flu. (*Foto: Alexandre Loureiro/Getty Images)

Rogério marca mas nao evita vergonhosa derrota para o Flu. (Foto: Alexandre Loureiro/Getty Images)

Totalmente se m rumo o São Paulo não que já não esboçava reação, levou mais dois gols para perder com louvor. Wagner e Rafael Sóbis que se aproveitou de corte mal executado pela defesa rival em cobrança de escanteio e bateu para transformar a vitória em goleada: 5 a 2.

No fim, o jeito foi tentar consertar colocando o marcador Hudson para diminuir o ímpeto do adversário. Uma partida para esquecer da equipe que começava a se ajeitar na competição.

Os dois times voltam a campo no final de semana. No sábado, os comandados de Muricy buscarão a reabilitação diante do vice-líder Grêmio, no Morumbi. No mesmo dia, o Fluminense enfrentará o Bahia, em jogo programado para a Arena Barueri.

FLUMINENSE 5 X 2 SÃO PAULO

Data: 21/05/2014 (Quarta-feira)

Horário: às 22h (horário de Brasília)

Local: estádio Maracanã, no Rio de Janeiro (RJ)

Árbitro: Paulo Godoy Bezerra (SC)

Auxiliares: Alessandro Rocha de Matos (BA) e Carlos Berkenbrock (SC)

Cartões amarelos: Reinaldo, Luis Fabiano, Paulo Miranda e Alexandre Pato (SAO); Conca (FLU)

FLUMINENSE

 Felipe; Wellington Silva, Gum, Elivelton (Marlon) e Carlinhos; Diguinho, Jean, Wagner (Chiquinho) e Conca; Rafael Sóbis (Kenedy) e Walter. Técnico: Cristóvão Borges

SÃO PAULO

 Rogério Ceni; Paulo Miranda, Lucão, Antônio Carlos e Reinaldo; Ganso, Souza, Maicon (Pabon) e Osvaldo (Hudson); Alexandre Pato e Luis Fabiano (Boschilia). Técnico: Muricy Ramalho