Warning: mysql_real_escape_string() [function.mysql-real-escape-string]: Access denied for user 'root'@'localhost' (using password: NO) in /home/q/quatromaiores/www/wp-content/plugins/session-manager/includes/sm_functions.include.php on line 517

Warning: mysql_real_escape_string() [function.mysql-real-escape-string]: A link to the server could not be established in /home/q/quatromaiores/www/wp-content/plugins/session-manager/includes/sm_functions.include.php on line 517

Warning: mysql_real_escape_string() [function.mysql-real-escape-string]: Access denied for user 'root'@'localhost' (using password: NO) in /home/q/quatromaiores/www/wp-content/plugins/session-manager/includes/sm_functions.include.php on line 557

Warning: mysql_real_escape_string() [function.mysql-real-escape-string]: A link to the server could not be established in /home/q/quatromaiores/www/wp-content/plugins/session-manager/includes/sm_functions.include.php on line 557
Foi no sufoco, mas Brasil tem Julio César! | QUATRO MAIORES


ÚLTIMAS NOTÍCIAS
Foi no sufoco, mas Brasil tem Julio César!

Chile domina Brasil no segundo tempo, mas o goleiro brasileiro leva seleção as quartas.

Por Paulo Edson Delazari
Julio César pega penal

Julio César pegando o segundo pênalti contra o Chile. Goleiraço virou uma parede.. (Foto: Getty)

Julio César fecha os gols nos penais e começa a se redimir da Copa de 2010, quando falhou contra Holanda. O goleirão contestado  até então, pegou dois pênaltis e como todo bom goleiro contou com a sorte na bola que bateu na trave para levar o Brasil as quartas de final. No tempo normal o jogo terminou 1 a 1 com gols de Davi Luis para o Brasil e Sanches para o Chile, após bobeira de Hulk na zaga.

O Brasil começou com tudo pressionando e logo abriu o placar em cobrança de escanteio, Fred desviou na primeira trave, Dias tentou cortar e a bola bateu na barriga do zagueiro brasileiro e entrou. Feito o gol a seleção se acomodou com o resultado e começou a dar espaço. Em cobrança de lateral de Marcelo, Hulk tentou devolver a bola, mas com pouca força permitiu que Isla tocasse para dentro da área, Sanches dominou e bateu cruzado permitindo o gol de empate.

Davi Luis Comemora chilenos frustrados

Davi Luis comemora classificação sofrida, ao fundo desolação chilena com a derrota. (Foto: Getty)

O Brasil não estava em uma boa jornada e a arbitragem do inglês em nada favorecia, tanto que numa tabela entre Hulk e Neymar, o atacante Hulk foi empurrado e o arbitro nada marcou. O Brasil seguiu pressionando e Neymar desperdiçou grande chance ao entrar na área, invés de chutar, tentou dar um drible a mais e perdeu grande oportunidade.

Na segunda etapa, o Chile dominou completamente a partida e por pouco não levou a melhor aos 47 minutos no segundo tempo, Pinada recebeu bola desviada por Vargas, após empurrão em Luiz Gustavo que o arbitro não viu novamente, o atacante chutou forte de fora da área e explodiu na trave. O Time brasileiro sequer teve grande oportunidade na segunda etapa.

O quadro do jogo precisava mudar e na prorrogação a seleção brasileira controlou o jogo e deu pelo menos três chutes a gol, todos defendidos pelo bom goleiro Bravo. Por outro lado Julio César fez grande defesa em chute de Sanches após cruzamento de Isla, também na prorrogação.

Com o fim da prorrogação o jogo foi para as penalidades máximas e foi ai que surgiu a estrela de Julio César. O goleiro que já havia pego um pênalti no Mineirão contra o Uruguai na Copa das Confederações do ano passado, virou um paredão e pegou duas penalidades e ainda contou com bola chutada na trave. Pelo Brasil erraram Willian e Hulk, mas a vitória foi brasileira por 3 a 2.

Agora o Brasil pega o vencedor de Uruguai x Colômbia, no jogo que acontece as 17h no estádio do Maracanã, no dia 04 de Julho (sexta-feira) no Castelão em Fortaleza.

FICHA TÉCNICA:
BRASIL 1 (3) X 1 (2) CHILE

Local: Mineirão, em Belo Horizonte (MG)
Data: sábado, 28 de junho de 2014
Horário: 13h (de Brasília)
Público: 57.714
Árbitro: Howard Webb (ING)
Assistentes: Michael Mullarkey e Darren Cann (ambos ING)
Gols: David Luiz, aos 18min, Alexis Sánchez, aos 32min do primeiro tempo
Cartões amarelos: Hulk, Luiz Gustavo, Jô, Daniel Alves (BRA); Mena, Silva, Pinilla (CHI)

BRASIL: Júlio César; Daniel Alves, Thiago Silva, David Luiz e Marcelo; Luiz Gustavo, Fernandinho (Ramires) e Oscar (Willian); Hulk, Fred (Jô) e Neymar
Técnico: Luiz Felipe Scolari

CHILE: Bravo; Jara, Isla, Medel (Rojas) e Mena; Silva, Díaz, Aránguiz e Vidal (Pinilla); Vargas (Gutiérrez) e Alexis Sánchez
Técnico: Jorge Sampaoli

xhamster