ÚLTIMAS NOTÍCIAS
Fracasso e declarações polêmicas tumultuam o São Paulo

Diretor de futebol concede entrevista e responde duramente às criticas do capitão tricolor

Por Anderson Marinho

Capitão soltou o verbo sobre a atual fase do clube. Foto: UOL

Capitão soltou o verbo sobre a atual fase do clube. Foto: UOL

Um dia depois da derrota por 2 a 0 para Corinthians  na final da Recopa Sul-Americana, nesta quarta-feira no Pacaembu, a crise no  São Paulo ganhou um novo capitulo, após afirmações polêmicas de Adalberto Baptista,  diretor de futebol do tricolor, que discordou da opinião de Rogério Ceni,  goleiro e capitão da equipe, sobre o atual momento do clube e expôs o atleta alfinetando o seu desempenho dentro de campo.

Desabafo do Ceni

Logo após o duelo contra o timão, o camisa um foi questionado pelos repórteres sobre a má fase vivida pelo time do Morumbi, com as sucessivas derrotas, troca de treinador e problemas de relacionamento no grupo.

O capitão negou que tenha um atrito com o centroavante Luis Fabiano, garantindo que o camisa nove é um de seus melhores amigos no elenco, e afirmou que isso era mais um boato da imprensa.

Sobre a situação da equipe perante os demais rivais, declarou: – É um momento ruim. Chegou a hora de reconstruir o time do zero. Precisamos fazer algo muito melhor se quisemos brigar por algo este ano. Os problemas do São Paulo são muito grandes, mas não me sinto à vontade de falar isso aqui. Nós paramos no tempo. Nós paramos e outros seguiram – em tom de desabafo.

Adalberto Baptista, diretor de futebol, durante entrevista no CT da Barra Funda. Foto: Luiz Pires / Vipcomm

Adalberto Baptista, diretor de futebol, durante entrevista no CT da Barra Funda. Foto: Luiz Pires / Vipcomm

A resposta

Já nesta quinta-feira Adalberto Baptista se reuniu com o técnico Paulo Autuori no CT da Barra Funda, e depois de uma longa conversa com o treinador atendeu a imprensa e aproveitou para rebater o arqueiro e reafirmar o seu otimismo com a campanha do time no Brasileirão.

Para o diretor de futebol o desabafo veio em um instante de descontrole emocional do jogador.

– Todos sabem que ele (Rogério) está em vias de se aposentar e que gostaria de terminar o ano com algum título. Todos sabem que ele tem uma lesão e que ainda sente dores no pé. Isso ainda o dificulta em seu ponto forte, que são as jogadas com o pé, a reposição de bola, todos veem que ele está com essa deficiência, inclusive pela dor no pé. Então acho que a gente precisa analisar as coisas mais friamente, sem emoção e no calor da derrota para um rival – declarou o diretor.

Rogério sai de campo ao lado de Autuori no intervalo da partida no Pacaembu. Foto: Ricardo Matsukawa / Terra

Rogério sai de campo ao lado de Autuori no intervalo da partida no Pacaembu. Foto: Ricardo Matsukawa / Terra

 O cartola discorda que o clube tenha parado no tempo. – De maneira nenhuma. É só vocês observarem todas as melhorias que fizemos na parte estrutural. Tudo que estamos fazendo na categoria de base de Cotia e no aprimoramento dos profissionais. Além do mais, o Rogério não se referiu ao aspecto administrativo -.

Perguntado sobre o possível risco de rebaixamento, o diretor disse não crer nessa possibilidade e demonstrou confiança no atual elenco. – Pode acontecer com qualquer time. Mas acredito que hoje existe o grupo daqueles que brigam pelo título, no qual eu incluo o São Paulo, e o grupo que luta para não cair, onde ninguém coloca o São Paulo.

Adalberto Baptista disse ainda que o clube não te nenhuma negociação em andamento, na busca de reforços para o restante da temporada.

O São Paulo volta à campo no próximo sábado, às 18h30, no estádio do Morumbi para encarar o Cruzeiro, em partida válida pela oitava rodada do Campeonato Brasileiro 2013.