ÚLTIMAS NOTÍCIAS
Henrique perde pênalti e Palmeiras só empata contra o Lanterna

Atacante Leandro entra no segundo tempo, deixa a sua marca e evita derrota contra o São Caetano

Por Anderson Marinho

Palmeiras e São Caetano se enfrentaram no estádio Anacleto Campanella em partida válida pela décima segunda rodada do Campeonato Paulista 2013. O duelo marcou o fim do jejum de gols do ataque palmeirense, graças ao jovem atacante Leandro, mas não foi o suficiente para o verdão superar o adversário, em jogo de baixo nível técnico, as equipes ficaram no 1 a 1.

O jogo

Sem a presença de Valdivia, que ficará de fora por 30 dias devido a uma lesão na coxa constatada após o jogo contra o Paulista de Jundiaí na última quinta-feira, o técnico Gilson Kleina manteve a mesma formação do último jogo com a entrada de Wesley na vaga do chileno e três atacantes, com Vinícius, Patrick Vieira e Kléber.

Vinícius não correspondeu mais uma vez e foi substituido no intervelao em São Caetano do Sul. (Foto: Marcos Bezerra / Futura Press)

O Palmeiras iniciou o jogo com amplo domínio das ações, permanecendo no campo de ataque em busca de espaços para abrir o placar, mas pecava no último passe e nas finalizações, como nos últimos jogos, e quase não criou oportunidades de gol.

O alviverde teve a chance de abrir o placar aos 27 minutos, Wesley avançou pela direita, foi à linha de fundo e cruzou, no meio da área Bruno Aguiar deslocou Kléber, por trás, e o árbitro Márcio Henrique de Gois marcou pênalti para o verdão. Na cobrança, Henrique tentou tirar do goleiro Fabio e bateu firme de direita, mas bola saiu rente à trave direita do arqueiro do Azulão.

Apático em campo o São Caetano justificava a lanterna da competição até aos 41 minutos de jogo, quando Éder recebeu bom passe de Rivaldo, driblou o marcador, trouxe para o pé direito e bateu firme, no contrapé de Fernando Prass, colocando os donos da casa à frente. São Caetano 1 x 0 Palmeiras.

Mais uma vez o Palmeiras demonstrou toda a sua fragilidade no setor ofensivo, quase não chutou contra a meta de Fabio no primeiro tempo e não conseguiu transformar o volume de jogo em gols. O capitão Henrique ainda desperdiçou a melhor oportunidade da equipe na cobrança do penal. E como diz a máxima do futebol, quem não faz leva.

O São Caetano praticamente não saiu de seu campo defensivo, porém foi mais eficiente na única oportunidade de finalização que teve nos pés de Éder, com participação do veterano Rivaldo, e contou com uma falha de Fernando Prass para construir a vantagem.

Etapa Complementar

O Palmeiras retornou para o segundo tempo com Leandro na vaga de Vinícius.

E se último gol de uma atacante pelo alviverde havia sido marcado pelo garoto ex-Grêmio, em sua partida de estreia contra o União Barbarense há quase um mês, no último dia 24/02/2013, Leandro mostrou mais uma vez que tem estrela e anotou o seu segundo gol pelo verdão em sua primeira participação no jogo.

Wesley arrancou pela direita, venceu a disputa com o marcador, e cruzou na saída de Fabio para Leandro, em posição legal atrás da linha da bola, aparecer livre e só escorar de pé direito empatando o duelo no Anacleto Campanella. São Caetano 1 x 1 Palmeiras.

Leandro marcou o gol de empate do verdão. (Foto: Miguel Schincariol / Estadão Conteúdo)

A substituição promovida por Gilson Kleina surtiu efeito, o Palmeiras mudou a postura e quase ampliou no minuto seguinte, em cabeçada de Kléber, após o cruzamento de Patrick Vieira, que obrigou Fabio a fazer uma boa defesa.

Aos poucos o São Caetano equilibrou o jogo novamente, contendo ímpeto inicial do verdão, mas assim como no primeiro tempo não levava perigo.

Com 20 minutos de jogo o técnico Gilson Kleina promoveu a entrada do meia Tiago Real, recuperado de um lesão no ombro, no lugar de Patrick Vieira.

Pelo Azulão, saíram Rivaldo e Geovane para as entradas de Pedro Carmona, com passagem pelo verdão, e Eduardo respectivamente.
Cinco minutos depois Kléber, que passou em branco mais uma vez, deu lugar ao jovem atacante Caio formado na base alviverde.
Aos 29 minutos Pedro Carmona recebeu bom passe de Danielzinho e bateu de fora da área, levando perigo à meta de Fernando Prass que fez a defesa em dois tempos.

O Palmeiras voltou a levar perigo dois minutos depois, Tiago Real descolou bom lançamento para Leandro, cara a cara com Fabio, o atacante adiantou um pouco a bola na hora do domínio e o arqueiro do Azulão, que saiu bem do gol, fez o corte evitando a virada.
O ritmo do jogo caiu nos dez minutos finais, e com ele o nível técnico, a partida ficou ruim novamente, principalmente para o Palmeiras que passou a ceder mais espaços para o adversário.

Assim como já havia acontecido contra o Paulista o Palmeiras passou sufoco no final do jogo, o São Caetano partiu para o abafa nos acréscimos e teve pelo menos três oportunidades para passar à frente, mas parou nas suas limitações.

Embora tenha sido melhor no jogo, principalmente no primeiro tempo, o Palmeiras não conseguiu definir a partida, muito pela ineficiência do seu setor ofensivo, e desperdiçou dois pontos contra um adversário fraquíssimo que chegou a dar sustos no verdão no final da partida.

Gilson Kleina precisará rever algumas coisas na formação alviverde para as próximas partidas e Leandro deve conquistar uma vaga entre os titulares, no lugar de Vinícius, já na partida diante do Botafogo, quarta-feira às 19h30, no Pacaembu pela 13ª rodada da competição.

Com o empate o Palmeiras se manteve na sexta posição na tabela, com 21 pontos. Já o São Caetano, agora com seis pontos, permanece na lanterna e volta à campo na quinta-feira, também às 19h30, contra o Ituano no Anacleto Campanella.

FICHA TÉCNICA

SÃO CAETANO 1 X 1 PALMEIRAS

Local: Anacleto Campanella, São Caetano do Sul (SP)

Data/Hora: 17/3/2013 – 16h

Árbitro: Marcio Henrique de Gois (SP)

Assistentes: Eduardo Vequi Marciano e Leonardo Schiavo Pedalini

Renda/Público: R$ 85.120 / 2.360 pagantes

Cartões Amarelos: Bruno Aguiar e Fabinho (SCA); Maurício Ramos (PAL)

Cartões Vermelhos: –

GOLS: Éder, aos 41’/1ºT (1-0) e Leandro, aos 3’/2ºT (1-1)

SÃO CAETANO: Fábio; Samuel Xavier, Bruno Aguiar, Eli Sabiá e Diego; Fabinho, Moradei, Éder (Samuel Santos, 32’/2ºT) e Rivaldo (Pedro Carmona, 19’/2ºT); Danielzinho e Geovane (Eduardo, 20’/2ºT). Técnico: Aílton Silva.

PALMEIRAS: Fernando Prass; Weldinho, Henrique, Maurício Ramos e Marcelo Oliveira; Márcio Araújo, Vilson, Wesley e Patrick Vieira (Tiago Real, 20’/2ºT); Vinícius (Leandro, Intervalo) e Kleber (Caio, 25’/2ºT). Técnico: Gilson Kleina.