Warning: mysql_real_escape_string() [function.mysql-real-escape-string]: Access denied for user 'root'@'localhost' (using password: NO) in /home/q/quatromaiores/www/wp-content/plugins/session-manager/includes/sm_functions.include.php on line 517

Warning: mysql_real_escape_string() [function.mysql-real-escape-string]: A link to the server could not be established in /home/q/quatromaiores/www/wp-content/plugins/session-manager/includes/sm_functions.include.php on line 517

Warning: mysql_real_escape_string() [function.mysql-real-escape-string]: Access denied for user 'root'@'localhost' (using password: NO) in /home/q/quatromaiores/www/wp-content/plugins/session-manager/includes/sm_functions.include.php on line 557

Warning: mysql_real_escape_string() [function.mysql-real-escape-string]: A link to the server could not be established in /home/q/quatromaiores/www/wp-content/plugins/session-manager/includes/sm_functions.include.php on line 557
"Incaível"! São Paulo vence Lusa e afasta fantasma. | QUATRO MAIORES


ÚLTIMAS NOTÍCIAS
"Incaível"! São Paulo vence Lusa e afasta fantasma.

Tricolor chega aos 46 pontos e risco de rebaixamento acaba.

Por Paulo Edson Delazari
Aloísio comemora gol da vitória que marcou no fim do jogo. (Foto: Gazeta Press)

Aloísio comemora gol da vitória que marcou no fim do jogo. (Foto: Gazeta Press)

São Paulo vence Portuguesa no Morumbi por 2 a 1, na noite deste sábado, com gols de Rodrigo Caio e Aloísio e despacha de vez o risco de ser rebaixado, já que até hoje na história dos pontos corridos nenhum time caiu com 46 pontos.

O destaque foi a torcida sãopaulina que combareceu em grande número e lotou o Morumbi, compareceram para ver a ótima apresentação de Aloísio e uma dura partida 50.802 pagantes, que incentivaram o time do começo ao fim, mesmo quando a Lusa empatou o jogo com Luis Ricardo.

No fim da partida Aloísio radgou elogios a equipe e evitou se enaltecer, mesmo tendo marcado cinco gols nas últimas três partidas:

” Não existe eu, existe um grupo e quero que o grupo ganhe, para que continue a marcar gols”. Perguntado sobre as chances de Libertadores, o boi bandido tirou o foco: -” vamos pensar jogo a jogo, o mais importante foi acabar com o risco do rebaixamento.”

O capitão Rogério Ceni também comentou o momento atual do time.

“Hoje, acho que se encerra o assunto rebaixamento, se a gente caísse seria muita incompetência. Tentaremos agora começar a viver outro momento”, disse o goleiro Rogério Ceni na saída do gramado do Morumbi, neste sábado.

Com a vitória o Tricolor chegouy aos 46 pontos e agora ocupa a oitava posição, a seis pontos da zona da Libertadores, faltando seis partidas para o fim do campeonato. O time do Morumbi vai quarta a Medelin na Colômbia enfrentar o Nacional pela Sulaméricana, às 22h e só volta a jogar no brasileiro contra o Atlético PR em Coritiba no próximo domingo.

O jogo

Rodrigo Caio abriu o placar para o Tricolor logo aos 8 minutos de cabeça se redimindo do erro no meio de semana. (Foto: Rubens Chiri)

Rodrigo Caio abriu o placar para o Tricolor logo aos 8 minutos de cabeça se redimindo do erro no meio de semana. (Foto: Rubens Chiri)

Empurrado por um Morumbi cheio, o acelerado São Paulo de Rodrigo Caio não demorou a sair na frente. A blitz inicial deu resultado logo aos oito minutos. O zagueiro aproveitou bom cruzamento de Douglas, ganhou da zaga da Lusa e cabeceou para o fundo da rede de Lauro.

Recebido com misto de vaias e aplausos no Morumbi onde foi vencedor, Souza comandava a Portuguesa. Para o bem e para o mal. Foi dele o quase gol contra que depois originou a bola na rede Tricolor. E também foram dele os dois ótimos cruzamentos que encontraram as cabeças de Gilberto e Bruno Henrique, dupla que por muito pouco não venceu Rogério Ceni.

O goleiro só foi batido quando Rodrigo Caio voltou a falhar – ele errou em um dos gols do Nacional de Medellín, da Colômbia, pelas quartas de final da Sul-Americana. Enganado pelo quique da bola, o zagueiro viu Marcelinho tomar sua frente e fazer Ceni espalmar para escanteio a bola que tentou encaixar.

Na sequência, uma combinação de sorte com competência fez a Portuguesa empatar. Moisés errou um chute, que virou passe para Valdomiro. O zagueiro ajeitou a jogada e serviu Luis Ricardo de cabeça. Livre, o lateral estufou o ângulo esquerdo de Ceni. Indefensável, aos 41 minutos.

Segundo tempo

A mesma intensidade do começo do primeiro tempo foi repetida pelo São Paulo no início da etapa final. Mas desta vez o gol demorou a sair. Diante de uma Portuguesa muito mais retraída e que errava quase tudo o que tentava, coube ao Tricolor a missão de pressionar até conseguir o que queria.

Aproximadamente 51 mil pessoas estiveram no Morumbi para empurrar o São Paulo. ( Foto? Rubens Chiri)

Aproximadamente 51 mil pessoas estiveram no Morumbi para empurrar o São Paulo. ( Foto? Rubens Chiri)

Insistência simbolizada em Aloísio. O Boi Bandido era o termômetro do São Paulo. De longe, de cabeça, dentro da área ou do jeito que fosse possível tentar, ele tentou. Parou em Lauro e nos braços de Valdomiro, que o agarrou dentro da área – a penalidade não foi marcada pelo árbitro Andre Luiz de Freitas Castro. Mas a noite era dele.

O gol veio justamente na raça, principal característica de Aloísio. Em jogada que parecia perdida, Ademilson acreditou até o fim. Lauro perdeu o tempo da bola após o chute de Reinaldo e foi surpreendido pelo atacante, que achou o Boi Bandido livre. Ele só teve o trabalho de completar para a rede e sair dando voadoras pelo Morumbi, ovacionado pela torcida. Ainda houve tempo de provar do próprio veneno e receber voadora de Ademilson.

No fim, Gilberto acertou a trave de Rogério Ceni em contra-ataque rápido e quase empatou novamente. Mas aos gritos de “o campeão voltou”, o São Paulo venceu na raça e na técnica de Aloísio. O time, que brigou para fugir da zona do rebaixamento em boa parte da competição, hoje se vê mais perto do G-4 e, quem sabe, sonhando até com uma vaga na Libertadores através da tabela do Brasileirão.

xhamster