ÚLTIMAS NOTÍCIAS
Itália mostra sua força e vence o México

Com gols de Pirlo e Balotelli, Itália derrota o México em sua estreia na Copa das Confederações

Por Vladimir da Costa

Na segunda partida da Copa das Confederações, o palco para México e Itália não poderia ser melhor, no belíssimo maracanã, as seleções do grupo do Brasil entraram juntos no estádio para desfilarem seu futebol para mais de 70 mil torcedores.

Numa partida movimentada, onde o México foi melhor no primeiro tempo e a Itália imensamente superior no segundo e o placar acabou sendo o mais justo. Buffon praticamente assistiu ao segundo tempo e de longe viu sua equipe atacar a seleção mexicana que não aguentou a pressão e foi vencida depois que Mario Balotelli fez o gol da vitória italiana.

Balotelli é abraçado pelos companheiros de equipe para comemorar gol da Itália contra o México Mais Julio Cesar Guimaraes UOL

Balotelli é abraçado pelos companheiros depois de marcar o gol da vitória (Foto: Julio Cesar Guimaraes / UOL)

O jogo

A partida começou estudada. Com os dos times pressionando na marcação no meio campo e buscando acelerar o jogo quando passada do circulo central, aproveitando a velocidade de seus atacantes, Balotelli por parte da seleção italiana e Giovani dos Santos do lado mexicano.

Guardado quase abriu o placar aos 10 minutos, depois que Giovani dos Santos roubou a bola na linha de fundo e rolou para o camisa 18 chutar e ver a bola carimbar o travessão.

Forte na marcação, a equipe mexicana ficava mais tempo no ataque, apesar de ter menor posse de bola, enquanto a Itália via em Pirlo as melhores chances para passar pela forte marcação do México.

Pirlo vibra com gol marcado de falta Getty Images

Pirlo vibra com gol marcado de falta (Foto: Getty Images)

E se estava difícil no toque de bola, a Itália chegou ao gol na bola parada. Em bela cobrança de falta de Pirlo, aos 27 minutos, a bola saiu da intermediaria para estufar as redes de Corona, que contribuiu. Claramente o goleiro mexicano recolheu os braços depois de saltar para fazer a defesa. 1 a 0 para a Itália que contava com torcida marcante dos torcedores brasileiros.

O empate mexicano não demorou para acontecer. Depois de um vacilo no sistema defensivo italiano, Barzagli derrubou Giovanni dos Santos dentro da área. Pênalti que Chicharito cobrou e fez. Bola de um lado, Buffon de outro.

Aos 39 minutos, em rápida troca de passes da seleção italiana, a bola caiu nos pés de Balotelli que cortou o zagueiro e bateu, de fora da área, Corona estava ligado no lance e fez a defesa. Dois minutos depois, Pirlo lançou Chiellini que invadiu a área pela direita e cruzou com perigo, mas novamente o camisa 1 conseguiu tirar o perigo.

A Itália esboçou uma pressão no final do primeiro tempo, buscando atacar pelos lado do campo, mas a forte defesa mexicana não dava espaço para o azar e os primeiros 45 minutos terminou empatado.

Segundo tempo

A seleção italiana voltou melhor para a etapa complementar. Jogando mais fora da área, a azurra pressionava em busca do segundo gol. Jogando quase que exclusivamente pela direta, com Balotelli, Pirlo e Marchisio a Itália alternava bom toque de bola e jogadas rápidas para surpreender o adversário.

Aos oito minutos a Itália teve nova chance na cobrança de falta, novamente com Pirlo, a bola desviou na barreira e sobrou para Chiellini bater pressionado para defesa do goleiro Corona.

Chicharito Hernandez sai pro abraço depois de marcar de pênalti AFP PHOTO CHRISTOPHE SIMON

Chicharito Hernandez sai pro abraço depois de marcar de pênalti (Foto: AFP PHOTO CHRISTOPHE SIMON)

O México parecia cansado. Diferente da primeira etapa, onde chegava com frequência no campo italiano, o time parou e passou a assistir a Itália jogar, que abusava dos cruzamentos e o México parecia gostar de fortes emoções, seguidamente fazia faltas na entrada da área que Pirlo monopolizava nas cobranças, todas com perigo.

A seleção mexicana só assustou aos 25 minutos, depois da cobrança de falta no meio da área, cabeceada por Flores para fora.

Quando a partida ia ficando morna, Mario Balotelli resolveu aparecer, O camisa 9 recebeu a bola pelo alto na entrada da área, ganhou na força de dois marcadores e bateu por baixo, sem chances para Corona para desempatar a partida.

Pensando em poupar, o técnico Prandelli resolveu sacar Balotelli para por Alberto Gilardino. O atacante italiano saiu sob fortes palmas do torcedor brasileiro.

A seleção mexicana tentou esboçar uma reação no final, mas já era tarde. Final 2 a 1 para a Italia que chega aos três pontos, como o Brasil que está na frente pelo saldo.

Na próxima quarta-feira o México fará sua segunda partida contra o Brasil, às 16h, no Castelão enquanto a Itália jogará contra o Japão, também na quarta, as 19h, na Arena Pernambuco