ÚLTIMAS NOTÍCIAS
Japão domina, mas não sai do zero a zero com a Grécia

Com um homem a mais desde o primeiro tempo, japoneses param na retranca Grega e adiam decisão no Grupo C. Resultado classifica a Colômbia.

Por Anderson Marinho
Japoneses lamentam resultado em Natal. Foto: Getty Imagens

Japoneses lamentam resultado em Natal. Foto: Getty Imagens

Jogando na Arena da Dunas, em Natal, o Japão esteve próximo de sua primeira vitória na Copa do Mundo 2014 no duelo contra a Grécia, válido pela segunda rodada do Grupo C da competição, marcado por amplo domínio dos asiáticos que contaram com um jogador a mais desde os 37 minutos da etapa inicial, após a expulsão do volante grego Katsouranis, mas faltou pontaria para chegar aos gols e quando ela apareceu, brilhou a estrela do goleiro Karnezis para evitar a derrota dos europeus.

Com o resultado Japão e Grécia têm agora um ponto cada. Na última rodada os japoneses enfrentam a Colômbia, já classificada, precisando vencer e torcer por uma vitória ou empate da Grécia contra o Costa do Marfim.

Já a Grécia precisa derrotar a Costa do Marfim e torcer para que o Japão não vença a Colômbia. Os dois jogos acontecem simultaneamente na próxima terça-feira, 24/06/2014, às 17h00 do horário de Brasília.

O jogo

Árbitro expulsa Katsouranis após carrinho violento. Foto: Reuters

Árbitro expulsa Katsouranis após carrinho violento. Foto: Reuters

O primeiro tempo foi de jogo aberto, com muitas chances de gols para ambos os lados, mas os japoneses já tinham um volume de jogo superior e deram mais trabalho para a defesa adversária, com pelo menos sete finalizações à meta de Karnezis.

Na melhor oportunidade, aos 28 minutos, Honda cobrou falta colocada e obrigou o arqueiro grego a fazer grande defesa.

A situação da Grécia ficou delicada, aos 37 minutos, quando o capitão Katsouranis deu um carrinho violento em Hasebe e foi expulso após receber o segundo cartão amarelo e o vermelho em seguida, deixando a equipe em desvantagem numérica.

 Mesmo com um a menos os gregos ainda tiveram a chance de ir para o intervalo na frente do placar, mas pararam em Kawashima. Aos 39 minutos, em linda jogada individual, Torodidis limpou a marcação e bateu forte, mas o goleiro se esticou todo para espalmar e evitar o gol.

Etapa complementar

Okubo_Reuters

Okubo lamenta chance desperdiçada. Foto: Reuters

A Grécia tentou manter a proposta de jogo na volta do intervalo, mantendo a partida aberta,em busca do gol da vitória, mas cedia muitos espaços para os contra-ataques japoneses que levaram muito perigo à meta defensiva da equipe.

A única chance grega foi aos 14 minutos, após cobrança de escanteio, Gekas subiu mais que a defesa asiática e cabeceou firme para grande defesa de Kawashima.

Melhor postando em campo o Japão criou varias situações para abrir o placar, mas faltou qualidade no momento da finalização.  Na melhor delas, aos 22 minutos, Kagawa fez grande jogada e acionou Uchida, nas costas da zaga adversária, que cruzou na medida para Okubo, cara a cara com Karnezis, mas o atacante isolou a bola desperdiçando a oportunidade.

Depois disso a Grécia se fechou, abrindo mão do jogo, e foi pressionada até os minutos finais da partida. Apesar da retranca, o Japão seguiu criando, mas parou em suas limitações técnicas e nas boas defesas de Karnezis.Aos 32 minutos, Okubo arrematou de fora da área para grande defesa do goleiro.

Uchida e Endo ainda tiveram duas chances claras para marcar o gol da vitória, mas chutaram para fora.