ÚLTIMAS NOTÍCIAS
Libertadores, definido jogo do Tricolor e grupo de Timão e Verdão

Saiu o sorteio da Libertadores, São paulo vai a Bolívia na pré Libertadores enfrentar o Bolivar e Grêmio pega LDU.

Por Paulo Edson Delazari

Zé Roberto e Maicon disputam bola pelo Brasileiro. (Foto: Vipcomm)

Pré Libertadores e grupos definidos para a próxima edição da Libertadores em 2013.O sorteio realizado nesta sexta-feira em Assunção (Paraguai), livrou os brasileiros de grupos da morte, mas não da altitude ou da possibilidade de confrontos nacionais.

Grêmio e São Paulo, primeiros representantes do país a estrearem, terão dificuldades na fase prévia. O primeiro encara a LDU e os 2.850m de Quito (Equador). O segundo pega o Bolívar e os 3.660m de La Paz. Se avançarem, terão brasileiros como adversários: os são-paulinos entrariam no Grupo 3, que já tem o Atlético-MG, e os gremistas se juntariam ao Fluminense no Grupo 8.

Atual campeão, o Corinthians escapou dos argentinos, mas não deve ter vida fácil no Grupo 5. O colombiano Millonarios, que eliminou Palmeiras e Grêmio na última Copa Sul-Americana, teoricamente está entre os adversários mais competitivos. E as demais equipes da chave, apesar de serem inferiores tecnicamente, oferecem outros incômodos: a longa e desgastante viagem para enfrentar o Tijuana, campeão mexicano, e a altitude de 3.706m de Oruro, na Bolívia, para o duelo contra o San José.

O Atlético-MG é outro que não deu muita sorte no sorteio. Além do risco de encarar o São Paulo, pegou no Grupo 3 um argentino, o Arsenal de Sarandí, e o The Strongest, situado em La Paz.

O Palmeiras, no Grupo 2, terá como maior adversário o Libertad, atual campeão paraguaio. O Sporting Cristal, apesar do título no Peru, não deve ser um grande problema. O outro adversário sai do confronto entre o argentino Tigre, vice-campeão da Sul-Americana, e o venezuelano Deportivo Anzoátegui.

Barcos e Assunção esperanças do Verdão na Libertadores. (Foto: Terra)

Para o campeão brasileiro Fluminense, no Grupo 8, a maior dificuldade virá da fase prévia, em que se enfrentam Grêmio e LDU, carrasco em 2008 na final da Libertadores e em 2009 na final da Copa Sul-Americana. Os outros dois adversários do Tricolor são o Huachipato, campeão chileno, e o Caracas, da Venezuela.

Na hora do sorteio, o pote 3, onde estavam Atlético-MG, Palmeiras, Boca Juniors (Argentina), Newell’s Old Boys (Argentina), Millonarios (Colômbia), Caracas (Venezuela), Real Garcilaso (Peru) e Emelec (Equador), foi a única gafe do sorteio. As bolinhas, ao serem retiradas do pote, não estavam conseguindo ser abertas por uma das representantes da Conmebol, e outra pessoa no palco foi quem conseguiu abrir e retirar os papéis por três vezes seguidas.

Foi quando o Fluminense, cabeça de chave do Grupo 8, escapou de pegar um adversário argentino na fase de grupos. O Caracas foi sorteado para a Grupo 7, encabeçado pelo Deportivo Lara, da Venezuela, e com isso só restaria o Newell’s Old Boys para a chave do Flu. Mas como o regulamento não permite que duas equipes de um mesmo país caiam na mesma chave – exceto quando o time classificado vir da pré-Libertadores -, o argentino foi para a Chave 7, e o Caracas acabou remanejado para a Chave 8.

O temido grupo da morte ficou para o Boca Juniors, atual vice-campeão do torneio. A equipe caiu no Grupo 1, que tem: o Barcelona de Guayaquil, atual campeão equatoriano e considerado o time mais forte do país; o Nacional, adversário tradicional do Uruguai e detentor de três títulos na competição; e o Toluca, represenante mais experiente dos três mexicanos nesta Libertadores.

Veja como ficaram os grupos: