ÚLTIMAS NOTÍCIAS
Luis Fabiano marca dois e tricolor vence mais uma

São Paulo joga bem e vence a quarta seguida no Paulista

Por Vladimir da Costa

Querendo se distanciar ainda mais na ponta da tabela o São Paulo foi a Jundiaí enfrentar o Paulista, que ainda briga pra passar para a próxima fase e não teve trabalho para vencer os donos da casa e seguir na ponta da tabela.

Vivendo um momento turbulento internamente com muitas especulações entre direção, comissão e Luis Fabiano, o tricolor parece que resolveu de vez a questão internamente e com um futebol coeso, venceu com dois gols de Luis Fabiano que parece ter deixado a magoa de lado e comemorou os gols marcados.

Atuando de forma diferente do que em jogos passados, o São Paulo mostrou que tem elenco e que a briga entre os volantes será acirrada. Fabricio ao lado de Wellington fez ótima partida, marcou bem, fez boas chegadas ao ataque e mostrou que está recuperado das lesões que o incomodaram durante todo o ano passado.

Na frente, não tem muita dúvida, mesmo descontente Luis Fabiano segue fazendo os gols da equipe e ao seu lado deve permanecer Osvaldo, que retornou da seleção e deve estar em campo contra o Corinthians no domingo.

O jogo

Luis Fabiano corre para o abraço depois de marcar o primeiro gol da partida contra o Paulista (Foto: Almeida Rocha/Folhapress)

Com um time modificado do meio pra frente, com Douglas e Cañete no lugar de Jadson e Ganso, o São Paulo começou a partida em cima do adversário, com bom toque de bola dos volantes que avançavam à frente, principalmente Fabricio, que ganhou mais uma chance no time titular do tricolor.

Com Cortez de volta a equipe titular, o São Paulo forçava as jogadas pela esquerda, mas o lateral tricolor não tinha espaço para chegar a linha de fundo e cruzar. Do outro lado, o Paulista não conseguia ficar com a bola e esperava roubar a bola para partir em velocidade.

Aos 14 minutos, Paulo Miranda, chegou pela primeira vez a frente e na grande área, deu uma caneta em Lázaro e bateu cruzado, mas a bola passou por cima. O lateral escorregou na hora da finalização. Na jogada seguinte, Douglas partiu em velocidade, mas errou o passe para Luis Fabiano que esperava a bola dentro da área.

E a pressão deu resultado. Aos 26 minutos, Wallyson, na grande área, dominou de peito e tocou atrás para Luis Fabiano, sozinho, empurrar para o gol e abrir o placar no Jaime Cintra.

Com o gol tomado o Paulista passou a atacar, mas de forma tímida. O São Paulo, bem entrosado no meio campo dominava as ações e recuperava a bola rapidamente.

A partida seguiu tranquila, com poucas faltas e muito toque de bola. Depois do gol, o jogo esfriou. Os goleiros não tiveram muito trabalho e a partida ficou concentrada no meio campo, sem grande perigo para os arqueiros.

Na volta do segundo tempo o São Paulo seguiu melhor, tanto que não demorou para ampliar o placar. Logo aos cinco minutos, Wallyson abriu na ponta direita com Fabrício que cruzou na medida para Luis Fabiano. O camisa 9 do Tricolor Paulista testou firme para ampliar o marcador. Mesmo com a vantagem de dois, o tricolor seguiu melhor e quase fez o terceiro com Douglas, mas Richard salvou a equipe de Jundiaí.

Aos 16 minutos, Ney Franco sacou Cañete que não fez boa partida e colocou Aloisio para fazer companhia para Luis Fabiano no ataque e atuar aberto pelas pontas, coisa que não havia acontecido no segundo tempo. Cortez que teve boa participação na primeira etapa, não chegava mais a frente e com isso fazia os atacantes recuarem para buscar a bola na intermediária.

O Paulista só chegava com a bola parada. Já o São Paulo tinha em Douglas as melhores chances de ampliar. O lateral direito improvisado no meio era perigoso e arriscava sempre com perigo de fora da área. Quando o camisa 23 resolveu tocar, também era eficiente. Aos 30 minutos ele deu ótimo passe para Luis Fabiano, o atacante dominou e tocou sutilmente por cima do goleiro, mas em cima da linha, Lázaro salvou o que seria o terceiro gol do São Paulo.

Nos minutos finais o Paulista aproveitou o relaxamento do São Paulo na partida e resolveu ir pra cima. Rodolfo Testoni, da intermediária, soltou uma bomba no canto direito alto. A bola passa por Rogério Ceni e explodiu na trave.

Ney Franco fez nova mudança, tirou Wallyson e colocou folego novo. Ademilson que correu muito, teve duas chances de fazer o seu, mas não conseguiu e a partida acabou mesmo 2 a 0 para o classificado tricolor.

Com a vitória, o tricolor chegou aos 35 pontos e segue isolado na liderança. Para a próxima rodada, a antepenúltima da primeira fase, o Paulista, no sábado, vai até Bragança Paulista para enfrentar o Bragantino, que está em nono e luta para entrar no G8. Já o São Paulo terá pela frente o clássico contra o Corinthians, no domingo, às 16h, no Morumbi.