ÚLTIMAS NOTÍCIAS
Macaca anula o São Paulo e vence a terceira seguida

São Paulo perde para a Ponte Preta e segue sem pontuar fora de casa.

Por Vladimir da Costa

O primeiro tempo, até devido o sol forte, foi muito aquém do que as duas equipes poderiam produzir, pior para o São Paulo, que apesar de permanecer mais com a bola, errava demais na frente e quando chutava, a bola ia longe. A Ponte pouco chegou, mas quando teve a chance, marcou. O ex-são-paulino Silvinho fez um bonito gol.

No segundo tempo, a Ponte voltou com boa disposição, anulou o meio campo do São Paulo, criou mais e logo depois de sofrer o gol de empate marcado por Rogério, fez o segundo com Alemão e a partir daí, não levou mais nenhum susto, vencendo a terceira seguida sob o comando de Vadão. Para o São Paulo, resta trabalhar. A equipe perdeu as três partidas como visitante e ainda não conseguiu apresentar um futebol que agrade a torcida.

 A partida

Alemão comemora o segundo gol da Ponte Preta diante do São Paulo. (Foto: Marcos Bezerra / Futura Press)

Alemão comemora o segundo gol da Ponte Preta diante do São Paulo. (Foto: Marcos Bezerra / Futura Press)

Diante de um sol forte, Ponte Preta e São Paulo fizeram um primeiro tempo “morno”. Com transição lenta da defesa para o ataque, as equipes pouco produziram no primeiro tempo.

A Macaca quando tinha a bola, esperava o São Paulo dar brecha para chegar perto do gol do Rogério. O tricolor por sua vez, acelerava o jogo, mas mesmo assim produzia perigo para o goleiro Roberto.  Ademilson e Osvaldo arriscavam jogadas individuais, mas sem sucesso.

Nos últimos 15 minutos, a Ponte passou a ficar mais com a bola, adiantou a marcação e criava mais. Na melhor delas, aos 38 minutos, Diego Sacoman ficou com a bola depois q a defesa não conseguiu cortar e de dentro da área, bateu firme, mas pra fora.

Aos 42 minutos, a vontade de jogo deu resultado e a ponte chegou ao gol Jogada que começou pela direita chegou nos pés de Silvinho. O camisa 7 recebeu a bola dentro da área, dominou, girou e bateu no canto, sem defesa para o goleiro tricolor. Macaca na frente para festa da torcida presente no estádio.

Nos últimos minutos o São Paulo resolveu avançar, mas era tarde demais pra alguma coisa. Depois de um primeiro tempo sem muitas chances, a Ponte aproveitou a que teve e terminou a primeira etapa na frente.

A Ponte voltou do intervalo mais inteira e quase fez o segundo. Aos quatro minutos do segundo tempo, em boa trama pelo meio, Tchô invadiu a área são-paulina pela esquerda, passou como quis pelo marcador, mas furou na hora de bater.

O São Paulo respondeu com Osvaldo aos oito. O atacante recebeu na intermediária, avançou sozinho e bateu livre de marcação da entrada da área, mas a bola saiu a direita do gol de Roberto.

Aos 11 minutos, o São Paulo empatou. Alvaro Pereira recebeu e foi derrubado dentro da área. Pênalti para o tricolor. Rogério Ceni, que teve um péssimo aproveitamento em 2013 nas cobranças, pegou a bola, bateu no meio do gol e fez o gol de empate. O primeiro do capitão na temporada.

Novamente o ataque tricolor deixou a desejar. (Foto: Paulo Fonseca / Agência Estado)

Novamente o ataque tricolor deixou a desejar. (Foto: Paulo Fonseca / Agência Estado)

Na jogada seguinte, o lateral que sofreu o pênalti, faz falta na lateral do ataque. A bola foi alçada na área e Alemão, sozinho, cabeceou e fez o segundo gol da Ponte Preta no Moisés Lucarelli, numa clara falta de organização defensiva do São Paulo.

A ponte seguia melhor. Quando arriscava, levava perigo para o gol de Rogério. Aos 18 minutos Ademir bateu da entrada da área, obrigando Rogério a fazer boa defesa.

Com o passar do tempo, a partida caiu de rendimento, Muricy até fez as mudanças para deixar a equipe mais veloz, mas o time não respondia em campo. Ganso pouco tocava na bola e assim como ele a equipe parecia sem forças para reagir. Melhor para a Macaca, que administrava a partida como queria, com cautela quando tinha a posse da bola, e fechada atrás, quando estava sem ela.

A Ponte seguia melhor. Aos 35 minutos, César cabeceou com firmeza e quase marcou o terceiro. Rogério mostrou elasticidade para tirar para escanteio.

O jogo seguia corrido, com o tricolor mais na base da vontade do que da qualidade em busca do empate. A macaca seguia consistente e quase ampliou no final da partida. Rossi fez boa jogada e bateu cruzado, mas a bola foi pra fora. Dentro da pequena área, haviam três companheiros livres pedindo a bola.

Na próxima rodada, que acontece somente no próximo final de semana, a Ponte Preta, que venceu as últimas três partidas, encara o Atlético Sorocaba no sábado, em Walter Ribeiro em Sorocaba, às 19h30. No mesmo dia só que às 21h. O São Paulo recebe a Portuguesa, no Morumbi.