ÚLTIMAS NOTÍCIAS
Maicon faz golaço e São Paulo garante vice liderança.

Tricolor mostra que tem elenco para brigar e vai vendo sonho da Libertadores se aproximar.

Por Paulo Edson Delazari
Maicon comemora gol companheiros, após golaço. (Foto: Gazeta Press).

Maicon comemora gol companheiros, após golaço. (Foto: Gazeta Press).

Mesmo desfalcado, o São Paulo voltou a encaixar duas vitórias consecutivas no Campeonato Brasileiro. Depois de bater o Grêmio no último fim de semana, a equipe paulista venceu o Atlético-PR nesta quarta-feira por 1 a 0 no Morumbi, em jogo válido pela 27ª rodada. O único gol da partida foi marcado por Maicon e foi uma pintura.

Com o resultado, os comandados de Muricy Ramalho, que voltou ao banco de reservas após se recuperar de um problema de saúde, chegam a 49 pontos e vão dormir na vice-liderança da primeira divisão. O Inter, que tem 47, joga somente nesta quinta-feira.

O Atlético-PR, por sua vez, sofre sua quarta derrota nos últimos cinco jogos e agora é o 13º colocado, com 31 pontos, apenas dois acima da zona de rebaixamento na competição. De quebra o time paranaense viu cair um tabu que durava desde 2010, ou cinco partidas, de lá para cá foram duas vitórias do furacão e três empates.

O time do Morumbi volta a campo no próximo domingo, quando enfrenta o Atlético-MG às 16h, no Independência. No mesmo dia, Mas às 18h30, o Atlético-PR encara o Figueirense na Arena da Baixada.

O Jogo

Maicon vibra com golaço sobre o furacão. (Foto: Rubens Chiri).

Maicon vibra com golaço sobre o furacão. (Foto: Rubens Chiri).

Esfacelado por conta de suspensões, lesões e atletas convocados para a seleção brasileira, o São Paulo não demorou a abrir o placar. Com 5 minutos, Ganso ajeitou para Maicon, de fora da área, acertar um lindo chute para fazer 1 a 0 – o meia só foi titular porque o volante Souza foi chamado por Dunga de última hora para compor a seleção brasileira.

Tão preciso quanto o chute do meia foi o reflexo de Rogério Ceni. Pouco depois do gol ,o capitão são-paulino evitou o empate. Após cruzamento da esquerda, Bady, livre, finalizou firme para o goleiro fazer uma grande defesa no canto esquerdo.

O jogo esfriou em oportunidades após esse lance. O São Paulo ficou mais com a bola, mas encontrava dificuldades para achar espaços. O mesmo aconteceu com o Atlético-PR, que passou a arriscar chutes de longa distância, sem sucesso. Até que Ganso entrou novamente em ação.

Com um lindo passe entre as linhas de defesa do time paranaense, o camisa 10 deixou Alexandre Pato na frente de Weverton. Mas o atacante não teve a mesma precisão de Maicon: o toque na saída do goleiro saiu rente à trave, perdendo chance clara.

Segunda etapa

Muricy retornou após estar internado com arritmia. (Foto: Rubens Chiri).

Muricy retornou após estar internado com arritmia. (Foto: Rubens Chiri).

Na segunda etapa, o ritmo diminuiu. O São Paulo demorou para se encontrar no jogo. O Atlético-PR, mesmo com dificuldades na criação, levou perigo primeiro, após Natanael chutar rasteiro para fora. Os mandantes tiveram uma boa chance somente aos 24 minutos, quando Ganso deu ótimo passe para Osvaldo, que chutou para fora na entrada da área.

Muricy fez algumas substituições, colocando Boschilia e Luis Fabiano nos lugares de Osvaldo e Pato. Viu PAulo Miranda e Ganso tomarem o terceiro amarelo e se tornarem desfalques para a próxima partida no independência e até o fim do segundo tempo, o São Paulo ameaçou mais o gol do adversário, mas não conseguiu aumentar a vantagem.

FICHA TÉCNICA
SÃO PAULO 1 X 0 ATLÉTICO-PR

Local: Estádio do Morumbi, em São Paulo (SP)
Data: 8 de outubro de 2014, quarta-feira
Horário: 19h30 (de Brasília)
Árbitro: Jaílson Macedo Freitas (BA)
Assistentes: Luiz Carlos Silva Teixeira (BA) e Marcos Welb Rocha (BA)
Público: 9.820 pessoas
Renda: R$ 292.130,00
Cartões Amarelos: Paulo Miranda, Michel Bastos, Ganso (São Paulo), Gustavo e Cléo (Atlético-PR)
Gol: SÃO PAULO: Maicon, aos 5 minutos do primeiro tempo

SÃO PAULO: Rogério Ceni; Hudson, Paulo Miranda, Antônio Carlos e Michel Bastos; Denilson, Maicon e Ganso; Osvaldo (Boschilia), Alexandre Pato (Luis Fabiano) e Alan Kardec
Técnico: Muricy Ramalho

ATLÉTICO-PR: Weverton; Sueliton, Cleberson, Gustavo e Natanael; João Paulo, Hernani, Bady (Carlos Alberto) e Marcos Guilherme; Marcelo e Cléo
Técnico: Claudinei Oliveira