ÚLTIMAS NOTÍCIAS
Mano Menezes não é mais técnico da seleção brasileira

Com apenas dois títulos sem expressão, técnico é demitido. Andrés Sanches é extremamente deselegante.

Por Paulo Edson Delazari

Mano Menezes e José Maria Marin em campo trocando ideias. (Foto: Thiago Arantes)

Em reunião da tarde de hoje na FPF (Federação Paulista de Futebol) entre os dirigentes da CBF José Maria Marin, Marco Polo Del Nero e Andrés Sanches, foi definida a demissão do técnico Mano Menezes da seleção brasileira. A entidade confirmou a informação em seu site, às 16h06m, e comunicou que toda a comissão técnica foi afastada. O ex-presidente do Corinthians e atual diretor de seleções da CBF foi voto vencido na reunião e demonstrou muita irritação.

“-Fui voto vencido e não escondo de ninguém, a presidência da CBF achou que deveria desligar o Mano e fez assim. Eu respeito hierarquias e compreendi o projeto do presidente.” Respondeu Andrés.

O diretor por inúmeras vezes mostrou despreparo e respondeu rispidamente as perguntas dos motivos e preferiu não dizer que será o futuro treinador.

“-Não sei se vocês estão entendendo, você estava na reunião, então pergunta primeiro quem estava lá. Eu não fui ouvido, se eu tava na reunião, como não fui ouvido. O que a maioria acha melhor foi quem venceu.” – Respondeu o dirigente com ares de ódio.

Questionado sobre a ausência do Presidente da CBF não dar a notícia, Andrés respondeu:

“-Eu sou o diretor de seleções e como tal tinha que vir dar a resposta, ai vim e dei a entrevista.”

Questionado sobre a partir de que momento o trabalho do Mano foi colocado em dúvida, novamente Andrés foi grosseiro.

“-Você está de brincadeira, ele nunca foi questionado, somente por você. Eu estou de boneco.”

O treinador Mano Menezes esteve a frente da seleção em 39 ocasiões, destas a seleção ganhou 26 vezes, com 6 empates e 7 derrotas. O treinador pegou o time no ranking da FIFA em 4º lugar em agosto de 2010 e entrega no seu pior momento em 13º lugar. No seu comando o treinador ganhou 2 títulos, o bicampeonato do superclássico das Americas.

Depois da partida contra a Argentina o treinador parecia prever o que viria pela frente e deu a seguinte alegação, tentando convencer seu patrão.

“ Fizemos um bom trabalho e tivemos apoio da confederação, no momento em que perdemos a Olímpiada o Presidente (Marin), confiou no meu trabalho e manteve, isso mostra a maturidade de nossos dirigentes.” – Respondeu Mano Menezes ex-técnico da seleção.

Romário na CBF já como deputado. (Foto: Agência Estado)

Romário que vem batendo forte na CBF como sempre já deu sua declaração e como não poderia deixar de ser foi polêmico, anunciando que está em festa e que vai soltar fogos, aproveitou e indicou seu favorito, inclusive para o cargo de diretor de seleções, caso Andrés Sanches saia.

“- Galera, hoje é um dia histórico em que o Brasil tem que soltar fogos, fazer festa… Até que enfim esses incompetentes da diretoria da CBF fizeram alguma coisa boa pelo futebol brasileiro. Isso eu tinha certeza que iria acontecer, infelizmente demorou, mas saiu! Em relação ao Mano, já vai tarde… Na minha opinião, o treinador tem que ser o Felipão, e o diretor de Seleções, se o Andrés Sanches sair, pra mim, o ideal seria o Raí. Valeu!”

O próximo treinador e comissão técnica será decidida somente em Janeiro/2013, vários nomes são especulados, são eles: Luis Felipe Scolari, Muryci, Tite e Abel Braga, porém não está descartado o nome do Espanhol Pepe Guardiola ex-técnico do Barcelona.