ÚLTIMAS NOTÍCIAS
Não era tourada, mas Holanda deu Olé na Espanha.
Holanda massacrou a atual campeão mundial em tarde de Van Persie e Robben.
Por Paulo Edson Delazari
Van Persie da peixinho e iguala a partida, (Foto: Getty)

Van Persie dá peixinho e iguala a partida diante da Espanha, (Foto: Getty)

Não era uma tourada, mas o que se ouviu na Arena Fonte Nova foram os gritos de olé da torcida holandesa na reedição da final da Copa do Mundo de 2010 entre Holanda e Espanha, em Salvador, só que desta vez a história foi diferente, a laranja mecânica goleou a Fúria por 5 a 1, mas poderia ter sido pelo menos uns oito se não fosse Cassilas. Os gols foram marcados por Xabi Alonso para Espanha e Van Persie (2), Robben e De Vrij para a Holanda.

Com os gols Van Persie e Robben se tornaram artilheiros da competição ao lado de Neymar com dois gols cada. O destaque positivo do time holandês além do atacante, foram do incansável Robben e o lateral Blind que deu dois belos lançamentos para os dois primeiros gols da Holanda.

Perguntado após a partida sobre a forma de jogar do time espanhol, seu treinador Vicente Del Bosque se remeteu a reconhecer o bom futebol holandês  e pediu calma, pois a Espanha está começando um novo trabalho.

Com a vitória a Holanda ocupa a primeira posição do grupo B e aguarda o jogo entre Chile e Austrália nesta sexta. A equipe comandada por Van Gaal volta a jogar no dia 18 às 13h em Porto Alegre contra a Austrália, enquanto a Espanha enfrenta o Chile no mesmo dia no Maracanã Às 18h.

O Jogo

Diego Costa sofre penalti de De Vrij (Foto: Getty)

Diego Costa sofre penalti de De Vrij (Foto: Getty)

A primeira grande chance da partida começou nos pés de Robben que encontrou Sneijder sozinho, o meia avançou e frente a frente com Cassilas esperou até o último momento e bateu, contudo o capitão espanhol defendeu, impedindo aquele que seria o primeiro gol da partida.

O jogo seguiu estudado com alguns avanços da Espanha que utilizou o seu estilo de posse de bola e triangulações curtas, aos 23 Xavi enfiou bela bola para Diego Costa, o centroavante ameaçou bater e cortou o zagueiro holandês que atabalhoadamente deu o rapa no atacante, pênalti para a Furia. Na batida Xabi Alonso bateu rasteira no canto direito do goleiro Cillessen e abriu o placar. Espanha 1 a 0.

A Espanha tomava conta do jogo, Iniesta aos 42 encontrou Silva, o atacante ficou cara a cara com Cillessen e assim como Cassilas defendeu, só que para escanteio. No famoso quem não faz toma, Blind deu lindo lançamento para Van Persie o artilheiro holandês viu Cassilas saindo e deu de cabeça por cobertura. Holanda 1 x 1 Espanha.

Segunda etapa

A Espanha começou a segunda etapa com muita troca de passe e a Holanda bem postada, assim Iniesta tentou chute de fora da área aos quatro minutos, mas o arqueiro Cillessen defendeu no canto esquerdo do gol.

Robben destruiu a zaga espanhola e fez um golaço. (Foto: Getty)

Robben destruiu a zaga espanhola e fez um golaço. (Foto: Getty)

Três minutos depois a virada holandesa, a equipe espanhola deu bobeira na troca de passe, Guzman tomou e abriu na esquerda para Sneijder, este para Blind, o lateral cruzou para Robben, o atacante dominou com categoria, corou Pique e bateu no meio do gol. Espanha 2 a 1.

Mais uma bobeira na troca de bola espanhola e mais um contrataque holandês, desta vez Robben tomou a bola no meio campo, arrancou pra cima da zaga e na entrada da área tocou para  Janmaat, este para Van Persie no bico direito da grande área, o artilheiro holandês dominou e de pé direito deu uma bomba, a bola explodiu no travessão de Cassilas e saiu para lateral.

A Holanda se encorpou com o gol e começou a buscar o terceiro e o gol saiu aos 19 minutos, Sneijder cruzou a falta na segunda trave, Van Persie fez à falta em Cassilas e De Vrij cabeçou, a bola bateu na trave, voltou no pé do zagueiro e entrou chorado. Holanda 3 x 1.

A Holanda parecia a laranja mecânica de 1974, em nova retomada no meio campo, Van Persie avançou e encheu o pé de fora da área. O goleiro Cassilas caindo defendeu com o pé, afastando o perigo. Depois de boa defesa aos 27 minutos o capitão deu vacilo em bola recuada por Jordi Alba, ao tentar dominar, a bola escapou, Van Persie rachou com o goleiro, ganhou e com o gol livre empurrou de pé esquerdo pro fundo da rede. Virou goleada. Holanda 4 x 1.

Robben humilhou, deixou Cassilas no chão e fez o quinto da Holanda na partida. (Foto: Getty).

Robben humilhou, deixou Cassilas no chão e fez o quinto da Holanda na partida. (Foto: Getty).

Pintura!!!!!!! Pintura!!!!!! Aos 33 minutos  Robben ganhou mais uma bola na defesa, arrancou pra cima de Sergio Ramos, ao se aproximar da grande área brecou tirando o zagueiro e Cassilas, trouxe para a perna esquerda, ameaçou bater e deixou Cassilas no chão novamente, com o gol encoberto por dois zagueiros, encheu o pé no ângulo. Holanda 5 x 1.

Os holandeses queriam mais e aos 41 Wijnaldum bateu Cassilas fez bela defesa, a bola pegou altura e Robben de fora da área encheu o pé e Cassilas fez outra linda defesa. Dois minutos depois, Sneijder teve a oportunidade de fazer o sexto em sua centésima partida, mas tropicou na bola. A Espanha ainda tentou diminuir com Torres, mas o zagueiro De Vrinj salvou em cima da linha, rachando com o atacante.