ÚLTIMAS NOTÍCIAS
Neymar desequilibra e Brasil bate no "irmão" mais velho

Seleção Brasileira vai ganhando forma e jogos importantes na preparação para 2014

Por Vladimir da Costa
Brasil domina Portugal e vence de virada amistoso nos EUA (Foto: Mowa Press)

Brasil domina Portugal e vence de virada amistoso nos EUA (Foto: Mowa Press)

O amistoso entre Brasil e Portugal, nos Estados Unidos, teve clima de decisão. Felipão havia pedido para que seus jogadores atuassem cada jogo como se valesse 3 pontos. O recado parece ter motivado os portugueses que não aliviaram nem um pouco. Com direito a porradas e pisões, dos defensores rivais, a seleção brasileira fez o vira e venceu por 3 a 1.

Nossos co-irmãos não tiveram forças para vencer o talento e a qualidade do futebol nacional. Podem dizer que estavam sem sua maior estrela, mas o que o Brasil vem jogando, com raça e gana de vencer, seria pouco provável que Cristiano Ronaldo mudasse o panorama da partida.

O jogo

Com exceção de Marcelo, a seleção brasileira iniciou a partida com a mesma formação da goleada sobre a Austrália. No meio campo, Ramires fazia a função de armador ao lado de Paulinho. A partida começou tensa, com os defensores portugueses tentando tirar vantagem na provocação. A equipe do técnico Paulo Bento tomou postura rígida nos lances. Bruno Alves deu um pisão em Bernard e uma cotovelada na boca de Neymar.  Assim como o luso-brasileiro Pepe, que provocou muito o camisa 10 do Brasil. Pior para ele que que viu a raiva de Neymar ser canalizada nos pés.

O jogo era igual, até que aos 17 minutos, Maicon fez besteira e Portugal não perdoou. O lateral errou ao atrasar uma bola de cabeça para Júlio César e deu um presente para Raul Meireles, que aproveitou o vacilo do lateral e abriu o placar.

Neymar foi mais uma vez o destaque da Partida, com uma assistência e um golaço

Neymar foi mais uma vez o destaque da Partida, com uma assistência e um golaço (Foto: Mowa Press)

O Brasil, não se abalou com o gol e foi para cima dos portugueses.  Cinco minutos depois de sair atrás, o Brasil empatou. Após escanteio cobrado por Neymar, Thiago Silva subiu mais que todo mundo e cabeceou com força para marcar um belo gol.

Cada vez mais motivado com as provocações, Neymar resolveu dar o troco, na bola. Aos 34 minutos, o craque do Barcelona pegou a bola no meio campo, levou até a área, passou por dois marcadores e, como se tudo fosse fácil, tocou na saída do goleiro Rui Patrício para virar a partida. Um golaço.

Neymar queria mais, o atacante se movimentava por todos os lados pedindo bola. Numa jogada de salão, o camisa 10 saiu da bola e com ele deixou dois marcadores perdidos, a bola sobrou para Paulinho que rolou para David Luiz, na linha de fundo, cruzar para o meio da área, por muito pouco Bernard não ampliou o placar.

O segundo tempo começou com o Brasil ligado. Logo aos quatro minutos, Neymar, sempre ele, deu ótimo passe para Maxwell na esquerda. O lateral cruzou na medida para Jô completar. Com este, o atacante do Atlético-MG marcou seu quinto gol na nova era Felipão.

O terceiro gol parece ter esfriado os portugueses. As cobranças de falta de Nani eram os lances que davam mais esperanças aos portugueses.

Neymar seguia infernizando a defesa lusitana, principalmente pela ponta esquerda. Com mais volume de jogo o Brasil passou a controlar a posse de bola. A Seleção só não fez mais por preciosismo. Bernard, Paulinho e Neymar tiveram ótimas chances, mas desperdiçaram.

A seleção brasileira volta a se reunir no próximo mês de outubro. No dia 15, em Pequim, na China, fará um amistoso contra a modesta Zâmbia. Depois disso, em novembro, o Brasil fará mais dois jogos a serem confirmados pela CBF.

BRASIL 3 X 1 PORTUGAL

Local: Estádio Foxboro, em Boston (Estados Unidos)

Árbitro: Juan Uzman (EUA)

Gols: Raul Meireles, aos 17′ do 1º tempo, (Portugal), Thiago Silva, aos 23 do 1º tempo  , Neymar, aos 34 do 1º tempo, Jô, aos 4′ do 2º tempo (Brasil)
Cartões amarelos: João Moutinho, Helder Postiga, Bruno Alves (Portugal) Neymar e Ramires (Brasil)

BRASIL: Julio Cesar, Maicon, Thiago Silva, David Luiz e Maxwell; Luiz Gustavo, Paulinho (Henrique), Ramires (Oscar); Bernard (Hernanes), Neymar (Lucas) e Jô (Alexandre Pato). Técnico: Luiz Felipe Scolari.

PORTUGAL: Rui Patrício, João Pereira (Helder Postiga), Bruno Alves, Pepe (João Neto), Fabio Coentrão (Antunes); Miguel Veloso, João Moutinho, Raul Meireles, Vieirinha (Licá); Nelson Oliveira e Nani. Técnico: Paulo Bento.