ÚLTIMAS NOTÍCIAS
Neymar se despende do Santos com empate contra o Flamengo.

O mando era do Peixe, mas a despedida foi no estádio de Brasília, o Mané Garrincha.

Por Paulo Edson Delazari
neymar chora folha press sergio lima

Neymar chora no momento da execução do hino nacional brasileiro. Foto/ Folha Press / Sérgio Lima

Irreverente, Habilidoso, Craque, considerado sucessor de Pelé, Neymar fez seu jogo de despedida do Santos contra o Flamengo no estádio, que curiosamente tem nome de craque, Mané Garrincha. O resultado foi 0x0, mas isto é o de menos, os holofotes estavam todos virados para a despedida do atleta que na execução do hino nacional não segurou a emoção e veio às lágrimas.

Mesmo com todos esses ingredientes e um público de 63 mil espectadores, o jogo deixou a desejar, para se ter ideia o primeiro tempo só teve duas chances de perigo ambas do Flamengo, destaque para Rafael que parou Rafinha em bola a queima roupa dentro da pequena área, o goleiro tirou com a mão direita quando a bola ia passando.

Ao fim da partida Neymar respondeu a algumas perguntas sobre sua saída e se mostrou feliz.

“ É um sonho de criança que está se realizando, poder jogar ao lado de Messi, Xavi, Iniesta. É um clube lindo e maravilhoso.” – disse o jogador.

Com relação ao que está por vir o atacante se mostrou confiante, mas já deixou o recado que voltará, pois aqui é o lugar dele.

O Santos volta a jogar na próxima quarta às 19h30m no Raulino de Oliveira contra o Botafogo, enquanto o Flamengo vai encarar a Ponte Preta no mesmo dia às 21h00 no estádio Municipal de Juiz de Fora.

O Jogo

neymar flamengo folha press sergio lima

Neymar teve pouca participação na partida. (Foto: Sérgio Lima / Sérgio Lima)

O confornto começou com as duas equipes buscando o ataque. O Flamengo aproveitava melhor os espaços e chegava próximo ao gol. Os rubro-negros quase abriram o placar com 11 minutos. Após cruzamento na área, Rafinha apareceu livre e tocou, mas viu Rafael fazer grande defesa para salvar o Santos. Os paulistas tinham dificuldade de transpor a marcação adversária e Neymar pouca aparecia em campo.

O craque arriscou seu primeiro chute somente aos 17 minutos. Após tabela com Montillo, Neymar tentou colocar a bola no ângulo de Felipe, mas a viu ir por cima do travessão de Felipe. O lance acabou sendo o único dos paulistas, pois o Flamengo conseguia chegar com mais frequência ao ataque, mas esbarrava na defesa do Santos, que tirava o perigo.

Depois de um período com muita correria, mas poucas chances de gol, o Flamengo teve novamente grande chance marcar, aos 42 minutos. Hernane recebeu a bola na área, de frente para rafael. No entanto, o atacante preferiu tocar para Gabriel, mas o meio demorou muito para finalizar e acabou travado pela zaga santista. Renato Abreu ainda pegou o rebote, só que chutou por cima do travessão. Assim, o duelo foi para o intervalo com a igualdade no marcador no Mané Garrinha.

No segundo tempo, o panorama da partida seguiu o mesmo. O Santos não tinha organização no setor ofensivo e não incomodava o goleiro Felipe. O Flamengo conseguia chegar com mais facilidade ao ataque, mas também não ameaçava Rafael. Na melhor chance dos primeiros minutos, Elias arriscou de fora da área e a bola passou a direita do gol santista. A resposta do Santos aos nove minutos. Após cruzamento, Henrique escorou para Neymar, mas o atacante foi travado no momento da finalização.

neymar flamengo folha press fernando bezerra jr

Neymar não teve espaço e foi caçado como sempre. (Foto: Fernando Bezerra JR)

O confronto melhorou e as duas equipes passaram a criar mais chances. Aos 23 minutos, Neymar cobrou falta e obrigou Felipe a voar para fazer a defesa. Já o Flamengo respondeu três minutos depois. Gabriel foi lançado na área, tocou por cima de Rafael, mas viu Durval aparecer para salvar os paulistas.

Os rubro-negros começaram a aproveitar mais os espaços e quase abriram o placar aos 32 minutos. Em contra-ataque rápido, Marcelo Moreno foi lançado e finalizou para grande defesa de Rafael, que salvou o gol com o pé. Dois minutos depois, foi a vez de Carlos Eduardo desperdiçar oportunidade. O atacante viu o goleiro santista falhar após cruzamento, mas chutou errado, para fora.

Nos minutos finais, as duas equipes ainda tentaram o gol da vitória, mas na base da vontade. Nenhuma conseguiu criar chance clara e o duelo acabou mesmo em um frustrante empate sem gols em Brasília.