Neymar voltou a ser Neymar

Operação para chegar ao Brasil e jogar contra o Figueirense dá título de craque da rodada a Neymar

Por Luiz Soares

Após 14 horas de viagem Neymar faz gol e ajuda Santos em sua primeira vitória fora de casa. Outro que se destacou nessa 17ª rodada foi o chileno Valdívia que dominou o meio de campo no jogo entre Palmeiras e Flamengo

Neymar decidiu novamente (Foto: Cristiano Andujar/Lancepress)

Vontade! Se formos resumir o resultado do craque dessa rodada, com certeza essa é a palavra. De um lado, Neymar, o craque santista que se colocou à disposição do técnico Muricy Ramalho para o jogo contra o Figueirense, em Florianópolis, ontem, pouco mais de 24 horas após jogar amistoso pela seleção brasileira contra a Suécia. Do outro, o meia Valdívia, criticado nos últimos meses por forçar uma possível saída do Palmeiras, além de não deixar claro qual seria a sua decisão após problemas pessoais. Agora, jogou seu sétimo jogo pelo time alviverde e não poderá mais ser transferido para nenhum clube brasileiro.

O que chamou a atenção em Neymar, não foi apenas sua atuação no jogo de ontem, mas sim a operação que ele, e seus patrocinadores – o Santos não desembolsou nenhuma quantia para isso, fizeram para que o jogador chegasse ao Brasil em tempo para o jogo em Florianópolis. Um jatinho foi fretado e, logo após o jogo da selação brasileira, Neymar embarcou direto para Florianópolis, chegando ao Brasil pela manhã de quinta-feira. Se ele continuasse no hotel com a seleção, chegaria apenas à noite. Durante o jogo, ele foi implacável.

Correu como nunca, em suas arrancadas características, driblou, apanhou (e muito, recebeu oito das 33 faltas a favor de seu time), fez gol, deu assistência para que Ganso definisse o placar e ainda provocou a expulsão do volante Túlio, dando igualdade ao número de jogadores, já que o lateral esquerdo do Santos, Juan, tinha sido expulso logo no início do jogo.

Um dia antes, outro que também se dedicou por seu clube, foi o meia Valdívia, do Palmeiras. No jogo contra o Flamengo, em Barueri, o time paulista venceu por um a zero, saindo da ingrata zona de rebaixamento com sinais que não pretende voltar. O chileno, dominou o meio campo durante o jogo inteiro, também correu, driblou, deu assistências a seus colegas e, assim como Neymar, provocou a expulsão de um jogador adversário, o meia Ibson, que fez as duas faltas que provocaram a sua expulsão em Valdívia. Ao término do jogo, o chileno dedicou sua atuação aos “corneteiros” que têm falado que o jogador queria sair do Palmeiras após problemas pessoas vividos no início do ano. Uma coisa é claro, quando ele quer, joga bem e tem decidido. Vale ressaltar a atuação do atacante Barcos, que mais uma vez marcou seu gol. Mas, Valdívia foi o craque da rodada.

Agora, é aguardar a 18ª rodada, a penúltima antes do término do primeiro turno. Neymar tem a frente o rival Corinthians, no domingo, às 16h, na Vila Belmiro. Agora, o craque fez outro pedido. Já disse que quer descanso para se preparar para o clássico.

Já Valdívia terá que ir a Goiás, enfrentar o Atlético Goianiense, também no domingo, porém às 18h30. Tarefa não menos difícil, uma vez que o time goiano tem tirado pontos de todos os grandes que têm enfrentado. Primeiro foi o São Paulo (Vitória por 4 a 3), seguido de Corinthians (1 a 1), Santos (2 a 2) e nessa rodada empate com o líder Atlético Mineiro (1 a 1). E agora é rival direto do Palmeiras para fugir da zona do rebaixamento.

Vamos ver o que acontece!