Warning: mysql_real_escape_string() [function.mysql-real-escape-string]: Access denied for user 'root'@'localhost' (using password: NO) in /home/q/quatromaiores/www/wp-content/plugins/session-manager/includes/sm_functions.include.php on line 517

Warning: mysql_real_escape_string() [function.mysql-real-escape-string]: A link to the server could not be established in /home/q/quatromaiores/www/wp-content/plugins/session-manager/includes/sm_functions.include.php on line 517

Warning: mysql_real_escape_string() [function.mysql-real-escape-string]: Access denied for user 'root'@'localhost' (using password: NO) in /home/q/quatromaiores/www/wp-content/plugins/session-manager/includes/sm_functions.include.php on line 557

Warning: mysql_real_escape_string() [function.mysql-real-escape-string]: A link to the server could not be established in /home/q/quatromaiores/www/wp-content/plugins/session-manager/includes/sm_functions.include.php on line 557
Ninguém tem paciência comigo! | QUATRO MAIORES


ÚLTIMAS NOTÍCIAS
Ninguém tem paciência comigo!

Palmeiras perde o jogo, a cabeça, tem dois jogadores expulsos no final e segue perto da degola.

Por Vladimir da Costa

Em jogo decisivo em dia de reeleição de Paulo Nobre o Palmeiras mostrou que a luta para escapar da Serie B ainda vai render sofrimento para o alviverde e seus torcedores.

Jogando no lotado Beira Rio o alviverde jogou em igualdade contra a boa equipe colorada, mas a qualidade técnica era muita e o Palmeiras não conseguiu vencer.

Jogadores do Inter comemoram um dos 3 gols na vitória contra o Palmeiras. (Foto: Lucas Uebel/Getty Images)

Jogadores do Inter comemoram um dos 3 gols na vitória contra o Palmeiras. (Foto: Lucas Uebel/Getty Images)

O Internacional saiu na frente, diminuiu o ritmo e viu o Palmeiras crescer, empatar e dominar o inicio do segundo tempo. A falta de um meio campo ativo deixava Henrique isolado. Do outro lado, as armas eram muitas e depois de uma mexida na forma de jogar do time, o Inter passou a dominar a partida e não deu chances para um abalado Palmeiras.

No final, duas expulsões, puxões, confusão entre as equipes, Lucio bravo em entrevista depois do jogo em nova derrota alviverde.

Agora, o Palmeiras precisa torcer para uma vitória do Flamengo diante do Vitória para depender só das próprias forças na última rodada, no próximo domingo na Allianz Parque, às 17h, diante do Atlético-PR. Já o Internacional, que assegurou uma vaga na Libertadores 2015, pega no mesmo dia e horário, o Figueirense, em Florianópolis.

A partida

Com casa cheia o verdão sabia que não teria uma noite fácil jogando no Beira Rio. Com os dois times precisando vencer para conseguir seus objetivos, bem distintos e verdade, a partida era aberta com muitos erros dos dois lados.

Aos 13 minutos, Marcelo Oliveira pega sobra na entrada da área e chuta forte. A bola saiu rente à trave, com muito perigo. O troco do Inter veio quatro minutos depois. Bola lançada na área achou Fabrício sozinho, mas o jogador não aproveitou o acabou perdendo grande chance.

Os donos da casa seguiam melhor, com mais intensidade, apesar da dificuldade de chegar perto do gol Fernando Prass.

Renato descontou para o Palmeiras e deu esperança para o time que tem problema de reação depois que toma um gol. (Foto: Lucas Uebel/Getty Images)

Renato descontou para o Palmeiras e deu esperança para o time que tem problema de reação depois que toma um gol. (Foto: Lucas Uebel/Getty Images)

O Inter ia martelando e na segunda chance que criou, chegou ao seu gol. Aos 23 minutos, Taiberson ficou com a bola na entrada da área e de fora da área, fez o arremate a bola desviou em Marcelo Oliveira e enganou o goleiro Prass antes de entrar. Primeiro gol da jovemr revelação colorada.

Diferente que normalmente acontece,o gol não abalou o Palmeiras, tido como um time sem reação. A torcida do Inter sabendo disso cantava nas arquibancadas para um time que após o gol parecia ter tirado o pé. Tocando a bola sem velocidade, na intermediária, o time tinha dificuldade de criar ao. Percebendo isso, o alviverde que não sofria pressão passou a freqüentar o campo adversário e numa boa jogada pela esquerda,chegou ao seu gol.

Livre, Victor Luis cruzou e Renato ganhou de dois defensores para cabecear forte, sem chances para Alisson e empatar a partida.

Depois do gol, o jogo ficou truncado, sem grandes oportunidades de ambos os lados. O Palmeiras tentava sair no contra-ataque, mas tinha dificuldades de jogar em velocidade, devido os muitos passes errados. O inter por sua vez não tinha a criatividade ofensiva e não conseguia oferecer perigo ao Palmeiras.

O Palmeiras voltou melhor para o segundo tempo. Aproveitando os erros ofensivos do Internacional o alviverde chegava com freqüência ao ataque, mas não conseguia finalizar no gol.

Valdivia, do inter comemora o segundo gol da partida diante do Palmeiras. (Foto: Jeferson Guaraze / Futura Press)

Valdivia, do inter, comemora o segundo gol da partida diante do Palmeiras. (Foto: Jeferson Guaraze / Futura Press)

Assim como o Inter, que tinha dificuldade para chutar a gol. Abel Braga vendo uma partida morna mudou o time. Sacou Alex e colocou Valdivia, cover. O meia entrou e logo depois, o colorado voltou a ficar na frente. Na fase do jogo que o Palmeiras era melhor, levou o segundo.

Rafael Moura abriu o jogo para Wellington Silva, que cruzou da direita. Fabrício cabeceou entre dois zagueiros, a bola bateu no travessão antes de entrar.

Assim como no primeiro tempo, o gol esfriou a partida.O inter não conseguia atacar tal como o Palmeiras, que com dificuldade técnica, abusava dos passes errados e não chegava tanto a frente quanto no começo da etapa complementar.

E a ironia decretou a derrota alviverde no Beira Rio. Aos 34 minutos, Valdívia, não o chileno, o colorado, recebeu na entrada da área e acertou um lindo chute, a bola foi cheia de efeito e Fernando Prass ficou vendido no lance.

Ainda para dificultar a vida do Palmeiras, Allione fez falta no meio campo, recebeu o segundo amarelo e foi para casa mais cedo.

No final do jogo, numa confusão generalizada, Bruno Cesar levantou demais o cotovelo em Fabrício e foi expulso. Depois disso, uma confusão envolvendo todos os jogadores deixou Fabrício transtornado. Muito empurra-empurra, mão na cara, puxões. O arbitro então decidiu encerrar a partida antes dos 45 e levou alguns minutos para conter o volante colorado que estava fora de si.

xhamster