ÚLTIMAS NOTÍCIAS
No milésimo jogo da Seleção, Brasil só empata com a Colômbia

Neymar perde pênalti no final e Seleções comemoram bom jogo nos EUA

Por Vladimir da Costa

De volta aos Estados Unidos seis meses depois de fazer uma mini turnê em território Americano, o Brasil voltou a New Jersey para uma data importante. No milésimo jogo da seleção brasileira, segundo as contas da CBF o Brasil enfrentou uma modificada seleção Colombiana. Muito bem armada do meio pra frente, com Falcão Garcia como ótima referência no ataque, o Brasil teve trabalho durante a partida.

Num duelo particular entre Neymar e David Ospina, o goleiro levou a melhor em ao menos três chances. E o duelo entre o camisa 11 e o arqueiro colombiano acabou empatado de certa forma. Neymar venceu o goleiro em uma belíssima finalização, mas depois de ter a chance de virar o placar em cobrança de pênalti, o craque do Santos pegou muito mal na bola, isolando a bola na arquibancada.

Um empate justo em um jogo bem movimentado, bom para quem jogou e para quem assistiu.

A Partida

O jogo começou bem movimentada, com jogadas de ataques de ambos os lados, Brasil e Colômbia fizeram um inicio de partida bem movimentada, com a primeira finalização do Brasil, com Daniel Alves por cima do gol.

Os colombianos eram mais incisivos quando tinham a bola, trocando bem os passes, envolviam o meio campo do Brasil. Tanto que Oscar pouco mostrou no inicio do jogo, muito mais marcava do que produzia.

Apesar de melhor na partida, as melhores chances foram do Brasil.
A primeira veio com Kaka, aos 17 minutos, Paulinho recebeu no meio e achou Oscar livre. O camisa deixou Kaká na cara do gol, que chutou para fora. Cinco minutos depois, Daniel Alves achou Neymar sozinho na área, o atacante cabeceou, sozinho, mas o goleiro Ospina salva a Colômbia com uma defesa incrível.

Cuadrado é abraçado por Sánchez após marcar seu gol. Partida terminou 1 x 1 (Foto: Mowa Press)

A partir daí, a partida ficou disputada no meio campo, com muitas faltas de jogo e pouco trabalho para os goleiros. O atual goleador do campeonato espanhol, Falcão Garcia, pouco apareceu no primeiro tempo. Muito bem marcado entre os zagueiros, o atacante quase não participava da partida.

E o jogo morno acabou por surpreender a Seleção brasileira. Aos 43 minutos, Juan Cuadrado recebeu dentro da área, avançou livre de marcação e chutou cruzado para abrir o placar.

E ficou nisso, um primeiro tempo corrido, bem movimentando com vantagem para a Colômbia, apesar das melhores chances serem do Brasil.

Segundo tempo

O Brasil voltou em cima, buscando o gol, querendo o empate. Tanto que logo aos cinco minutos, novamente livre, depois de receber belo passe de Kaka, Neymar pegou de primeira, no contrapé do goleiro que fez a defesa.

O jogo era franco, motivada pelo atual momento que vive a seleção da Colômbia quando tinha a bola era atrevida. Dava toque de letra, passe de lado sem olhar, tudo de pé em pé, mesmo que a bola não chegasse ao gol de Diego Alves.

O Brasil por sua vez era prático. Com quase todas as bolas passando pelos pés de Neymar, o Brasil chegava com facilidade ao ataque, mas faltava o último passe para deixar o companheiro livre para marcar.

Já que não ia no coletivo, foi no individual. Depois de boa jogada individual de Neymar, o craque da camisa 11 fez bela jogada, passando por dois defensores e bateu colocado, com curva, sem chances para Ospina. Empate do Brasil.

Depois do gol o improvável aconteceu. Ao invés do Brasil pressionar para marcar o segundo, a Colômbia que foi pra cima da Seleção e por duas vezes quase chegou ao segundo. Na primeira, Falcão Garcia cabeceou para bola defesa de Diego Alves. Na segunda, depois de boa troque de passe pela esquerda, a bola chegou dentro da área, mas a zaga desviou para escanteio.

Neymar comemora o gol de empate frente os colombianos. Ele ainda perdeu pênalti de forma bizarra (Foto: Mowa Press)

A Colômbia era mais efetiva no ataque. Oscar muito apagado, quase não participava das jogadas ofensivas brasileiras.

E quando foi ofensivo o Brasil era decisivo, mas nem tanto. Aos 32 minutos, depois de boa troque de passes dentro da área, a bola chegou nos pés de Daniel Alves dentro da área. O lateral foi derrubado e sem titubear o árbitro marcou pênalti.

Na cobrança, Neymar novamente contra Ospina. Nem precisava de goleiro. De forma rara, o atacante cobrou a penalidade quase pra fora do estádio. Até o camisa 11 achou estanho e saiu sorrindo, sem graça depois da terrível cobrança de pênalti.

Depois da chance desperdiçada, o jogo caiu em emoção, e os passes errados e as jogadas mais ríspidas se tornaram frequentes, e a partida ficou fraca e caminhou para um empate de certa forma justo, pelo que ambas equipes produziram em campo.