ÚLTIMAS NOTÍCIAS
O atual Marketing Paulista

As equipes inovaram com novas ações de Marketing nos últimos anos

Por Vladimir da Costa

Nos últimos anos o Futebol Nacional passou por uma grande e boa transformação no quesito Marketing. Não somente pelo aumento significativo dos valores que cada clube conseguiu com retorno das mais diversas fontes de exploração, mas também por estratégias dinâmicas, criativas e algumas vezes solidárias. Os quatros clubes de São Paulo, possuem uma linha bem diferente de lidar com o Marketing, embora, claro, todos foquem em seus torcedores, existe uma disputa pra saber quem vendeu mais camisas, quem teve a maior cobertura ou divulgação na mídia ou qual o número de sócios que cada clube possui. São estratégias, algumas discutíveis, mas que vem dando certo.

Marketing com responsabilidade social (divulgação)

Ontem o São Paulo deu um bom exemplo de bom uso de um espaço até o momento vago em sua nobre camisa. O que no ano passado trouxe para os cofres do clube pouco mais de R$ 20. milhões, ontem, no duelo contra o Bahia a camisa Tricolor estampava uma mensagem direta e importante. Doe Sangue. Sem custo algum, a mensagem é clara, não importando o time que torça, ela chamará a atenção de quem a veja. Há quem diga que possa soa pretensiosa, mas é puro Marketing, seja para passar uma visão de Responsabilidade Social, ou apenas uma oportunidade de futuros patrocínios, não importa, ela ser comentada é garantia de missão cumprida.

Outras ações que foram um sucesso e foram copiadas foram as clássicas camisas 5-3-3 e 6-3-3, avenda de um pedaço da grama do estádio e o Kit do centésimo gol do Rogério Ceni, no ano passado, que custava uma fortuna (R$ 1.000,00 por duas camisas), mas se esgotaram rapidamente.

O Corinthians, detentor do maior patrocínio de camisa do País nos últimos anos e que atualmente está sem um parceiro principal, também realizada ações inovadoras, seja para conseguir retorno financeiro ou não. No jogo de volta contra o Vasco, teve o chamado patrocínio pontual, para apenas um jogo e a bola da vez foi a Magazine Luiza, nas costas dos atletas, por uma noite, tiveram um acréscimo em seus nomes, chamavam Magazine Ralf, Magazine Paulinho, etc. Além de levar o nome Corinthians para outros esportes, que antes não eram nem cogitados como Stock Car.

Carro de Stock Car com a marca Corinthians (Divulgação)

O período de Andrés Sanches na presidência do clube inovou na forma de ver o Marketing, muito do dinheiro e da visibilidade se deve ao Ronaldo, mas sem uma gestão gabaritada fica difícil transformar qualidade em dinheiro. Com ele a frente do clube, o Corinthians teve um aumento financeiro astronômico. Hoje, é o que mais recebe dinheiro com direito de transmissão (R$ 102 milhões), é o clube que mais vende camisa e que no ano passado, teve a melhor média de público nos estádios pelo Brasil.

Essas ações refletem lá fora. Um estudo na Inglaterra de uma empresa de consultoria, Brand Finance, divulgou seu ranking detalhado sobre os clubes mais valiosos do mundo. Corinthians e São Paulo integram a lista. O time do Parque São Jorge, está em 24° lugar, avaliado em 77 milhões de dólares (cerca de R$ 158 milhões) e o São Paulo em 39º, avaliado em 58 milhões de dólares (perto dos R$ 120 milhões).

Outro dado que confirma a visibilidade de Corinthians e São Paulo e corrobora o domínio interno que possuem, foi  a média de público do Campeonato Brasileiro da séria A do ano passado. Em 16 jogos de cada dentro de casa, Corinthians teve a melhor média (28.324 pagantes com total de 453.157), seguido do São Paulo (23.942 pagantes com total de 383.071).

O Santos, no embalo de Neymar começa a obter retorno financeiro, normalmente rotulado de quarta força do futebol Paulista devido à torcida ser a menor com relação aos outros três da capital ou pela seca de títulos nos anos 80 e 90, essa teoria vem caindo por terra. Frequentemente a Vila Belmiro serve de pano de fundo para os comerciais de todos os tipos que seus astros fazem, Neymar com seus gols leva o nome do Santos para os quatro cantos do mundo, muitas das propagandas por ele estrelada chegam aqui via internet apenas.

Neymar em ação, dentro do estúdio (divulgação)

O número de sócios do clube cresce a cada dia, tanto que, por muitas vezes em partidas importantes é preciso mudar o local da partida para comportar o número de torcedores. Antes, o Santos tinha sempre o número inferior em relação os outros clubes paulistas em número de jogos transmitidos. Hoje, isso mudou, pelo menos no Brasileiro deste ano o time terá mais partidas que o Palmeiras, quatro contra apenas uma do alviverde sendo transmitidas para a TV aberta.

Isso reflete diretamente no faturamento do clube, no ano passado o Santos teve a quarta maior arrecadação do futebol nacional, atrás apenas de Corinthians, São Paulo e Internacional, ficando logo a frente do clube de maior torcida do país, o Flamengo.

O Palmeiras segue uma linha parecida, apesar de o clube estar com problemas financeiros com o departamento de futebol que não consegue grandes contratações. Muito se deve ao alto investimento que fazem em sua Arena, é bem verdade que o dinheiro é privado, mas não tem como estar isento 100%, acaba tendo gasto por uma ou outra alteração ou inovação no projeto.

O clube é o único da capital com patrocínio principal na camisa, a montadora Kia Motors. Recentemente lançou novas camisas, isso certamente gera receita e visibilidade para o clube. Em breve irá lançará produtos explorando o novo estádio em construção, como camisas, chaveiros e até um quebra cabeça 3D de sua nova Arena.

Futura Arena Palestra 3D (divulgação)

To know more about http://spying.ninja/ the event, head over to their website