ÚLTIMAS NOTÍCIAS
Oito vezes Brasil! Pior para o Chile.

Brasil afasta o fantasma do 7 a 1 e consegue sua oitava vitória consecutiva sob o comando de Dunga.

Por Paulo Edson Delazari

Neymar disputa bola contra marcador chileno. (Foto: Reprodução)

Neymar disputa bola contra marcador chileno. (Foto: Reprodução)

Jogando em menos de 72 horas após enfrentar a França em Paris o Brasil encarou o Chile no Emirates Arena com várias mudanças com gol de Firmino, mas mesmo assim conquistou sua oitava vitória consecutiva vencendo por 1 a 0.

A seleção agora será convocada em maio e voltará a jogar no dia sete de junho contra o México em São Paulo e depois no dia 10 em Porto Alegre, antes de embarcar para a Copa America no Chile.

O Jogo

A seleção brasileira entrou em campo no Emirates Arena em busca da sua oitava vitória na era Dunga, antes de participar da Copa América no Chile, então nada melhor do que enfrentar os donos da casa.

Como o momento era de teste, o Brasil entrou com seis alterações em relação a equipe que venceu a França no meio de semana no Stade de France. E como não poderia deixar de ser a partida não teve nada de amistosa.

A equipe chilena que vinha de uma derrota de 2 a 0 para o Irã entrou com sua força máxima e a vontade de sair com uma vitória já que fora eliminado nas oitavas de final pelo próprio Brasil, para isso o time comandado por Sant Paoli abusou da posse de bola e da violência para parar Neymar. Num desses lances o zagueiro  Medel pisou propositadamente na panturrilha no craque brasileiro já no chão e a arbitragem deixou de expulsá-lo.

Neymae é pisado por Medel. (Foto: Reprodução).

Neymae é pisado por Medel. (Foto: Reprodução).

O desentrosamento aliado a vontade demasiada da equipe chilena renderam frutos e o jogo se tornou muito ruim na primeira etapa, rendendo um 0 a 0 desagradável aos mais de 60 mil espectadores que compareceram ao estádio sem que nenhum dos goleiros fizesse uma defesa.

A segunda etapa iniciou sem substituições dos dois lados e seguiu com a mesma cara da primeira etapa, tanto que a partida só teve uma melhora de qualidade quando o Brasil fez quatro substituições, colocando Robinho, Firmino, Elias e William nos lugares de Luis Adriano, Coutinho, Douglas Costa e Souza.

Firmino comemora mais um gol com a camisa brasileira. (Foto: Reprodução)

Firmino comemora mais um gol com a camisa brasileira. (Foto: Reprodução)

Finalmente com o time mais leve o Brasil passou a ter mais movimentação na frente e aos 27 minutos Danilo deu ótimo passe entre a zaga chilena para Firmino, o atacante driblou Bravo e finalizou com o pé direito para o gol sem goleiro. Brasil 1 x 0 Chile.

Com a vantagem o time brasileiro passou a aumentar sua posse de bola e diminuiu o número de faltas que cometia e tocava com mais qualidade, em mais uma arrancada de Danilo pela direita o lateral tocou para Firmino, o atacante puxou para o pé direito, mas chutou para fora.

A melhor chance chilena aconteceu aos 40 minutos em bola parada. Vidal chutou de longe e Jeferson voou no canto direito espalmando para escanteio. A última chance de gol foi brasileira, Neymar aos 47 bateu falta e a bola passou próximo a trave direita de Bravo.