ÚLTIMAS NOTÍCIAS
Pacaembu, Obrigado!

Corinthians bate o Flamengo por 2 a 0 e aguarda ansioso e conta os dias para estrear sua Arena.

Por Vladimir da Costa

Na estreia do Corinthians no Pacaembu, o clima de despedida estava no ar. Depois de muito tempo, a espera finalmente chegava ao fim e o sonho virava realidade. Com o estádio praticamente pronto, no próximo dia 18 o timão fará sua estreia em sua arena e o estádio que serviu de casa durante muito tempo, deixará saudade.

Nada mais justo que a despedida “oficial” do Corinthians no Paulo Machado de Carvalho, fosse contra outro grande do futebol brasileiro, o Flamengo. E com casa lotada, como de costume, o alvinegro mostrou sua força e não deu chances para o campeão carioca. Com um gol de Guilherme no primeiro tempo e depois que Léo Moura, foi expulso, no final do primeiro tempo o Rubro-Negro, curiosamente, melhorou com dez. A falta de criatividade, por sua vez, foi o grande problema. Gil marcou o segundo no fim da etapa final e decretou o 2 a 0 no placar de Gil no segundo, o timão venceu a primeira no brasileiro.

Gil comemora o gol da vitória diante do Flamengo na despedida do Pacaembu. (Foto: Reinaldo Canato/UOL)

Gil comemora o gol da vitória diante do Flamengo na despedida do Pacaembu. (Foto: Reinaldo Canato/UOL)

Para a torcida, a tarde foi de festa desde o começo, ainda que a celebração não tenha sido tão grande quanto poderia. Ao som de Saudosa Maloca, o Corinthians despediu-se do Pacaembu com um bandeirão, uma placa comemorativa e a apresentação de Elias, que deu uma volta olímpica no gramado.

Com a vitória, o Corinthians foi aos quatro pontos e ocupa a terceira colocação no Brasileirão. O Flamengo, com um, é o 16º. Na próxima rodada, o Corinthians vai até Santa Catarina enfrentar o Chapecoense, no domingo, às 18h30, enquanto o Flamengo recebe o Palmeiras, também no domingo, às 16h.

A partida

Com casa cheia, o Corinthians começou a partida dando indícios que o “homenageado” seria recompensado. Aos 9 minutos , Jadson cobrou escanteio pela direita, Guerrero escorou um cruzamento e Guilherme, oportunista, mandou para as redes.

O gol cedo amansou os donos da casa que não estavam no mesmo ritmo das arquibancadas. Guilherme e Ralf recuaram demais e limitaram a criação alvinegra a Jadson e Petros que não estavam em tarde inspiradora. Romarinho tentava levar algum perigo em contra-ataques, mas esbarrava na falta de opções e na lentidão de Guerrero.

Do outro lado, o Flamengo parecia satisfeito com o placar. Quando tinha a bola, não acelerava o jogo e sem opções, Alecsandro ficava isolado na frente. Quando o rubro-negro parecia gostar do jogo, o capitão do time, em um lance besta, acertou Petros na lateral. O árbitro Pedro Vuaden não quis nem ouvir as justificativas do rubro-negro e o mandou para fora.

Com um a mais, esperava-se que o Corinthians subisse mais ao ataque, especialmente com seus volantes. Fábio Santos, com uma bola na trave logo no início da segunda etapa, deu um alento à torcida, mas foi só.

Guerrero disputa a bola. Novamente, o atacante ficou devendo. (Foto: Reinaldo Canato/UOL)

Guerrero disputa a bola. Novamente, o atacante ficou devendo. (Foto: Reinaldo Canato/UOL)

Mesmo com um a menos, o Flamengo se mantinha no campo de ataque e tinha maior posse de bola, exigindo intervenções precisas de Cássio, Gil e Cleber.  Quando o Flamengo parecia mais perto do gol, Mano mexeu no time e a fiel foi pro abraço.

Malcom substituiu Romarinho que o time voltou a crescer na partida. Em um contra-ataque, o jovem atacante alvinegro entregou um gol para Jadson, que mandou nas mãos de Felipe.

Pouco depois, uma nova triangulação pela esquerda deu certo. Aos 35 minutos, Fábio Santos foi ao fundo e cruzou rasteiro para o meio da área. Gil foi oportunista, ganhou a briga com o zagueiro do Flamengo e tocou para o gol, fazendo 2 a 0.

O resultado fez a torcida respirar aliviada e, enfim, soltar um “Pacaembu é nosso” nas arquibancadas. A história no Pacaembu foi encerrada com 966 vitórias, 395 empates e 326 derrotas, em 1.687 jogos.

Em seu próximo jogo como mandante, contra o Figueirense, pela quinta rodada, o Corinthians já estará no Itaquerão, no dia 18 de maio.

FICHA TÉCNICA

Local: Estádio do Pacaembu

Data: 27/4/2014

Árbitro: Leandro Pedro Vuaden (RS)

Assistentes: Rafael da Silva Alves e Jose Eduardo Caiza (ambos do RS)

Cartões amarelos: Ralf e Guerrero (Corinthians); Cáceres (Flamengo)

Cartão vermelho: Léo Moura (Flamengo)

Gols: Guilherme, aos 9min do 1º tempo, e Gil, aos 35min do 2º tempo

CORINTHIANS

Cássio, Fagner, Cleber, Gil e Fábio Santos; Ralf, Guilherme, Petros (Danilo) e Jadson; Romarinho (Malcom) e Paolo Guerrero (Luciano). Técnico: Mano Menezes

FLAMENGO

Felipe, Léo Moura, Wallace, Samir e João Paulo; Cáceres, Márcio Araújo, Luiz Antônio e André Santos (Mugni); Paulinho e Alecsandro (Nixon). Técnico: Jayme de Almeida