ÚLTIMAS NOTÍCIAS
Palmeiras bate o ASA e dispara na liderança da Série B

Alan Kardec perde pênalti, mas se recupera, marca o seu e tem participação decisiva no triunfo

Por Anderson Marinho

O Palmeiras recebeu o ASA nesta terça-feira, no estádio do Pacaembu, em partida válida pela 21ª rodada do Campeonato Brasileiro Série B 2013 e conquistou mais uma vitória importante, por 3 a 0, com gols marcados por Alan Kardec, Wesley e Serginho. Com o resultado o verdão chegou aos 48 pontos na ponta da tabela, abrindo cinco pontos de vantagem para a vice-líder Chapecoense, se isolando na liderança da competição. Já o ASA é apenas o décimo quinto colocado com 23 pontos, um ponto acima da zona de rebaixamento.

O jogo

Alan Kardec comemora o primeiro gol do verdão. Foto: Alê Cabral / Gazeta Press

Alan Kardec comemora o primeiro gol do verdão. Foto: Alê Cabral / Gazeta Press

Jogando diante de sua torcida o Palmeiras iniciou a partida pressionando a saída de bola da equipe alagoana, em busca do primeiro gol, e logo aos quatro minutos Vinícius fez boa jogada e cruzou com perigo, mas ninguém apareceu para completar.

Bem postando em seu campo de defesa, aos poucos o ASA conteve o ímpeto alviverde, com uma marcação eficiente no meio de campo, e quase abriu o placar, aos 10 minutos, quando Glaybson aproveitou um bobeada de Vilson e cruzou para Lúcio Maranhão, livre, mas o atacante cabeceou para fora.

O Palmeiras encontrava dificuldades para superar a marcação adversária e a bola pouco chegava aos homens de ataque, até que 33 minutos o volante Márcio Araújo arrancou em velocidade, invadiu a área e foi derrubado pelo goleiro Gilson.  Alan Kardec foi para a cobrança da penalidade, mas bateu fraco, no canto direito, e o arqueiro fez a defesa.

Dois minutos após perder a chance de abrir o marcador, Alan Kardec se redimiu. O atacante recebeu boa assistência de Wesley, de costas para a marcação, fez o giro sobre o zagueiro e chutou firme, no canto direito de Gilson, sem chances para o goleiro.

Etapa complementar

Wesley também deixou a sua marca no Pacaembu. Foto: Djalma Vassão / Gazeta Press

Wesley também deixou a sua marca no Pacaembu. Foto: Djalma Vassão / Gazeta Press

O Palmeiras retornou para a o segundo tempo disposto a resolver o jogo para não passar sustos e não deu chances ao adversário.

Logo aos quatro minutos Wendel, jogando improvisado na lateral esquerda, avançou em velocidade, tabelou com Alan Kardec e cruzou rasteiro para Wesley na marca do pênalti, livre, só empurrar para o fundo das redes.

Aos 17 minutos o técnico Gilson Kleina promoveu a entrada do meia chileno Valdivia na vaga de Felipe Menezes, para delírio da torcida presente no Pacaembu.  Mais tarde, aos 33, o treinador colocou Serginho no lugar de Vinícius.

E já em sua primeira participação, dois minutos depois, Serginho tocou de calcanhar para Alan Kardec, recebeu de volta um passe açucarado, na cara do gol, levantou a cabeça e finalizou com categoria para marcar o terceiro, um golaço.

O verdão ainda teve oportunidade para fazer o quarto, aos 43 minutos, quando Valdivia viu Gilson adiantado e finalizou de cavadinha, de fora da área, a bola explodiu no travessão dos visitantes.

O Palmeiras volta à campo agora no próximo sábado, às 16h20, contra o América-MG, no estádio Independência, em Belo Horizonte.  Já o ASA recebe o Joinville, sexta-feira às 19h30, no estádio Coaracy Fonseca em Arapiraca.

PALMEIRAS 3 X 0 ASA-AL

Data/Horário: 10/9/2013, às 19h30
Local: Pacaembu, em São Paulo (SP)
Árbitro: Wagner dos Santos Rosa (RJ)
Assistentes: Carolina Romanholi Melo (CE) e Rafael Trombeta (PR)

Público/renda: R$ 272.895/8.699 pagantes
Cartões amarelos: Leandro (PAL); Glaybson, Gilson, Milton Júnior, Reinaldo (ASA)
Cartões vermelhos: Não houve

GOLS: Alan Kardec, 35’/1ºT (1-0); Wesley, 4’/2ºT (2-0); Serginho, 35’/2ºT (3-0)

PALMEIRAS: Fernando Prass, Luis Felipe, Vilson, Tiago Alves (André Luiz – 40’/1ºT) e Wendel; Márcio Araújo, Wesley e Felipe Menezes (Valdivia – 21’/2ºT); Vinicius (Serginho – 31’/2ºT), Leandro e Alan Kardec. Técnico: Gilson Kleina.

ASA: Gilson; Maicon, Tiago Garça, Fabiano e Chiquinho Baiano; Glaybson (Kleiton Domingues – 19’/2ºT), Milton Júnior (Reinaldo – 14’/2ºT), Djair e Didira (Tallyson – Intervalo); Wanderson e Lúcio Maranhão. Técnico: Leandro Campos