ÚLTIMAS NOTÍCIAS
Palmeiras, com a alma e o coração!

Verdão supera suas limitações e estréia com vitória na Libertadores.

Por Anderson Marinho

Henrique marcou o seu quarto gol na temporada. Foto: Leandro Moraes / UOL

O Palmeiras estreou com vitória em sua 15ª participação na Taça Libertadores da América, superando o Sporting Cristal, do Peru, por 2 a 1, no estádio do Pacaembu,  em partida válida pela 1ª rodada do grupo 2 do torneio continental, com gols marcados por Henrique e Patrick Viera.

O jogo

O duelo marcou a estréia dos reforços Weldinho, Marcelo Oliveira e Vilson, e o técnico Gilson Kleina mandou o verdão à campo com um esquema conservador, 4-5-1, com 3 volantes e o garoto Vinicius jogando isolado na ataque.

O Palmeiras começou o jogo pressionado o adversário, com a marcação adiantada, e teve a primeira oportunidade de gol logo aos cinco minutos, com Patrick Vieira, que passou por dois marcadores, invadiu a área e chutou cruzado, com perigo, rente à trave do goleiro de Penny. Três minutos depois, Souza encontrou Wesley, livre dentro da área, que bateu por cima do travessão.

O Palmeiras seguiu com o controle do jogo, e aos 24 minutos Souza arriscou da entrada da área e a bola posou junto à trave direita da meta peruana. Logo em seguida Lobatón puxou o contra-ataque para os visitantes e chutou com perigo, por cima do gol defendido por Fernando Prass.

Bem postado no meio de campo, o verdão não dava espaços para os visitantes e seguia levando perigo nos chutes de fora da área e lances de bola parada. Aos 39 minutos, Wesley cobrou escanteio pela direita e Henrique apareceu para testar firme e abrir o marcador no Pacaembu. Palmeiras 1 x 0 Sporting Cristal.

Com o gol os peruanos partiram pra cima em busca do empate e o Palmeiras teve pelo menos mais duas oportunidades para ampliar a vantagem ainda no primeiro tempo. Aos 43 minutos, Souza fez boa jogada pela esquerda e cruzou para Patrick Vieira que chegou batendo cruzado e obrigou Penny a fazer uma grande defesa. Na cobrança do escanteio, Souza bateu, com efeito, Álvarez tentou afastar e cabeceou contra o patrimônio, a bola explodiu no travessão.

Melhor em campo, o Palmeiras conseguiu impor a sua proposta de jogo e poderia ter saído com uma vantagem maior no primeiro tempo, não fosse a boa intervenção do arqueiro Penny.

Etapa Complementar

O Sporting Cristal voltou para o segundo tempo com o atacante Calcaterra na vaga de Sheput.

A primeira chance de gol foi o verdão, aos 3 minutos, com Vilson em chute de fora da área, que obrigou Penny a fazer mais uma boa defesa, porém aos seis minutos Lobatón invadiu a área e foi derrubado por Marcelo Oliveira, pênalti para o Sporting Cristal. Na cobrança, Lobatón bateu com categoria, no canto esquerdo de Fernando Prass, empatando a partida.

Mesmo com o gol peruano o Palmeiras seguiu pressionando, aos 13 minutos o técnico Roberto Mosquera tirou Revoredo, contundido, para a entrada de Uribe. Gilson Kleina mandou o verdão ao ataque com a entrada de Caio no lugar de Márcio Araújo.

Patrick Vieira comeora o gol da vitória alviverde. Foto: Levi Bianco / AE

Aos 22 minutos, Marcelo oliveira se redimiu do lance do pênalti, o lateral fez boa jogada pela esquerda e cruzou para Caio, o atacante fez bem o pivô e serviu Patrick Vieira que chegou batendo firme, sem chances para o arqueiro Penny, recolocando o verdão à frente no placar. Palmeiras 2 x 1 Sporting Cristal.

Logo após o gol Kleina promoveu as entradas de Ronny na vaga de Vinicius e João Denoni no lugar de Patrick Vieira, o Sporting Cristal respondeu com Arroe no lugar de Chiroque.

A equipe peruana chegou com perigo aos 33 minutos, em cobrança de falta Lobatón cruzou com efeito e Rengifo por pouco não empurrou para o fundo das redes.

No lance seguinte, Wesley fez boa jogada e serviu Ronny, dentro da área adversária, que bateu com perigo no canto esquerdo de Panny, o goleiro fez mais uma grande defesa evitando o terceiro gol do Palestra.

Aos 37 minutos, Arroe limpou a marcação e betu firme, o chute rasteiro passou rente à trave direita de Fernando Prass, quase o gol de empate do Sporting Cristal.

Seis minutos depois, Arroe, de novo ele, passou por Weldinho e bateu por cobertura na saída de Prass, a bola saiu com perigo à esquerda do gol palmeirense.

O time peruano seguiu pressionado até os últimos minutos, e aos 45, após bola alçada na área, Rengifo subiu mais que a zaga alviverde e cabeceou forte, obrigando Fernando Prass a fazer uma boa defesa.

E ficou nisso, sem estrelas, mas com muita raça e disposição, o Palmeiras não apresentou um futebol brilhante mais satisfez os cerca de 18.000 torcedores que compareceram ao estádio do Pacaembu para acompanhar a estréia do alviverde imponente na competição continental.

Com a vitória o verdão sai na frente na classificação, com 3 pontos ganhos, e ocupa a liderança provisória do grupo 2 pelo menos até a próxima quinta-feira, 21/02/2013, quando Tigre, da Argentina, e Libertad, do Paraguai, se enfrentam em Buenos Aires também pela primeira rodada.

O Palmeiras agora se prepara para o clássico do próximo domingo contra o Corinthians, às 16h00 no estádio do Pacaembu, válido pelo Campeonato Paulista 2013. Pela Libertadores o verdão volta à campo no dia 28/02/2013 contra o Libertad em Assunção.

Ficha técnica

PALMEIRAS 2 x 1 SPORTING CRISTAL

Gols
PALMEIRAS:
Henrique, aos 39min do 1º tempo; Patrick Vieira, aos 22min do 2º tempo

SPORTING CRISTAL:
Lobatón, aos 7min do 2º tempo

PALMEIRAS: Fernando Prass; Weldinho, Henrique, Maurício Ramos e Marcelo Oliveira; Vilson e Márcio Araújo (Caio Mancha); Patrick Vieira (João Denoni), Souza e Wesley; Vinicius (Rony)
Treinador: Gilson Kleina

SPORTING CRISTAL: Penny; Revoredo (Eduardo Uribe), Nicolás Ayr, Jesús Álvarez, Nelinho Quina, Jorge Cazulo, William Chiroque (Joazinñho Arte), Sheput (Calcaterra), Carlos Lobatón, Hernán Rengifo e Irven Ávila
Treinador: Roberto Mosquera

Cartões amarelos
PALMEIRAS: Wesley e Vinicius
SPORTING CRISTAL: Lobatón, Cazulo, Penny e Chiroque

Árbitro
Martín Vásquez

Local
Estádio do Pacaembu, em São Paulo (SP)