ÚLTIMAS NOTÍCIAS
Palmeiras é derrotado por Libertad.

Paraguaios confirmam favoritismo e quebram a invencibilidade do Palestra

Por Anderson Marinho

O Palmeiras foi à Assunção, no Paraguai, enfrentar o Libertad em jogo válido pela 2ª rodada do grupo 2 da Taça Libertadores da América 2013 e perdeu por 2 a 0, resultado que coloca o time paraguaio na liderança e deixa o verdão como terceiro colocado na chave.

O jogo

Nenites comemora 1º gol do time Paraguaio. (Foto: AFP)

Jogando em casa o Libertad partiu pra cima do Palmeiras, apostando na velocidade da dupla de ataque formada por Velázquez e Nuñez, e aplicou uma correria nos primeiros 20 minutos da partida.

Aos 9 minutos, Nuñez apareceu livre na meia lua da grande área, impedido, e balançou as redes pela primeira vez, mas o árbitro anulou o gol.

Dois minutos depois, Nuñez recebeu lançamento pela direita e cruzou para Velázquez desviar de cabeça e abrir oficialmente o placar no estádio Nicolás Leoz. Libertad 1x 0 Palmeiras.

Aos 17 minutos Nuñez, de novo ele, avançou em velocidade só foi parado com falta, cometida por Maurício Ramos que levou cartão amarelo na jogada.

Melhor em campo, o Libertad chegou a comemorar novamente aos 31 minutos, após cobrança de escanteio pela direita, Nuñez, de letra, desviou no primeiro pau e Velázquez completou com categoria, sem chances para Fernando Prass, mas o bandeirinha pegou um impedimento do centroavante na jogada.

O lance despertou o Palmeiras que teve a sua primeira chance de gol em jogada individual de Vinícius, que avançou pela ponta esquerda, invadiu a área e chutou rasteiro para boa defesa de Muñoz, no rebote Patrick Vieira tentou completar, mas o arqueiro paraguaio afastou a bola.

Aos 36 minutos, Patrick Vieira fez boa jogada pelo meio e acionou Weldinho que chegou batendo cruzado, com perigo.
O momento do alviverde não intimidou os donos da casa que seguiam levando perigo com as bolas lançadas em profundidade para Nuñez.

Entretanto, aos 45 minutos, na melhor jogada do Palmeiras, Souza fez um belo lançamento para Wesley, que apareceu livre no meio da zaga e bateu cruzado, de primeira, obrigando Muñuz a fazer uma grande defesa. Em seguida o meia cometeu falta sobre o goleiro adversário.

O Libertad começou marcando sob pressão e construiu um bom resultado, mas sentiu o cansaço nos 15 minutos finais, quando o Palmeiras poderia ter alcançado igualado o marcador, não fosse duas grandes defesas de Muñoz, e o verdão foi para o intervalo com a convicção de que poderia buscar pelo menos o empate.

Etapa complementar

O Palmeiras voltou para o segundo tempo com Valdivia na vaga de Maurício Ramos e Kleber no lugar de Patrick Vieira. Com as mudanças o técnico Gilson Kleina recuou Vilson para compor a zaga ao lado de Henrique.

O jogo começou truncado, com muitas faltas no meio de campo, e em lance com o atacante Velázquez Henrique levou a pior e saiu de campo sangrando para receber atendimento médico.

Enquanto o capitão palmeirense se recuperava, aos 9 minutos, após cobrança de falta ensaiada pela esquerda, Samudio cruzou no segundo pau e o zagueiro Benitez subiu livre e cabeceou firme para ampliar o marcador. Libertad 2 x 0 Palmeiras.

Depois do segundo gol o time paraguaio passou a administrar a posse de bola e dificultou as ações do Palmeiras, que não teve tempo de se acertar em campo com a nova formação.

Aos 18 minutos, Gilson Kleina foi para o tudo ou nada promovendo a entrada de Maikon Leite no lugar de Souza, deixando o verdão com três atacantes em campo. O técnico Rubén Israel fez a primeira substituição no Libertad aos 24 minutos, com a saída de Mendieta para a entrada de Vargas.

Aos 29 minutos, após cruzamento da direita, Nuñez, dentro da área, rolou de calcanhar para Samudio que chegou batendo de primeira para grande defesa de Fernando Prass que evitou o terceiro gol.

Em seguida Samudio e Nuñez, melhor jogador em campo, saíram para as entradas de González e Guevgeozián respectivamente.
Apesar da postura mais ofensiva o Palmeiras não conseguia levar perigo ao adversário, errando muitos passes, e pouco criou nos minutos finais da partida.

Em uma das poucas oportunidades que teve, Kleber arriscou uma bicicleta, errou e só arrumou um escanteio para o verdão, que desperdiçou a chance.

Tecnicamente melhor o Libertad, comando pelo excelente atacante Nuñez, confirmou o favoritismo e alcançou os seis pontos na tabela de classificação, se tornando líder isolado do grupo.

Já o Palmeiras, apesar de demonstrar garra e vontade, vai ter que brigar muito para conseguir uma vaga às oitavas de final da competição. Jogando diante de um adversário superior e com espírito de Libertadores o verdão, que estava invicto a sete jogos, voltou a demonstrar fragilidade, e nem o banco de reservas com jogadores rodados ajudou, já que a equipe não se encontrou mesmo após as substituições promovidas pelo técnico Gilson Kleina.

O Alviverde ocupa a terceira colocação com três pontos ganhos, mesma pontuação do Sporting Cristal do Peru, que venceu o Tigre em casa por 2 a 0, mas está em desvantagem no saldo de gols.

O Palmeiras que estará de folga esse final de semana pelo Campeonato Paulista, já que a partida contra o Paulista de Jundiaí foi adiada, agora se prepara para o próximo confronto pela competição continental na próxima quarta-feira, 06/03/2013, às 19h45 quando visita o Tigre, lanterna do grupo, que ainda não pontuou, na Argentina.

Ficha Técnica

LIBERTAD 2 x 0 PALMEIRAS

Gols
LIBERTAD: Velázquez, aos 11min do 1º tempo; Benítez, aos 9min do 2º tempo

LIBERTAD: Muñoz; Moreira, Benítez, Benegas e Mencia; Mendieta (Vargas), Aquino, Guiñazú (González) e Samudio; Núñez (Guevgeozian) e Velázquez
Treinador: Rubén Israel

PALMEIRAS: Fernando Prass; Weldinho, Maurício Ramos (Valdivia), Henrique e Marcelo Oliveira; Vilson, Márcio Araújo, Souza (Maikon Leite), Wesley e Patrick Vieira (Kléber); Vinícius
Treinador: Gilson Kleina

Cartões amarelos
PALMEIRAS: Weldinho, Maurício Ramos, Henrique, Valdivia e Vinícius
Árbitro
Juan Soto (VEN)
Local
Estádio Nicolás Leoz, em Assunção (Paraguai)