ÚLTIMAS NOTÍCIAS
Palmeiras empata no último segundo com o Atlético MG.

Time alviverde irreconhecível, empata nos acréscimos e se sente aliviado.

Por Paulo Edson Delazari
Patrick carrasco alviverde comemora gol de abertura do placar. (Foto: Reprodução).

Patrick carrasco alviverde comemora gol de abertura do placar. (Foto: Reprodução).

Jogando na Allianz Arena na estreia do Brasileirão 2015, Palmeiras é surpreendido pelo time reserva do Atlético MG e empata por 2 a 2 com um gol aos 49 minutos do segundo tempo. Para o galo marcaram Patrick e Jô e para o alviverde Vitor Hugo e Rafael Marques.

O gol sofrido pelo Atlético MG gerou insatisfação da equipe mineira e viu Jô reclamar da arbitragem. “E foi um exagero da arbitragem os cinco minutos de acréscimos. Logo no começo do Brasileirão estão atrapalhando.” declarou o atacante insatisfeito com o gol sofrido nos acréscimos.

O Palmeiras volta a jogar na terça-feira pela segunda rodada da Copa do Brasil na mesma Allianz Arena contra o Sampaio Correia precisando de um empate por 0 a 0 ou uma vitória, já que empatou em 1 a 1 em Cuiabá no jogo de ida. Já o Atlético MG vai ao Rio Grande do Sul encarar o Internacional pelas oitavas da Libertadores.

O Jogo

Vitor defende a bola sob o olhar de Rafael Marques. (Foto: Marcos Ribolli)

Vitor defende a bola sob o olhar de Rafael Marques. (Foto: Marcos Ribolli)

Jogando em casa na estreia do Brasileirão 2015 contra o time reserva do Atlético MG o Palmeiras tinha a obrigação de vencer. Contudo a missão no primeiro tempo não foi fácil, o primeiro ataque alviverde ocorreu aos 14 minutos quando Zé Roberto avançou pela esquerda e cruzou, Lucas chegou chutando na grande área, mas isolou a bola para fora.

Dois minutos depois quase o alviverde abriu o placar mas Victor muito atento fez uma bela defesa na cabeçada de Valdivia na primeira trave após a cobrança de escanteio de Zé Roberto.

Com o susto o galo resolveu responder e por pouco após boa arrancada Maicosuel não abre o placar, em tabela com Jô aos 28 o atacante ficou frente a frente com Prass que defendeu espetacularmente com o pé direito.

Diante do susto o time palmeirense ficou mais postado no meio campo e o Atlético melhorou sua postura, assim as chances diminuíram, só surgindo outra aos 45 minutos, Robinho tocou para Dudu e este para Valdivia, o meia bateu forte  e Vitor defendeu no meio do gol.

Segunda Etapa

Jogadores Palmeirense comemoram gol de empate. (Foto: Gazeta Press)

Jogadores Palmeirense comemoram gol de empate. (Foto: Gazeta Press)

Mal começou a segunda etapa e pareceu que o Palmeiras não voltou do vestiário e com um minutos Eduardo assustou após boa trama do ataque atleticano até a conclusão de Eduardo para fora.

O gol mineiro parecia próximo e foi o que aconteceu aos cinco minutos, o lateral direito Patrick que veio do Sport e marcou o primeiro gol na nova Arena palestrina, mostrou ser iluminado, após receber bola de Jô pelo lado direito o carrasco alviverde conduziu até a entrada da área e bateu cruzado de forma  rasteira e abriu o placar. Atlético 1 a 0.

Atrás do marcador o Palmeiras se expôs aos contrataques e somente aos 12 chegou com perigo, depois da falha na saída de bola Robinho avançou e arriscou de fora da área, a bola saiu forte e raspou a trave esquerda de Vitor.

A noite palmeirense não era das melhores. Robinho tocou para Gabriel Jesus dentro da área pelo lado esquerdo, o novato foi ao fundo e deixou o zagueiro atleticano no chão em lindo corte, depois o atacante bateu cruzado, a bola passou raspando e não entrou.

Atrás no placar Osvaldo de Oliveira fez mudanças em atacado, assim o treinador sacou Valdívia, Gabriel e Dudu e colocou Kelvin, Alan Patrick e Egídio. As mudanças não alteraram o panorama da partida, mas na bola parada o Palmeiras chegou ao empate. Aos 36 Zé Roberto cobrou escanteio pela direita, Vitor Hugo subiu no segundo andar e testou para a rede. Palmeiras 1 x 1 Atlético MG.

Definitivamente a noite era atleticana, dois minutos depois o ataque do galo cruzou bola de um lado para o outro e tabelou no meio da zaga palmeirense com Carlos e Jô, o atacante que ficou quase um ano sem jogar dominou e de pé esquedo deslocou Prass, voltando a frente do placar.

Mesmo a frente o Atlético tentou matar a partida, mas aos 49 minutos viu o Palmeiras empatar a partida  com Rafael Marques. Kelvin foi ao fundo e cruzou rasteiro, Rafael Marques chegou como deu e no contrapé de Vitor viu a bola entrar rasteira. Palmeiras 2 a 2 Atlético. E não tinha tempo para mais nada.