ÚLTIMAS NOTÍCIAS
Palmeiras joga bem e atropela o Guarani

Palmeiras vence o rebaixado Guarani e sai de campo aplaudido por seu torcedor.

Por Vladimir da Costa

Depois da classificação heroica, na quinta-feira contra o Libertad, para a segunda fase da Libertadores, o Palmeiras com um time repleto de reservas, o verdão voltou a empolgar sua torcida, que após mais uma boa apresentação da equipe, aplaudiu o time que começa a retomar o prestigio que havia sido colocado em xeque por seus próprios torcedores, principalmente após o rebaixamento para a serie B do ano passado.

É bem verdade que o adversário era o já rebaixado Guarani, mas a motivação em defender as cores do clube não deveria ser maior ou menor mesmo em situações adversas e o Palmeiras mostrou isso mais uma vez. Mesmo sem ter um grande elenco, o verdão mostrou mais vontade que o adversário e saiu de campo vencedor, a quinta seguida depois do vexame contra o Mirassol.

Com gols de Léo Gago, Vilson, Charles e Ronny, a equipe goleou o Bugre, no estádio do Pacaembu, e entrou no G-4 do Campeonato Paulista. com 34 pontos. Foi o quinto triunfo consecutivo da equipe na temporada.

A partida

Vilson é abraçado por Vinícius após marcar contra o Guarani (Foto: Fernando Donasci/UOL)

O Palmeiras não precisou forçar muito o ritmo para terminar o primeiro tempo em vantagem. Com rapidez e marcação forte na saída de bola do Guarani, que entrou em campo com pouca ou nenhuma disposição. Logo no inicio da partida o verdão assustou o goleiro Renan em chute de Vinícius. Mas o Palmeiras queria mais e Léo Gago abriu o marcador aos 11 minutos. O atacante recebeu assistência de Tiago Real, e não teve muito trabalho para fazer o primeiro da partida.

Com a vantagem, o Palmeiras passou a cadenciar mais a partida, com maior posse de bola. Com isso, o Guarani raramente chegava perto da área de Fernando Prass que praticamente assistia ao jogo.

Aos 29 minutos, o Palmeiras fez uma investida mais aguda a ampliou o marcador. Vilson aproveitou cruzamento de Souza da esquerda e testou no canto esquerdo de Renan, que falhou.

Minutos mais tarde, Ronny teve ótima chance para marcar o terceiro, mas exagerou na dose e acabou perdendo a bola.

Aos 37 minutos, Vilson perdeu grande chance após cobrança de falta de Souza.

O Palmeiras tinha amplo domínio na partida e o terceiro gol parecia questão de tempo. O time foi para os vestiários no final do primeiro tempo sob aplausos dos poucos mais de 6 mil torcedores presentes no estádio.

Sem alterações, o segundo tempo foi parecido com os primeiros 45 minutos. O Palmeiras seguia jogando fácil e o Guarani voltou um pouco mais ligado, sem conseguir muita coisa, muito em função da limitação técnica do atual elenco do vice-campeão Paulista do ano passado.

Aos oito, em rápido contra-ataque com apenas três toques, Ronny perdeu outra oportunidade de guardar o seu. O Palmeiras era muito superior, mas seguia desperdiçando boas chances de ampliar. Aos 12, Renan espalmou chute de Léo Gago. No minuto seguinte, o goleiro fez uma defesa incrível em cabeçada de Souza, que perdeu teve nova chance no rebote, mas não fez.

Satisfeito com o marcador, o Verdão tirou o pé e com isso o Guarani conseguiu chegar ao gol.

Everton recebeu na área pelo lado esquerdo e bateu rasteiro, por baixo de Fernando Prass que nada pode fazer.

Ronny é abraçado pelos companheiros após marcar o quarto gol do Palmeiras na partida (Foto: Fernando Donasci/UOL)

Preocupado com o crescimento do rival, Gilson Kleina resolveu mudar. Colocou Charles no lugar de Souza.

E a mudança deu resultado. Em duas jogadas rápidas pelos lados, o Palmeiras fez mais dois gols e selou a boa fase e venceu mesmo jogando com um time basicamente de reservas. O terceiro veio com o próprio Charles, completando boa jogada iniciada por Vinícius e com passe de Rondinelly. Para fechar o marcador, Léo Gago iniciou a jogada e tocou para Ronny, finalmente deixar o seu e transformar a vitória em goleada no Pacaembu

No próximo domingo, a última partida da fase de classificação do estadual será contra o Ituano, fora de casa. Antes disso, o Verdão definirá sua situação na Taça Libertadores da América. Já garantido na segunda fase, o Palmeiras depende de uma vitória sobre o Sporting Cristal, na quinta-feira, em Lima, no Peru, para assegurar a primeira colocação do Grupo 2. Caso empate, o Libertad, do Paraguai, não poderá derrotar o Tigre, da Argentina.

Já o Bugre, que sofreu nono rebaixamento nos últimos dez anos, voltará a campo na quarta-feira, para enfrentar o Confiança, no estádio Brinco de Ouro da Princesa, pela Copa do Brasil. Como perdeu na ida por 1 a 0, será necessária uma vitória por dois gols de diferença. No domingo, o vice-campeão paulista de 2012 se despede da elite contra o União Barbarense, também em Campinas.