ÚLTIMAS NOTÍCIAS
Palmeiras não convence juizes e segue no limbo

 Anulação da partida é negada e Verdão segue em situação dramática

Por Vladimir da Costa

Depois de muita acusação para anulação da partida e pouca defesa para manter seu resultado, que perdurou por mais de duas horas, o Superior Tribunal de Justiça Desportiva, validou os pontos do Internacional e negou ao Palmeiras o pedido de jogar a partida novamente. Por 9 votos a zero, o último dado por Flávio Zveiter, confirmando o que nenhum palmeirense queria ouvir.

Barcos e Cesar Sampaio no julgamento no STJD nesta quinta (Foto: Fred Huber)

Na ocasião, o Inter venceu o Verdão por 2 a 1, no dia 27 de outubro, pelo Campeonato Brasileiro. O placar foi contestado pelo Palmeiras que pediu a anulação do jogo, com a alegação de que um gol de mão de Barcos, foi anulado depois de ajuda de recursos externos – algo proibido pela Fifa.

Desde então, diversas versões foram dadas, mas nenhuma contundente para que a partida de fato fosse anulada. E o julgamento nesta quinta-feira, corroborou tal tese. Dessa forma, a CBF vai retirar o asterisco que consta na tabela do Brasileirão. A pontuação segue a mesma. O inter com 51 pontos, na sexta posição, enquanto o Palmeiras fica com 33, a sete de sair da zona de rebaixamento.

O único jogador presente no Rio para o julgamento era o autor do gol, que durante o julgamento reiterou que foi empurrado no lance, o que o levou a por a mão na bola. Da direção, estavam presentes o presidente Arnaldo Tirone e o gerente de futebol César Sampaio. O Inter foi representado pelo advogado Daniel Cravo.

Agora, faltando quatro rodadas para acabar a competição, o Palmeiras terá que lutar contra o descenso apenas com suas próprias forças. O que é bom, já que a equipe irá concentrar todo o esforço pra dentro de campo. E a batalha começa na próxima rodada e será nada mais nada menos contra o líder do campeonato, Fluminense, no domingo, às 17h, em Presidente Prudente.