ÚLTIMAS NOTÍCIAS
Palmeiras perde muitos gols e só empata em casa

Palmeiras perde inúmeras chances de gols e só empata em casa

Por Vladimir da Costa

Jogando em Araraquara, o Palmeiras tinha a obrigação de vencer se quisesse continuar na seria A do campeonato brasileiro, e diante de um público pequeno e um calor enorme, o Verdão tinha que controlar a ansiedade e o nervosismo para superar seu adversário.

A torcida, mesmo que pequena, não parou de cantar os 90 minutos, apoiando a equipe que sentiu a força das arquibancadas e não parou de lutar. Mas não era dia dos atacantes. Inúmeras chances de gols perdidos, de todos, mas a bola insistia em não entrar. O Botafogo, por sua vez, foi preciso. Nas duas chances que teve marcou seus gols, mas a não se sagrou vencedor graças a força do atacante Palmeirese. Hernán Barcos, que fez dois gols e livrou o Palmeiras da derrota.  Final, 2 x 2 e um resultado que não foi bom pra ninguém.

A partida

Com cautela, o Verdão começou a partida de forma cadenciada, tocando de labo, ficando com o domínio de bola, esperando o melhor momento para atacar.

Do outro lado, o Botafogo, precisando também da vitória se quisesse continuar sonhando com uma vaga na Libertadores, adiantava a marcação, que dificultava a saída de bola do Palmeiras. A primeira finalização veio da Estrela solitária. Em cobrança de falta, Bruno cordeiro recebeu na entrada da área e bateu firme, bem colocado, Bruno colocou para escanteio.

Marcos Assunção lamenta as chances perdidas do Palmeiras (Foto: Ricardo Nogueira/Folhapress)

Na primeira chegada perigosa do Palmeiras, o verdão quase chegou ao gol. Depois de Luan dar belo passe e deixar Patrick Vieira na cara do gol, o atacante em velocidade, tirou de mais do goleiro Jefferson e acabou desviando a bola para fora do gol. Por muito pouco o alviverde não abriu o placar na Fonte Luminosa.

Minutos depois, em contra-ataque, depois que Mauricio Ramos perdeu a bola no meio campo, Lodeiro partiu em disparada contra o gol do Palmeirense, dentro da área, bateu firme, a bola explodiu na trave e voltou para camisa 18 que cabeceou para o fundo das redes de Bruno. Para desespero dos torcedores que acompanhavam a partida. Não deu tempo para sofrimento.

Três minutos depois o Palmeiras chegou ao empate. Patrick Vieira não tocou a bola para Barcos, que pedia sozinho dentro da pequena área, mas conseguiu escanteio. Na cobrança de Marcos Assunção, Mauricio Ramos desviou de cabeça e a bola chegou nos pés de El Pirata, que sozinho, tocou sem goleiro para empatar o jogo.

O empate aninou o alviverde que passou a marcar sobre pressão e roubava todas as bolas no meio campo, mas os muitos passes errados dificultava que a bola chegasse ao ataque Palmeirense. A partida seguiu sem chances de gol, muito disputada no meio campo, mas sem jogadas de profundidade ou linha de fundo. Os laterais não chegavam ao ataque e o primeiro tempo terminou num empate ruim para ambas as equipes.

Segunda Etapa

 O segundo tempo começou num bom ritmo, com as duas equipes chegando ao ataque e a primeira boa chance não demorou a acontecer.

Aos quatro minutos, depois de cruzamento pela direita a bola encontrou Lodeiro, sozinho, na pequena área, o atacante tocou na bola, mas sem força e Bruno no puro reflexo defendeu o chute a queima roupa, salvando o segundo gol do Botafogo.

Sem força ofensiva, Gilson Kleina resolveu mexer na equipe para dar mais velocidade ao ataque. O técnico palmeirense sacou Artur e colocou com Maikon Leite, deixando a equipe com três atacantes para sufocar o time carioca. A mudança deu resultado, ao menos em termos de pressão. Aos 13 minutos, em cruzamento do novo lateral Wesley, a bola chegou para Luan, que tocou de primeira e a bola passou muito perto do gol. Uma ótima chance desperdiçada pelo ataque palmeirense.

Dois minutos depois, o mesmo Luan chegou na frente do zagueiro, mas desequilibrado não conseguiu finalizar bem para o gol de Jefferson. Em novo contra-ataque, Maikon Leite bateu firme, mas a bola rente à trave. O Palmeiras seguia no ataque, mas não conseguia fazer seu gol.

E a velha tona tarda mas não falha. Aos 20 minutos, depois de um novo vacilo de Mauricio Ramos na lateral, Lodeiro roubou a bola e cruzou para Welkeson marcar o segundo gol do Botafogo na partida. Botafogo 2 a 1 no Palmeiras.

Time Guerreiro

O Palmeiras não desistia, mas não era dia dos atacantes do time. Num lance impressionante, o Verdão perdeu uma chance incrível. Maikon Leite recebeu bom passe dentro da área e bateu na saída de Jefferson, que fez bela defesa, no rebote, Patrick Vieira, sozinho, sem goleiro, se enrolou todo com a bola e perdeu ótima chance para empatar a partida.

Barcos salvou o Palmeiras da derrota marcando dois gols (Foto: Ricardo Nogueira/Folhapress)

A pressão seguia a todo vapor no ataque, mas não era dia do Verdão. Em nova jogada dentro da área, a bola sobrou para Barcos, o atacante saiu bem da marcação e bateu no cantinho, mas o zagueiro Marcio Azevedo tirou o perigo. Em cobrança de falta, Marcos Assunção também tentou, mas Jefferson fez boa defesa. A bola não entrava de jeito nenhum e o jogo seguia com um Botafogo sufocado na defesa.

E de tanto atacar, o Palmeiras chegou ao seu gol. E claro, só podia ser com quem é diferente em campo. Barcos, o atacante demonstrou muita qualidade e fez um belíssimo gol na partida. O argentino recebeu dentro da grande área, dominou no peito e mandou um balaço, no ângulo, para empatar a partida.

Tarde demais para quem precisava da vitória, mas gol que ainda dá uma certa esperança para um time que seguirá na luta até o final contra a Serie B. Na próxima rodada, o Palmeiras terá nada mais nada menos que o líder, FLuminense, em Presidente Prudente, no domingo, às 17h. Já o Botafogo recebe a Lusa, no Engenhão no mesmo horário.