ÚLTIMAS NOTÍCIAS
Palmeiras perde para o Ituano e vai encarar o Peixe nas quartas de final.

Em jogo marcado por muitas bolas no travessão, Ituano vence e escapa do rebaixamento.

Por Anderson Marinho

Thiago real marcou o gol do Palmeiras. (Foto Marcos Bezerra / Ag. Estado)

O Palmeiras visitou o Ituano, no estádio Novelli Junior, em Itu pela última rodada da primeira fase do Campeonato Paulista 2013, em jogo dramático para os donos da casa, e saiu de campo derrotado por 2 a1. Com o resultado o Ituano garantiu a sua permanência na elite do futebol paulista e o verdão agora vai encarar o Santos na próxima fase da competição.

O jogo

 Envolvido na luta contra o rebaixamento o Ituano entrou em campo recuado, apostando nos contra-ataques para tentar surpreender o verdão e conquistar o resultado positivo, e foi muito pressionado nos 10 minutos iniciais.

Logo aos três minutos Wesley teve a primeira oportunidade para abrir o placar para o Palmeiras, em chute da entrada da área que passou por cima da meta defendida por Anderson.

O time da casa só chegou ao ataque aos 10 minutos, em cobrança de falta pela direita, a bola foi levantada na área alviverde e Tiago Bezerra dividiu com o goleiro Fernando Prass. No lance o goleiro palmeirense sentiu uma contusão no ombro e precisou ser substituído seis minutos depois, dando lugar a Bruno.

O Palmeiras seguiu pressionando, com maior passe de bola, e aos 17 minutos, após boa jogada pela esquerda, Vinícius deu boa assistência para Wesley, o meia chegou batendo de primeira, mas errou o alvo.

Com o Ituano bem postando no setor defensivo o verdão encontrava dificuldades para criar as jogadas de ataque, e seguia trocando passes no meio de campo em busca de espaços.

Entretanto, a melhor oportunidade foi dos donos da casa, aos 40 minutos Fernando Gabriel arriscou um chute forte, da entrada da área, e a bola explodiu no travessão da meta defendida por Bruno.

O Palmeiras respondeu dois minutos depois, em boa jogada de Leandro, Léo Gago chegou batendo de primeira, mas a bola saiu por cima do gol.

Etapa Complementar

O Palmeiras voltou para o segundo tempo com Vilson na vaga de João Denoni, que já tinha o cartão amarelo.

O jogo recomeçou melhor, com as duas equipes buscando o gol, e a primeira chance foi dos donos da casa, aos dois minutos, em jogada individual de Paulinho que passou por dois palmeirenses e bateu com perigo, pela linha de fundo.

O verdão respondeu logo em seguida, em arrancada de Vinícius pela ponta esquerda, o atacante invadiu a área e chutou cruzado, è esquerda do gol de Anderson.

A pressão alviverde tomou conta do jogo, aos cinco minutos, Leandro foi derrubado na entrada da área. Na cobrança, Léo Gago bateu firme e acertou mais uma vez o trave superior do Ituano.

Leo Gago teve mais uma oportunidade em cobrança de falta, aos 12 minutos, obrigando Anderson a fazer uma grande defesa.

Aos poucos o Ituano conteve o ímpeto alviverde, e assim como na etapa inicial o Palmeiras mantinha a posse de bola, mas não conseguia chegar ao gol.

A oportunidade surgiu aos 19 minutos, após bom passe de Leandro, Vinícius saiu cara a cara com Anderson, em posição normal, mas demorou para finalizar e Cambará chegou por trás para fazer o corte e evitar o gol do verdão.

E como quem não faz leva, cinco minutos depois Fernando Gabriel fez boa jogada pela direita e foi derrubado. Na cobrança da falta, o próprio Fernando Gabriel bateu direto, Bruno mal posicionado esperava o cruzamento, mas a bola foi para o gol.

O Palmeiras reagiu em seguida, em boa jogada de Maikon Leite pela direita, o atacante rolou para Thiago Real, na meia lua da grande área, o meia dominou e chutou forte no canto direito de Anderson para deixar tudo igual no Novelli Junior.

Com os gols a partida ganhou uma dinâmica de jogo melhor, com as duas equipes chegando mais ao ataque e criando situações para balançar as redes.

Thiago Bezerra aos 29 minutos, em chute forte por cima do gol de Bruno, e Vitor Hugo num desvio de cabeça após uma cobrança de escanteio, aos 33, tiveram chances de recolocar o Ituano à frente no placar.

Pelo Palmeiras, Léo Gago recebeu bom passe de Leandro, dentro da área, e chutou cruzado rente à trave esquerda de Anderson.

Com as vitórias parciais do Santos contra o Penapolense e do Mirassol diante do Linense, o Ituano estava sendo rebaixado para a segunda divisão e precisava da vitória para escapar, enquanto o Palmeiras caia para a sexta colocação na tabela, situação que colocava o verdão frente a frente com o peixe na próxima fase.

As duas equipes partiram em busca do resultado e o jogo ficou dramático nos minutos finais.

Aos 38 minutos, Fernando Gabriel, em cobrança de falta, bateu colocado acertando mais uma vez o travessão.

Os donos da casa seguiram pressionando, e aos 44 minutos, Marinho fez boa jogada pela esquerda e chutou cruzado, no canto direto de Bruno, obrigando o goleiro a fazer uma grande defesa.

O Palmeiras teve a oportunidade de sacramentar a queda do rival aos 45 minutos, em mais uma cobrança de falta de Léo Gago, que chutou forte da intermediária, mas Anderson fez grande defesa, no reflexo, evitando o gol palmeirense.

E quando a torcida já parecia desacreditada, Fernando Gabriel, melhor jogador em campo, avançou pelo meio e arriscou o chute de fora da área, de pé esquerdo, Bruno rebateu e Marcão, que havia acabado de entrar, aproveitou o rebote e desviou para dar a vitória ao Ituano.

Com a derrota o Palmeiras encerrou a sua participação na primeira fase do estadual em sexto lugar, com 35 pontos, e agora vai enfrentar o Santos, terceiro colocado com 37 pontos, em jogo único pelas quartas de final, sem a vantagem de jogar em casa.

O Ituano foi o décimo sexto colocado com 18 pontos, dois a mais que o rebaixado Mirassol.