ÚLTIMAS NOTÍCIAS
Palmeiras sofre, mas arranca empate no final contra o São Bento

Verdão sai na frente e toma a virada, mas rival tem gol mal anulado, recua e permite a igualdade

Por Anderson Marinho
Por cima Barrios ajudou o verdão. Foto: Miguel Schincariol / Lancepress

Por cima Barrios ajudou o verdão. Foto: Miguel Schincariol / Lancepress

Palmeiras e São Bento se enfrentaram nesta quinta-feira no estádio do Pacaembu em partida válida pela segunda rodada do Campeonato Paulista 2016 e ficaram no empate em 2 a 2 em duelo movimentado, com gols marcados por Gabriel Jesus e Vitor Hugo para o alviverde e Éder Araújo e Morais para o azulão.

Com o resultado o Verdão chegou aos quatro pontos ganhos, mesma pontuação do vice-líder São Bernardo, e ocupa a liderança do grupo B da competição pelos critérios de desempate. Já o São Bento foi à dois pontos e é o terceiro colocado do grupo A.

O jogo

Palmeirenses comemoram o gol de Gabriel Jesus. Foto: Alan Morici / Estadao Conteudo

Palmeirenses comemoram o gol de Gabriel Jesus. Foto: Alan Morici / Estadão Conteúdo

Diante de sua torcida o Palmeiras tomou a iniciativa nos primeiros minutos do jogo e partiu pra cima do adversário, com muita velocidade, e logo aos seis minutos, após bom lançamento de Thiago Santos, Lucas Barrios escorou de cabeça para Robinho, o meia recebeu com liberdade e deu bela assistência para Gabriel Jesus tocar com tranquilidade na saída do goleiro Henao e abrir o placar.

Em vantagem no marcador o Verdão seguia o com o domínio das ações, trocando passes no meio de campo, e pressionando o adversário em busca do segundo gol. Aos 12 minutos Barrios recebeu com liberdade pela direita e chutou cruzado, com perigo, obrigando o arqueiro a fazer uma grande defesa.

Depois de muitas chances desperdiçadas o verdão voltou a demonstrar falhas antigas no setor defensivo e passou a dar espaços para o time sorocabano que cresceu no jogo a partir dos 30 minutos e virou o placar.

Morais comemora golaço do São Bento. Foto: Ale Vianna / Agência Eleven / Gazeta Press

Morais comemora golaço do São Bento. Foto: Ale Vianna / Agência Eleven / Gazeta Press

Aos 31 minutos Éder aproveitou um cruzamento da direita e desviou de cabeça para balançar as redes, em posição legal, mas a arbitragem anulou de maneira equivocada o primeiro gol do São Bento.  Dois minutos depois, após mais uma bola alçada na área alviverde, Egídio deixou Éder livre e dessa vez ele chutou firme para deixar tudo igual.

O pior ainda estava por vir, aos 41 minutos, o contestado zagueiro Leandro Almeida tentou sair jogando com um toque por cima de Morais, mas o meia adversário interceptou a bola, aplicou um drible desconcertante no defensor palmeirense e finalizou com estilo na saída de Fernando Prass para decretar a virada.

Etapa complementar

O São Bento voltou para o segundo tempo com confiança e levou perigo à meta palmeirense nos primeiros minutos, mas aos poucos os donos da casa foram retomando a posse de bola e o controle das ações.

Volante Jean fez a sua estreia pelo Verdão. Foto: Fernando Dantas / Gazeta Press

Volante Jean fez a sua estreia pelo Verdão. Foto: Fernando Dantas / Gazeta Press

Entretanto o Palmeiras demonstrou desorganização no meio de campo e ineficiência no setor de criação. Aos 14 minutos o técnico Marcelo Oliveira promoveu a estréia do meia Régis, em jogos oficiais, na vaga do volante Jean, recuando Robinho para a posição de segundo volante, dando mais criatividade ao time.

Aos 15 minutos Dudu recebeu na esquerda, fez o corte e soltou a bomba no ângulo direito de Henao que fez grande defesa para evitar o empate.

O São Bento se fechou e passou a priorizar os contra-ataques. A melhor chance dos visitantes veio em chute de Rodriguinho de fora da área, que passou com perigo à direita do gol de Prass.

Aos 21 minutos o treinador alviverde sacou Barrios e Gabriel Jesus para as entradas de Alecsandro e Erick respectivamente. O Palmeiras seguia com mais volume de jogo, mas não conseguia transformar o domínio em chances claras de gol.

O triunfo da equipe sorocabana parecia definido, mas aos 45 minutos, após cobrança de escanteio, Vitor Hugo subiu mais alto que a defesa adversária e cabeceou firme, a bola desviou no zagueiro rival e balançou as redes para decretar o empate.

 O Palmeiras volta à campo agora na próxima quarta-feira, às 21h45, contra o Oeste fora de casa. Já o São Bento recebe o Novorizontino no mesmo dia, às 17h00, em Sorocaba.

FICHA TÉCNICA
PALMEIRAS 2 X 2 SÃO BENTO
Local: Pacaembu, São Paulo (SP)
Data-Hora: 4/2/2016 – 21h (horário de Brasília)
Árbitro: Flávio de Rodrigues de Souza
Auxiliares: Danilo Ricardo Simon Manis e Vitor Carmona Metestaine
Público/renda: 17.663 pagantes/R$ 496.340,00
Cartões amarelos: Leandro Almeida e Thiago Santos (PAL), Fernandinho, Rodriguinho, Éder (SBE)
Cartões vermelhos: –
Gols: Gabriel Jesus (5’/1ºT) e Vitor Hugo (45’/2ºT) (PAL), Éder (33’/1ºT) e Morais (40’/1ºT) (SBE)

PALMEIRAS: Fernando Prass; Lucas, Leandro Almeida, Vitor Hugo e Egídio; Thiago Santos, Jean (Régis, aos 13’/2ºT) e Robinho; Dudu, Gabriel Jesus (Erik, aos 20’/2ºT) e Barrios (Alecsandro, aos 20’/2°T). Técnico: Marcelo Oliveira.

SÃO BENTO: Henal; Régis (Bebeto, aos 23’/2ºT), Pitty, João Paulo e Marcelo Cordeiro; Fábio Bahia, Eder, Morais e Clebson (Serginho Catarinense, aos 22’/2ºT); Rodriguinho e Rossi (Fernandinho, aos 27’/2ºT). Técnico: Paulo Roberto Santos.