ÚLTIMAS NOTÍCIAS
Palmeiras vence a Fiorentina em noite de festa

Triunfo da tranquilidade ao alviverde para sequência dura no Brasileirão

Por Anderson Marinho
Jogadores do Palmeiras comemoram com o Troféu Julhinho Botelho. Foto: Alan Morici / Terra

Jogadores do Palmeiras comemoram com o Troféu Julinho Botelho. Foto: Alan Morici / Terra

O Palmeiras enfrentou a Fiorentina da Itália nesta quarta-feira, no estádio do Pacaembu em São Paulo, em partida amistosa válida pela segunda edição da Copa Euroamericana, torneio preparatório para a temporada européia, e venceu os italianos por 2 a 1 com gols marcados por Victor Luís e Leandro, Rossi descontou para os europeus.

A Copa Euroamericana é disputada em nove partidas entre equipes européias, que estão em fase de pré temporada, e americanas, cada vitória vale um ponto e se houver empate a disputa e decidida nos pênaltis, ao final dos noves jogos o continente que conquista mais vitórias se consagra campeão.

Com participação de equipes tradicionais, como Mônaco (França), Valencia (Espanha), Atlético de Madrid (Espanha), Fiorentina (Itália), América (México), Universitário (Peru), Junior Barranquilla (Colômbia), Atlético Nacional (Colômbia), Estudiantes (Argentina), Alianza Lima (Peru), San José Earthquakes (EUA), Universidad Católica (Chile) e o Palmeiras como único representante brasileiro, a competição agora está empata em 4 a 4 e será decidida no próximo sábado na última partida entre Universitário e Fiorentina em Lima no Peru.

O jogo

Argentino Augustin Allini em sua estreia pelo Palmeiras. Foto: Alan Morici / Terra

Argentino Augustin Allini em sua estreia pelo Palmeiras. Foto: Alan Morici / Terra

Apesar da disputa simbólica, os treinadores Ricardo Gareca e Vicenzo Montella aproveitaram o duelo para testar suas equipes e experimentar alternativas para sequência da temporada.

Pelo lado alviverde Gareca poupou vários atletas considerados titulares, entre eles Lúcio, Tobio, Wendel, Renato, Mouche, Felipe Menezes e Henrique, dando oportunidades para jogadores pouco aproveitados recentemente mostrarem o seu trabalho, casos de Weldinho, Voctorino Bernardo e Patrick Vieira, além de promover a estréia do meia argentino recém-contratado Augustin Allione.

Na “Viola” Montella guardou os melhores jogadores para o segundo tempo, mas não contou com o meia Cuadrado, um dos destaques da Colômbia na última Copa do Mundo, que pode estar de saída da equipe e com o artilheiro alemão Mario Gomez, que nem foi relacionado para o duelo.

Victou Luís comemora o primeiro gol da noite. Foto: Alan Morici / Terra

Victou Luís comemora o primeiro gol da noite. Foto: Alan Morici / Terra

Em campo o confronto foi equilibrado, mas o alviverde, que utilizou uma camisa comemorativa ao centenário na cor azul que lembra a seleção Italiana, foi mais eficiente e construiu o placar favorável ainda na etapa inicial.

O verdão abriu o placar aos 12 minutos com o lateral esquerdo Victor Luís, em chute de fora da área que surpreendeu o goleiro brasileiro Neto.

O tento palmeirense não abalou os visitantes que seguiam com um volume de jogo superior, criando boas oportunidades, mas faltava acertar a finalização.

O Palmeiras por sua vez manteve o excelente aproveitamento, aos 35 minutos, Leandro foi acionado na entrada da área, se livrou da marcação e chutou cruzado e rasteiro, sem chances para Neto.

Atacante Leandro também deixou a sua marca. Foto: Alan Morici / Terra

Atacante Leandro também deixou a sua marca. Foto: Alan Morici / Terra

Na etapa complementar os treinadores promoveram seis substituições cada, com as mudanças o time italiano cresceu de rendimento, graças principalmente a boa atuação do atacante Rossi, e quase chegou ao empate.

Aos 19 minutos, Rossi deu bela assistência para Pasqual chegar chutando cruzado, da entrada da área, mas bola explodiu na trave da meta defendida por Fábio.

Oito minutos depois, Rossi recebeu grande lançamento de Babacar, invadiu a área, se livrou da marcação de Victor Luís e toucou rasteiro, com categoria, na saída de Fábio para diminuir.

Os 15 minutos finais foram de pressão dos italianos pra cima do verdão, que abusou dos passes errados e pouco criou, mas os comandados de Ricardo Gareca conseguiram segurar o resultado e garantiram o Troféu Julinho Botelho, título simbólico em homenagem ao ídolo que marcou história nas duas equipes.

O Palmeiras se prepara agora para encarar o Bahia, domingo às 16h00, no próprio Pacaembu em partida válida pela 13ª rodada do Campeonato Brasileiro 2014, precisando vencer para se distanciar da zona de rebaixamento da competição.

PALMEIRAS 2 X 1 FIORENTINA

Data: 30/07/2014, quarta-feira
Local: Estádio Pacaembu, em São Paulo (SP)
Público pagante: 20.285 pessoas
Renda bruta: R$ 921.192,50
Árbitro: Raphael Claus (SP)
Auxiliares: Vicente Romano Neto e Márcio Luiz Augusto (SP)
Cartões amarelos: Pasqual e Pizarro (FIO)
Gols: Victor Luis, aos 13 min do 1º T, e Leandro, aos 35 min do 1º T. Rossi, aos 28 min do 2º T

PALMEIRAS: Fábio; Weldinho, Wellington (Victorino), Marcelo Oliveira e Victor Luis; Josimar, Wesley (Mazinho), Mendieta (Bernardo) e Allione (Léo Cunha); Leandro e Erik (Patrick Vieira)
Técnico: Ricardo Gareca

FIORENTINA: Neto; Tomovic, Hegazi, Savic e Pasqual; Bakic, (Piccini) Lazzari (Vargas), Matías Fernandez (Vecino) e Ilicic (Rossi); Babacar e Joaquim (Pizarro)
Técnico: Vincenzo Montella