ÚLTIMAS NOTÍCIAS
Palmeiras vence clássico diante do São Paulo.

Na noite em que completava 1200 jogos com a camisa do São Paulo, Ceni falha e vê Palmeiras golear tricolor.

Por Paulo Edson Delazari
Rafael Marques foi o destaque do clássico marcando duas vezes. (Foto: Reprodução)

Rafael Marques foi o destaque do clássico marcando duas vezes. (Foto: Reprodução)

Jogando pela primeira vez na Alianz Arena diante do São Paulo, o Palmeiras soube se aproveitar da falha de Rogério Ceni e da burrice de Rafael Toloi para golear o adversário e abrir vantagem que garante jogo da próxima fase em sua casa, vencendo por 3 a 0, com gols de Robinho e Rafael Marques (2).

Após pixotada de Rogério Ceni e falta de inteligência de Rafael Toloi, Palmeiras de Rafael Marques sobra e vence fácil o clássico em noite onde mais de 25 mil pagantes no estádio do palestra. O time do Morumbi foi presa fácil após sofrer o gol e a equipe de Oswaldo de Oliveira soube se aproveitar do momento com um homem a mais na partida e dominou o adversário.

A se destacar na partida a pintura de gol de Robinho que teve visão e surpreendeu Rogério Ceni com um belo gol quase do meio campo, após chute errado do goleiro em saída de bola o meia dominou e acertou um belo chute encobrindo o goleiro tricolor.

Com a vitória o Palmeiras chegou a 27 pontos no seu grupo e volta a jogar contra o Red Bull Brasil às 18h30 do próximo domingo. Já o São Paulo se manteve na liderança de seu grupo com 26 pontos e volta a jogar no mesmo dia, só que as 16h no Morumbi.

O jogo

Torcida Palmeirense pode enfim comemorar uma vitória em clássico desde 2013. (Foto: Reprodução).

Torcida Palmeirense pode enfim comemorar uma vitória em clássico desde 2013. (Foto: Reprodução).

Três minutos foram mais que suficiente para o Palmeiras abrir o placar. Rogério Ceni saiu jogando errado com o pé, Robinho pegou a bola do meio da rua e chutou por cobertura fazendo um golaço. Palmeiras 1 a 0.

O gol fez com que o time tricolor perdesse a cabeça e Rafael Toloi foi muito infantil dando um chute por trás em Dudu fora do lance de bola. O quarto arbitro viu, avisou o juiz e o zagueiro tricolor foi expulso justamente. Contudo Dudu deu uma cotovelada antes no zagueiro e mesmo assim permaneceu na partida, falha da arbitragem.

Só dava Palmeiras, aos 14 minutos Robinho pegou de fora da área e bateu, Rogério fez bela defesa, a bola sobrou para Dudu impedido e Rogério defendeu novamente.

A tragédia estava anunciada, aos 23 minutos Dudu arrancou pela esquerda, cruzou, Robinho furou a bola sobrou para Rafael, o atacante dominou sozinho e bateu cruzado, gol do Palmeiras.

A fase quando é boa tudo ajuda. Em um bate e rebate na zaga tricolor a bola sobrou para Cristaldo, o artilheiro alviverde bateu de fora da área e a bola raspou a trave esquerda de Rogério.

Depois de tanto sufoco, Muricy tirou Pato e colocou Edson Silva, o time pois a cabeça no lugar e equilibrou as ações. Mas o time palmeirense seguiu pressionando e aos 44 por pouco não amplia, Robinho pegou sobra da zaga são-paulina e chutou cruzado, Rogério defendeu para o meio da área e Rafael Marques marcou em condição de impedimento, bem marcado pelo bandeira.

Segunda etapa

4062431_640x360

Jogadores do Palmeiras comemoram golaço de Rafael Marques. (Foto: Reprodução)

Mal começou o segundo tempo e novamente o Palmeiras marcou. Arouca abriu bola na esquerda para Zé Roberto, o veterano dominou, cruzou e Rafael Marques chutou de primeira, marcando outro golaço. Palmeiras 3 a 0.

O primeiro chute do São Paulo no jogo só ocorreu aos 23 minutos quando Michel Bastos após se livrar de três marcadores chutou de fora da área, passando a bola por sobre o gol.

Aos 29 minutos Carlinhos alçou bola na área, Kardec sozinho sobe e testa para fora. Quatro minutos depois Michel Bastos domina e sai de três, adianta a bola e ao ver que vai perder da um carrinho desproporcional em Arouca na cara do juiz, este não exita e expulsa o meia tricolor, dois pesos e duas medidas, pois Vitor Hugo fez falta por trás em Kardec e só recebeu amarelo no primeiro tempo.

Com nove em campo Muricy tirou Kardec e colocou Boschilia. Aos 40 Gabriel tabelou com Gabriel Jesus e ao receber na frente de Rogério sozinho, se apavorou e chutou para fora, por pouco não ampliou o placar.

Depois deste lance, o time alviverde administrou e venceu justamente o clássico, algo que não acontecia desde 2013.