Para um grande time, um grande goleiro

Diego Cavalieri confirma a boa fase diante da Lusa

Por Anderson Marinho

Diego Cavalieri é segurança na meta do Fluminense. Foto: Julia Chequer / Folhapress

A 24ª rodada do Campeonato Brasileiro 2012 chega ao fim sem grandes destaques individuais, o que se viu foi muita luta e equilíbrio, com partidas decididas em detalhes, prevalecendo o plano coletivo.

Alguns nomes merecem ser citados, como os vascaínos Tenório, autor de um gol e uma assistência e seu companheiro Juninho Pernambucano que repetiu a sua marca na vitória do Vasco por 3 x 1 contra o Palmeiras em São Januário.

Na Vila Belmiro, após um jogo muito disputado, o Santos superou o Flamengo por 2 x 0, com dois gols no final da partida, o segundo mais uma pintura de Neymar, por cobertura na saída de Felipe, um dos mais bonitos da rodada.  O camisa 11 já havia feito um linda jogada no primeiro tempo, em uma arrancada que lembrou o gol mais bonito da temporada 2011 contra o próprio Flamengo também na Vila Belmiro, mas foi derrubado no lance.

Entretanto, dessa vez foi um camisa 12 que fez a diferença e se tornou o craque da rodada.

Diego Cavalieri, 29 anos, brilhou na vitoria do Fluminense diante da Portuguesa no Canindé, por 2 x 0, resultado que garantiu a liderança provisória do campeonato ao tricolor das laranjeiras, com 53 pontos, dois pontos à frente do Atlético-MG.

Em campo o Fluminense não teve uma boa exibição e sofreu com a pressão imposta pela Lusa que finalizou 25 vezes contra apenas 12 finalizações do time carioca.

O arqueiro fez pelo menos quatro defesas difíceis na partida, duas delas com menos de um minuto de jogo, após uma cabeçada firme de Léo Silva e no rebote em chute forte de Bruno Mineiro, evitando o gol do adversário logo no inicio do jogo.

Com Diego Cavalieri inspirado, passando muita segurança, o Fluminense conquistou o triunfo fora de casa com gols de Jean e Wellington Nem.

Parece que só o treinador Mano Menezes não vê a qualidade do goleiro tricolor, preterido em mais uma convocação, bem mais preparado que os seus atuais concorrentes por uma vaga na meta da Seleção Brasileira.