ÚLTIMAS NOTÍCIAS
Passou o furacão

Palmeiras joga mal, é goleado pelo Atlético-PR e está fora da Copa do Brasil.

Por Anderson Marinho
Veterano Paulo Baier marcou o segundo gol do furacão. Foto: AGIF

Veterano Paulo Baier marcou o segundo gol do furacão. Foto: AGIF

Pela partida de volta das oitavas de final da Copa do Brasil, O Palmeiras visitou o Atlético-PR, no estádio Durival de Brito, em Curitiba jogando por um empate para avançar à próxima fase da competição, mas sucumbiu ao poderio ofensivo dos donos da casa e foi derrotado por 3 a 0, com gols de Éderson(2) e Paulo Baier, dado adeus a disputa pelo tricampeonato do torneio e ao sonho de disputar a Libertadores da América no ano do seu centenário.

O jogo

Precisando reverter o resultado adverso, depois de ter sido derrotado por 1 a 0, na partida de ida em São Paulo, o Atlético-PR tomou a iniciativa, partido para cima do Palmeiras, exercendo forte pressão sobre o alviverde nos 15 minutos iniciais da partida e teve boas oportunidades para abrir o placar.

Logo aos três minutos, Paulo Baier cobrou escanteio e Luiz Alberto cabeceou firme obrigando Fernando Prass a fazer uma grande defesa.

Oito minutos depois, Manoel aproveitou o espaço dado pela marcação e arriscou o chute da intermediária, a bola saiu rente a trave do arqueiro palmeirense.

Aos 22 minutos Delatlatorre foi acionado na área, limpou a marcação do zagueiro, mas bateu para fora desperdiçando ótima oportunidade.

Aos poucos o Palmeiras foi equilibrando a partida e passou a ameaçar o adversário em contra-ataques rápidos, principalmente com a dupla Luiz Felipe e Leandro, mas aos 34 minutos, em uma falha de marcação, o verdão vacilou e permitiu o gol do time paranaense.

Após uma cobrança de lateral do furacão pela direita, a bola foi alçada na área alviverde, Zézinho desviou de cabeça e Éderson apareceu para completar, encobrindo Fernando Prass, a bola ainda bateu na trave antes de entrar.

Etapa complementar

O segundo tempo começou mais equilibrado, com as duas equipes arriscando pouco, e com muita marcação no meio de campo, as principais jogadas surgiam em lances de bola parada ou chutes de longa distância.

Charles disputa bola com atleticano. Foto: Joka Madruga / Futura Press

Charles disputa bola com atleticano. Foto: Joka Madruga / Futura Press

Aos 15 minutos, Charles arrematou de fora da área, uma bomba, mas a bola saiu par cima da meta defendida por Wéverton.  Quatro minutos depois, Leandro foi lançado, driblou o goleiro paranaense e caiu dentro da área, mas a arbitragem já marcava o impedimento.

O técnico Vagner Mancini promoveu a entrada do atacante Marcelo na vaga de Dellatorre renovando o setor ofensivo do Atlético-PR.

E quando o momento parecia ser melhor para o time paulista, aos 21 minutos, Éderson chutou da intermediária, Fernando Prass espalmou para o meio da área e no rebote Paulo Baier apareceu para completar e ampliar a vantagem atleticana.

Necessitando de pelo menos um gol para conquistar a classificação, Gilson Kleina modificou a formação do Palmeiras com a entrada do meia atacante Ronny no lugar do volante Charles.

Mais ofensivo, mas não mais eficiente, o Palmeiras passou a dar espaços para os donos da casa e acabou levando o terceiro gol.

Éderson e Paulo Baier comemoram gol do furacão. Foto: Joka Madruga / Futura Press

Éderson e Paulo Baier comemoram gol do furacão. Foto: Joka Madruga / Futura Press

Aos 32 minutos, em bela jogada individual, Éderson deixou Luis Felipe no chão, invadiu a área, livre, mas bateu para fora na saída de Fernando Prass.

Entretanto, o artilheiro não desperdiçaria no lance seguinte, Marcelo ganhou a disputa com Henrique na velocidade e cruzou na medida para Éderson completar.

Diante do resultado o treinador palmeirense foi obrigado a mandar o seu time ao ataque, com as entradas de Fernandinho e Caio, nas vagas de Márcio Araújo e Juninho respectivamente.

Precisando de dois gols para avançar, o Palmeiras partiu para o tudo ou nada, pressionando a equipe paranaense nos últimos minutos.

Aos 41, Mendieta cobrou falta na entrada da área, mas mandou por cima da meta. Aos 47, Leandro chutou cruzado, a bola desviou na zaga, mas Wérverton evitou o gol.

E ficou nisso, vitória do Atlético-PR, por 3 a 0, resultado que classificou o furacão às quartas de final da Copa do Brasil 2013 para encarar o vencedor do confronto entre Internacional(RS) x Salgueiro(PE), nesta quinta-feira.

O Palmeiras agora concentra as suas atenções neste segundo semestre para a disputa da Série B do Campeonato Brasileiro, onde lidera com 40 pontos, e volta à campo no próximo sábado, às 21h50, para encarar o Ceará, no estádio Castelão, em Fortaleza.

Já o Atlético-PR visita o Náutico, também no sábado, às 18h30 na Arena Pernambuco pela 17ª rodada da Série A.

FICHA TÉCNICA

ATLÉTICO-PR 3 X 0 PALMEIRAS

Local: Vila Capanema, em Curitiba (PR)
Data e hora: 28 de agosto de 2013, às 21H50 (horário de Brasília)
Árbitro: Ricardo Marques Ribeiro (MG)
Auxiliares: Altemir Hausmann (MG) e Kléber Lucio Gil (MG)
Cartão Amarelo: Léo, Zezinho (CAP); Henrique, Fernandinho (PAL)
Cartão Vermelho: Gilson Kleina, 44’/2ºT (PAL)
Gols: Ederson, 34’/1ºT (1-0); Paulo Baier, 21’/2ºT (2-0); Ederson, 33’/2ºT (3-0)

ATLÉTICO-PR: Weverton; Léo (Jonas, 40’/2ºT), Manoel, Luiz Alberto e Pedro Botelho (Willian Rocha, 31’/2ºT); João Paulo, Zezinho, Paulo Baier e Everton; Dellatorre (Marcelo, 17’/2ºT) e Ederson. Técnico: Vágner Mancini

PALMEIRAS: Fernando Prass; Luis Felipe, Henrique, Vilson e Juninho (Caio, 34’/2ºT); Márcio Araujo (Fernandinho, 40’/2ºT), Charles (Ronny, 24’/2ºT), Wesley e Mendieta; Leandro e Alan Kardec. Técnico: Gilson Kleina