ÚLTIMAS NOTÍCIAS
Pato afunda o Corinthians, Dida salva e Grêmio esta na semi

Corinthians leva a partida para os pênaltis, mas Dida pega três e garante Grêmio na próxima fase

Por Vladimir da Costa

Ao melhor estilo Grêmio de ser, a partida de volta pelas quartas de finais da Copa do Brasil foi aquele jogo truncado, com poucas chances de gols, onde o futebol brigado, o jogo travado, venceram o jogo bem jogado.

Assim como a atual fase do Corinthians, que segue com enorme dificuldade de criar boas oportunidades de gols, o jogo teve poucas chances de gols. De fato apenas duas, com Vargas, mas o chileno não estava numa noite feliz e desperdiçou duas chances incríveis. Deixando a partida num repetido 0 a 0.

Sendo decidida nos pênaltis, que teve como destaque, o bom ex-terceiro corinthiano Walter, que pegou duas cobranças, mas perdeu para o veterano Dida, sempre frio e preciso nas cobranças, pegou um a mais e garantiu a classificação da equipe gaúcha, que viu Alexandre Pato protagonizar o lance que será o mais comentado desta quinta-feira em todos os meios esportivos e das redes sociais.

Dida Segura a bola da classificação gremista Preview com

Dida segura a bola depois de ter pego três penaltis e ter garantido a classificação gremista para a semi (Foto: Preview.com)

Na cobrança derradeira das penalidades, o atacante tentou dar uma cavadinha e falhou grotescamente. Além de não pegar certo na bola, não esperou o goleiro decidir o canto e acabou jogando a bola nos braços de Dida que não teve trabalho algum para defender a cobrança que garantiu o Grêmio na semifinal da competição.

O jogo

Com pouco mais de 35 mil torcedores, os donos da casa trataram de começar a partida em cima do Corinthians. Com bola transição do meio para o ataque, o Grêmio quando chegava, era mais perigoso que o timão.

Vargas teve duas chances. Na primeira o atacante aproveitou o rebote de um cruzamento e bateu de primeira, a bola desviou no meio do caminho e saiu. Aos 18 minutos, a grande chance de marcar. Kleber recebeu de Pará e bateu, o goleiro Walter deu rebote para o meio e, da linha da pequena área, sem goleiro, o chileno chutou por cima.

O Grêmio apesar de mais incisivo no ataque, não tinha o controle do jogo. O Corinthians sempre que tinha a bola, era perigoso, principalmente nos contra-ataques. Fábio Santos tentou de fora da área no começo do jogo, Douglas mais tarde, mas a bola não oferecia perigo ao goleiro Dida.

Aos poucos o time do Parque São Jorge conteve o ímpeto gremista, e a partida ficou equilibrada, principalmente no meio campo. Com faltas e erros de passe o primeiro tempo terminou apenas com uma boa chance de gol, perdida por Vargas.

Vargas teve duas chances de gol no tempo normal, mas desperdiçou Previewcom

Vargas teve duas chances de gol no tempo normal, mas desperdiçou (Foto: Preview.com)

O Corinthians voltou para o segundo tempo com Danilo, Emerson e Igor. Nos lugares de Guilherme, Fábio Santos e Douglas, respectivamente.

As mudanças de Tite surtiram efeito e o Corinthians passou a dominar a partida. Mas o domínio não era convertido em chances de gols, pelo contrário.

O alvinegro, assim como a alguns meses, parece ter abdicado do prazer de atacar. Com muitos toques de lado, o Corinthians não ameaçava o gol adversário.

O Grêmio adiantou a marcação e melhorou na partida. Logo aos 10 minutos, Barcos encontrou Riveros que cruzou para Kleber. O Gladiador cabeceou no canto, mas Walter colocou para escanteio. Em seguida, Barcos recebeu de Ramiro e bateu cruzado para fora.

A melhor e única chance veio aos 30 minutos, em falta batida por Emerson. O Grêmio respondeu minutos depois com Vargas, que novamente perdeu ótima chance. O chileno entrou sozinho e bateu no pé da trave.

Nos últimos minutos, ambas equipes passaram a se preocupar muito mais em não levar gol do que fazer e com isso a partida acabou no 0 a 0. Sem antes dois jogadores serem expulsos. Vargas e Emerson se envolveram em confusão e foram pro chuveiro sem ter o direito de participar da cobrança de pênaltis.

Nos pênaltis

Barcos bateu o primeiro e Walter defendeu. Assim como Dida, que pegou cobrança de Danilo. Alex Telles bateu o segundo e acertou a trave. Romarinho caprichou na força e inaugurou a rede. Pará bateu com raiva e marcou o terceiro pênalti gremista. Edenílson bateu mal e Dida recolocou o Grêmio no jogo. Elano com categoria, colocou o Grêmio na frente. Alessandro marcou pelo Corinthians. Kleber com tranquilidade colocou o Grêmio na frente.

A responsabilidade da última cobrança ficou por conta da maior contratação do futebol brasileiro na atualidade. Alexandre Pato. O atacante do Corinthians ajeitou a bola, correu e deu uma cavadinha, sem força, no meio do gol. Dida, sem nenhum trabalho, colocou o Grêmio na semifinal da Copa do Brasil, contra o Atlético-PR.

Pato lamenta eliminação corinthians enquanto Renato Gaúcho comemora a classificação Previewcom

Pato lamenta eliminação corinthians enquanto Renato Gaúcho comemora a classificação (Foto: Preview.com)

Para o Corinthians, restou encerrar o brasileiro com dignidade, já que a equipe não almeja mais nada na competição e corre um risco muito pequeno de rebaixamento. Para curar a ressaca de uma eliminação, o Timão terá pela frente um clássico para se levantar. No domingo, às 16h, o Corinthians recebe o Santos, no Pacaembu. O Grêmio, no mesmo dia, às 18h30m, desafia o Coritiba, em Curitiba.