ÚLTIMAS NOTÍCIAS
Peixe joga debaixo de chuva, mas não aproveita a vantagem

Na fria tarde paulista, Santos e Flamengo não aquecem torcida em empate sem gols no Morumbi.

Por Vladimir da Costa

 

Jogando no Morumbi, uma vez que a Vila foi “alugada” para a Copa do Mundo, o Santos não conseguiu impor seu melhor futebol. Sem Gabigol o Santos até que criou, mas faltou uma referencia ofensiva para empurrar a bola para dentro do  gol. O peixe criava e mandava na partida, mas não conseguia transformar sua superioridade em chances claras de gols. Depois que Stefano Yuri foi expulso, no segundo tempo, o panorama ficou favorável para a equipe carioca, que passou a jogar mais no campo adversário e foi com Paulinho, a melhor chance da partida. Nos acréscimos, o atacante flamenguista perdeu ótima de voltar para o Rio com 3 pontos quando acertou o travessão aos 46 minutos. Com o resultado, além das vaias para os dois times, o sinal de alerta para a sequência do brasileirão foi ligado.

A partida

Sem muita criatividade, os times abusaram dos lançamentos longos para seus velozes atacantes. O gramado escorregadio dificultou algumas ações e aumentou a insegurança dos atletas.

Santos e Flamengo fazem partida para esquecer n Morumbi. (Foto: Ricardo Saibun/AGIF)

Santos e Flamengo fazem partida para esquecer no Morumbi. (Foto: Ricardo Saibun/AGIF)

Aos poucos o Santos foi mostrando superioridade no meio, mas quem chegou primeiro foi o Flamengo. Aos 22 minutos, Negueba cruzou e Everton cabeceou para fora entre os zagueiros.

Aos 29 minutos, nova investida do Flamengo, agora com Leo Moura que tentou a finalização na área, foi tocado, pediu pênalti, mas o árbitro Jailson Macedo Freitas mandou seguir.

O Santos apesar de ficar mais com a bola, não chegava com perigo. Já o adversário, sempre que via uma brecha, arriscava. Aos 39 minutos, o Rubro-negro teve a melhor oportunidade do primeiro tempo. Luiz Antonio chutou de fora da área. A bola pegou no travessão. Paulinho e Everton tentaram no rebote, sem sorte.O peixe só assustou aos 45 minutos, em falta cobrada de Lucas Lima e defendida por Paulo Victor.

Precisando melhorar o desempenho ofensivo dentro de campo, o Santos voltou para o segundo tempo com mais atitude. Geuvânio logo aos quatro minutos quase chegou, mas Chicão puxou a camisa do adversário fora da área e Paulo Victor fez a defesa. Reclamação justa dos santista, porém, o árbitro mandou seguir.

Aos sete minutos, Lucas Lima fez jogada individual e arriscou a batida. A bola desviou e Paulo Victor precisou se esforçar para praticar a defesa. Mesmo de forma tímida, o Santos seguia em cima. Aos 12 minutos, Victor Andrade chutou da entrada da área e por pouco não abriu o placar. O Flamengo só respondeu aos 17. Everton bateu firme, mas Aranha defendeu. Um minuto depois, Paulinho desperdiçou boa chance.

Quando o Santos estava melhor no jogo, dois fatos praticamente anularam a chance de gol dos “donos da casa”. Aos 25 minutos, Stéfano Yuri sentiu e teve de deixar o campo. Em seu lugar entrou Jorge Eduardo. Não demorou muito e as coisas ficaram um pouco pior para o peixe. Cinco minutos depois, Geuvânio entrou de forma muito dura em João Paulo e acabou sendo expulso direto.

Com um jogador a menos, o Santos se fechou e já via o empate como um bom resultado diante de um Flamengo que também não fazia por onde para merecer melhor sorte. O rubro-negro até se animou, mas o chuveirinho não surtia efeito. Sem criatividade, o Flamengo abusava de lançamentos e cruzamentos de longe.

O Santos só saia em velocidade e em uma dessas jogadas, quase marcou. Bruno Peres arriscou de longe e por pouco não venceu o goleiro Paulo Vitor.

Sem muita emoção, o Santos se recuou todo esperando o fim da partida e o Flamengo, sem muita opção se lançou ao ataque e por pouco não marcou no último lance. Igor Sartori cruzou da direita e Paulinho, na pequena área, mandou a bola no travessão, perdendo a última chance de gol da partida, que assim como o clima, terminou de maneira gelada.

Com o resultado, ambas equipes continuam na parte de baixo da tabela. O Santos chegou aos 8 pontos, na 12ª colocação. Três posições abaixo, com 6 pontos está o Flamengo. Na próxima rodada o Santos joga fora de casa, contra o Bahia. Já o Flamengo, “recebe” o Figueirense no Morumbi.  O mando parece estranho, mas com as chegada das seleções para a disputado do Mundial, alguns estádios estão “sitiados” e pertencem a Fifa. Por isso, as mudanças.