ÚLTIMAS NOTÍCIAS
Peixe para no Rio Claro e perde vantagem para decisão

Em jogo de seis gols, alvinegro fica no empate e perde a liderança geral do Paulistão para o Palmeiras

Por Anderson Marinho
Arouca disputa bola no meio de campo com atleta do Rio Claro. Foto: Ivan Storti

Arouca disputa bola no meio de campo com atleta do Rio Claro. Foto: Ivan Storti

Rio Claro e Santos protagonizaram uma partida emocionante neste domingo, no estádio Augusto Schimidt, em Rio Claro (SP), pela décima quarta rodada do Campeonato Paulista 2014, o duelo marcado por muitos gols e com direito a viradas no placar terminou empatado por 3 a 3.  Geovânio, Gabriel e Cícero marcaram os gols santistas, enquanto Renan Diniz (duas vezes) e Léo costa marcaram para os donos da casa.

Com o resultado o Peixe chegou aos 33 pontos, na liderança do grupo C, dois a menos que o Palmeiras, líder do grupo D, melhor equipe do campeonato.  Já o Rio Claro é o terceiro colocado do grupo D, agora com 20 pontos ganhos, dois a menos que o Bragantino, e segue na disputa por uma vaga à próxima fase do torneio.

O jogo

Leandro Damião não marcou, mas deu bela assistência de calcanhar. Foto: Léo Santos_AE

Leandro Damião não marcou, mas deu bela assistência de calcanhar. Foto: Léo Santos_AE

Com as duas equipes buscando a vitória o duelo foi bastante movimentado desde o inicio, com muitas chances de gols de ambos os lados, em ritmo alucinante.

Rildo quase inaugurou o marcador, aos 15 minutos, após linda jogada individual, o atacante avançou pela ponta esquerda, driblou três adversários, invadiu área, mas chutou pra fora.

Seis minutos depois, no entanto, Leandro Damião deu belo passe de calcanhar para Geovânio, o camisa 10 chutou forte de fora da área para vencer o goleiro Cléber e abrir o placar.

Os donos da casa não sentiram o gol e continuaram bem no jogo, levando perigo à meta do goleiro Vladimir. Aos 42 minutos, após cobrança de escanteio de Léo Costa, o arqueiro santista saiu mal do gol e Renan Diniz apareceu com liberdade no segundo pau para deixar tudo igual.

Etapa complementar

Gabriel comemora o segundo gol do peixe no jogo. Foto: Hélio Suenaga / Gazeta Press

Gabriel comemora o segundo gol do peixe no jogo. Foto: Hélio Suenaga / Gazeta Press

Empurrado por sua torcida o Rio Claro voltou para segundo tempo pressionando e por pouco não passou à frente no placar, aos dois minutos, em finalização perigosa de André Luís.

O Santos respondeu quatro minutos depois, Geovânio fez bela jogada e cruzou na medida para Gabriel, livre, cabecear para o fundo das redes e recolocar o peixe na frente. Aos 11 minutos Leandro Damião acertou a trave da meta defendida por Cléber e quase marcou terceiro.

A reação do Rio Claro veio aos 24 minutos, Renan Diniz aproveitou um cruzamento em cobrança de escanteio de Léo Costa pela direita e cabeceou forte para deixar tudo igual. Dois minutos depois, Patric deu bela assistência e deixou Léo Costa na cara do gol, o artilheiro rio-clarense não desperdiçou e tocou com categoria na saída de Vladimir para decretar a virada.

No entanto, três minutos depois, Geovânio tratou de equilibrar a disputa com Léo Costa. Rildo fez bela jogada individual e sofreu falta. Na cobrança o camisa 10 cruzou na cabeça de Cícero, que desviou no canto direito de Cléber para decretar o empate.

As duas equipes ainda tiveram boas oportunidades para marcar o quarto gol, porém a igualdade permaneceu até o apito final do árbitro.

O Santos volta à campo agora no próximo domingo, às 16h00, na Vila Belmiro, em clássico contra o Palmeiras, precisando da vitória para terminar a primeira fase na liderança geral da competição e levar a vantagem para as próximas fases.

Já o Rio Claro visita a Portuguesa no Canindé, no mesmo horário, precisando vencer a Lusa e torcer por uma derrota do Bragantino, que enfrentará o rebaixado Paulista em Jundiaí, para avançar às quartas de final.

Local: Estádio Augusto Schimidt, em Rio Claro (SP)
Árbitro: Thiago Duarte Peixoto
Assistentes: Marcio Luiz Augusto e Fabio Rogerio Baesteiro
Cartões Amarelos: Cicinho (Santos), Nando (Rio Claro), David Braz (Santos)
Gols: Geuvânio, aos 21min; Renan Diniz, aos 42min do primeiro tempo; Gabriel, aos 6min; Renan Diniz, aos 24min; Léo Costa, aos 26min; Cícero, aos 29min do segundo tempo

RIO CLARO: Cléber; Carlinhos, Marllon, Renan Diniz e Henrique; Nando, Patrick, Léo Costa e Rafael Costa; André Luiz e Robson (Wendell) (Alex Afonso)
Técnico: Fahel Júnior

SANTOS: Vladimir; Cicinho, Jubal, David Braz e Emerson Palmieri; Arouca, Cícero e Gabriel Barbosa (Alison); Rildo (Diego Cardoso), Geuvânio e Leandro Damião (Stéfano Yuri)
Técnico: Oswaldo de Oliveira