ÚLTIMAS NOTÍCIAS
Peixe vence a Macaca no Pacaembu e sobe na tabela

Com um gol em cada tempo, Santos vence a Ponte e segue sonhando com uma vaga no G4

Por Vladimir da Costa

Santos e Ponte Preta fizeram um jogo que apesar de corrido, sem emoção no Pacaembu. Com Montillo recuperado e de volta ao time e com Aranha fazendo novamente boas defesas, o Santos teve mais criatividade na frente e segurança atrás, fatores que garantiram o trunfo do Peixe por 2 a 1 contra a Macaca.

Everton Costa comemora o primeiro gol marcado pelo Santos no Pacaembu diante da Ponte Preta (Foto: Julia Chequer/Folhapress)

Everton Costa comemora o primeiro gol marcado pelo Santos no Pacaembu diante da Ponte Preta (Foto: Julia Chequer/Folhapress)

Montilo foi peça fundamental na vitória deste sábado. Com um gol e uma assistência, o argentino controlou o meio campo e participou das melhores chances de ataque, que apesar de não empolgarem muito os torcedores, foi o suficiente para o resultado favorável para o peixe que subiu para os 39 pontos, seis a menos que o Atlético-PR, quarto colocado. Já a Ponte Preta terá que jogar muito mais caso queira escapar da zona da degola. Com 26 pontos, a situação não é nada fácil pra macaca.

O Jogo

Precisando muito mais da vitória que o mandante, a Macaca foi pra cima do peixe no começo da partida, mas os erros de passes impediam o time de avançar mais, por outro lado, o Santos era quem conseguia chegar mais perto do gol, principalmente pela esquerda, com Cicinho.

Aos 13 minutos, Elias tentou surpreender Aranha que estava adiantado, mas o goleiro santista se recuperou e fez a defesa.

O Santos aos poucos foi acalmando o ímpeto da Ponte e passou a ficar mais com a bola, controlando e estudando a partida, principalmente com Montillo. Todas as bolas trocadas co meio passaram pelos pés do argentino que tentava um passe de efeito para tentar surpreender a zaga adversária.

A partida fica truncada no meio campo. Aranha e Roberto são pouco exigidos e acompanham a partida que se desenrola nas intermediárias.

Aos 26 minutos, Fellipe Basto cobrou escanteio pela esquerda para cabeçada de Ferron, mas Aranha estava ligado e fez grande defesa, salvando o primeiro gol do jogo. A resposta santista veio em dois minutos. Thiago Ribeiro ficou com a sobra da entrada da área e mandou um belo chute, mas a bola não acertou o alo, passando a direita do gol.

A partida seguiu, com poucos lances de perigo, mas bem equilibrada no Pacaembu. Aos 36 minutos, nova chegada da equipe Santista. Montillo fez cruzamento para dentro da área e achou Gustavo Henrique livre de marcação para cabecear por cima. O Santos era mais efetivo quando chegava ao ataque nas raras vezes que conseguia, até que no último minuto da primeira etapa, o gol saiu.

Montillo cobrou falta no meio da área para cabeçada certeira de Everton Costa abrir o marcador no Pacaembu.

Segundo etapa

Montillo sai pro abraço depois de fazer o segundo gol do jogo

Montillo sai pro abraço depois de fazer o segundo gol do jogo (Foto: Marcelo Pereira / Terra)

O segundo tempo começou frenético. Nos primeiros segundos, Everton Costa cabeceou para linda boa defesa de Roberto. Aos quatro minutos, Rildo fez jogada pela esquerda e rolou para Fellipe Bastos bater com força para o gol. Aranha bem colocado, fez a defesa, salvando o gol certo. Na sequencia do lance, o próprio meia cobrou falta da intermediária, com força e a bola acertou a rede, mas por fora, assuntando o goleiro e os torcedores santistas presentes no estádio.

Precisando da vitória, Jorginho fez duas mudanças de uma só vez. Tirou Elias e Alef para as entradas de Leonardo e Adrianinho. Com isso, a Macaca ganhou em velocidade, tinha maior volume de jogo, mas tinha dificuldades para chegar próxima do gol de Aranha. Observando isso, o Santos recuou. Claudinei colocou Alan Santos no lugar de Alison.

Aos poucos o Santos foi ficando mais com a bola na intermediária da Ponte, mas não conseguia atacar devido o forte esquema de marcação. Aos 21 minutos, Cicinho arriscou um chute de fora da área, mas Roberto pegou sem problemas.

E quando parecia que o Santos iria sofrer uma pressão da Ponte, Montillo resolveu deixar as coisas bem encaminhadas para o Peixe. Aos 24 minutos, Cícero deu um chapéu em cima de Ferron, passa por Diego Sacoman e rolou para Montillo. O argentino ainda passou pelo goleiro Roberto antes de marcar o segundo gol do Peixe na partida.

Depois de marcar, o meia saiu ovacionado, sendo substituído por Leandrinho.

A Ponte tentava, mas Aranha sempre que era exigido, dava conta do recado. Em nova cobrança de falta batida por Fellipe Bastos, o goleiro com apelido sugestivo para a posição fez ótima intervenção. Minutos depois foi a vez de Cicinho salvar o gol da Ponte Preta. William recebeu dentro da área e bateu firme, mas o lateral se atirou na bola, salvando o gol certo da Macaca.

Macaca Sufoca Santos no fim.

Com dois gols de vantagem, o Santos passou a administrar a partida, tocava de lado, esperando o apito final. A Macaca, que pressionou no começo do segundo viu uma última chance nos últimos cinco minutos e pressionou o Santos até o apito final. Aos 41 minutos, Cicinho fez falta feia e foi expulso. Três minutos depois, Leonardo serviu Rafael Ratão, que na frente de Aranha tirou do goleiro para diminuir o marcador. Aos 46 minutos, Willian recebeu de Leandrinho e tocou por cima de Aranha que salvou de novo. Dois minutos mais tarde, Uendel cobrou falta da esquerda e Sacoman cabeceou com perigo. Mas não dava tempo para mais nada. Vitória merecida do Peixe contra uma desesperada Ponte Preta.

Na próxima rodada, o Santos terá pela frente o Internacional, em casa, às 19h30, na quarta-feira. A Ponte Preta terá pela frente um time em queda livre, recebe o Coritiba, no Moisés Lucarelli, no mesmo dia, só que mais tarde, às 21h