ÚLTIMAS NOTÍCIAS
Peixe vence mais uma e se aproxima dos pelotão da frente

Santos inicia semana corrida com ótima vitória contra o Inter no Sul

Por Vladimir da Costa

A equipe da Vila Belmiro segue surpreendendo a cada rodada e não para de subir na tabela. Depois de ficar próximo da zona de rebaixamento, o time da santista desembestou a ganhar e agora já ronda o G4. Após vencer o Internacional, em jogo atrasado ainda da décima rodada do Brasileirão, pela terceira vez fora de casa, a equipe comandada por Claudinei Oliveira chegou aos 28 pontos, dois a menos do Inter, e com um jogo a menos.

Jogadores do Peixe comemoram gol marcado por Renato Abreu, o segundo da equipe contra o Inter (Foto:Preview.com)

Jogadores do Peixe comemoram gol marcado por Renato Abreu, o segundo da equipe contra o Inter (Foto: Preview.com)

A vitória de hoje teve como destaque Thiago Ribeiro, que novamente jogou bem e Aranha. Sempre que foi exigido, o goleiro santista deu conta do recado. Só não conseguiu evitar a cobrança de pênalti de D’Alessandro, o que em nada diminuiu a ótima atuação do camisa 1 santista.

 A partida

O jogo começou aberto, com as duas equipes querendo jogar. Logo aos dois minutos, o Santos já mostrava que não estava para brincadeira. Leandrinho cruzou da direita, Juan não conseguiu afastar e Giva, dentro da área, chutou, mas Alan deu um carrinho e evitou que a bola chegasse até Alisson.

O Santos apostava na velocidade de Giva. No Inter o caminho para atacar era com Otávio e Scocco. Dos pés dele saíram as melhores jogadas ofensivas do Colorado.

Aos 13 minutos, os hermanos colorados perderam a oportunidade de abrir o placar. Cícero errou na intermediária e a bola sobrou para Scocco qe chutou de fora da área, no rebote da defesa a bola caiu nos pés de D’Alessandro, que buscou o canto direito de Aranha, mas viu a bola saiu pela linha de fundo.

Aos poucos, o Santos foi controlando o meio campo, deixando os donos da casa sem jogadas ofensivas. Damião e D’Alessandro tiveram que recuar para receber a bola, o que facilitava a defesa santista.

O meia argentino teve dificuldades para criar jogadas de perigo contra o gol santista

O meia argentino teve dificuldades para criar jogadas de perigo contra o gol santista (Foto: Preview.com)

Aos 27 minutos, o Santos conseguiu abrir o placar. Leandrinho cobrou escanteio da direita, Cícero desviou de cabeça para a segunda trave e a bola encontrou Thiago Ribeiro que, foi mais rápido do que Ygor e mandou para as redes. Alan Santos se contundiu dar lugar para Renê Junior e minutos depois foi a vez de Giva acusar dores no pulso esquerdo e ser substituído por Everton Costa.

O gol fez o Internacional entrar na pilha da torcida, que não acreditava no que estava vendo. Nervosos, os donos da casa não conseguiam criar jogadas de perigo. A melhor delas, antes do intervalo veio numa tabela entre Otávio e D’Alessandro, mas a bola passou por cima do travessão. Aos 44 minutos, Cícero recebeu passe de Everton Costa no meio-campo o volante carregou a bola até a intermediária e chutou rasteiro, assustando o goleiro Alisson.

Com vantagem no placar, o Santos voltou para o segundo tempo na defesa, esperando o Internacional atacar para surpreender no contra-ataque. Mesmo com maior posse de bola e jogando no campo de ataque adversário, o Inter não agredia o Santos. Com isso, Dunga resolveu mudar. Caio e Alex entraram nas vagas de Scocco e Jackson, respectivamente, com Ygor sendo deslocado para a lateral direita.

A primeira jogada de perigo da equipe colorada veio apenas aos 18 minutos, quando Ygor inverteu para Fabrício, que arrematou por cima do gol de Aranha.

Aos 20 minutos, brilhou a estrela do técnico santista. Claudinei promoveu sua tirou Leandrinho e botou Renato Abreu. Logo em seu primeiro lance, o experiente meia cobrou falta da intermediária rasteira. A bola desviou na zaga e enganou Alisson. Santos 2 a 0.

O Inter foi para cima, mas insistia no chuveirinho, perdendo quase sempre. Até que aos 30 minutos, o árbitro Marcelo de Lima Henrique marcou o pênalti para o Inter. O camisa 10 se encarregou de bater, cobrando no canto direito de Aranha, que caiu para o outro lado, diminuindo o placar.

Cinco minutos depois, Damião teve a chance de empatar. A zaga do Santos errou feio. O camisa 9 pegou a bola, arrancou e tentou deslocar Aranha. O goleiro santista, fechou o ângulo e fez defesa milagrosa. A partida seguia com o Inter apertando de todos os lados, mas sem conseguir finalizar a gol.

Já no fim, aos 42 minutos, Fabrício fez uma falta e tomou amarelo. Seguiu reclamando e levou o vermelho direto pela arbitragem. Expulsão que deixou a torcida enfurecida. O lateral saiu de campo sob os gritos de “burro”. Final 2 a 1 para o Santos.

Thiago Ribeiro arrisca chute na partida contra o Internacional. O camisa 9 fez o primeiro gol do jogo

Thiago Ribeiro arrisca chute na partida contra o Internacional. O camisa 9 fez o primeiro gol do jogo (Foto: Preview.com)

A vitória deixa o Santos com 28 pontos, na sétima colocação, dois a menos que o próprio Inter e o Corinthians, mas com um jogo a menos (o jogo contra o Náutico, válido pela 11ª rodada ocorrerá no dia 25 de setembro), ainda tem a chance de saltar para a quinta colocação, em caso de nova vitória. Já o Inter encerra o primeiro turno com 30 pontos, na sexta colocação.

As equipes não terão muito tempo para acertar os pontos falhos na partida Depois de amanhã, as duas equipes voltam a jogar pelo Brasileirão. O Colorado recebe o Vitória, às 19h30, também no Estádio do Vale, em Novo Hamburgo. Já o Peixe, às 21h, joga com o Flamengo, novamente fora de casa, no Maracanã.