ÚLTIMAS NOTÍCIAS
Pena de Morte para 21 torcedores no Egito.

Medida do governo egípcio tentar por fim a violência nos estádios.

Por Paulo Edson Delazari

Jogadores do Al Ahli fogem de torcida na tragédia em campo Egípsio.

Um tribunal do Egito confirmou neste sábado (9) as sentenças de morte a 21 torcedores de futebol envolvidos em um tumulto em um estádio em Port Said no ano passado, que levou à morte mais de 70 pessoas, no jogo entre Al Masry e o Al Ahli.

Em uma decisão ao vivo na TV, o tribunal também condenou mais cinco pessoas à prisão perpétua por envolvimento no motim, de acordo com a Reuters.

Em janeiro a Justiça já havia anunciado a sentença de morte dos torcedores, o que gerou uma onda de protestos e outras mortes – cerca de quarenta pessoas morreram em confrontos com as forças de segurança egípcias.

Tumulto
O caso aconteceu em fevereiro de 2012 durante um jogo entre o Al Masry e o Al Ahli. Quase ao final da partida, quando o Al Masry, mandante do jogo, vencia por 3 x 1, torcedores do Al Ahli abriram cartazes ofendendo Port Said, e um deles entrou no campo com uma barra de ferro.

A torcida do Al Masry reagiu invadindo o gramado e agredindo os atletas do Al Ahli, e depois voltaram às arquibancadas para bater em torcedores rivais. A maioria das mortes foi de pessoas pisoteadas pela multidão ou que caíram das arquibancadas, segundo testemunhas.

Com a medida o Governo egípcio tenta acabar com a violência nos estádios, mostrando mão firme, demonstrando que em casos de situações drásticas, requerem medidas drásticas.