ÚLTIMAS NOTÍCIAS
Que o futebol brasileiro renasça com as Glórias do Passado!

Brasil enfrenta Suécia em amistoso que marca fim do Estádio Rasunda em Estocolmo.

Por: Paulo Edson Delazari

Juntando os cacos após a derrota e a perda da medalha de ouro nas Olímpiadas de Londres 2012 para os mexicanos, a seleção Brasileira vai a Estocolmo reviver as glórias do passado. Nesta quarta-feira às 15h00 o Brasil enfrentará a Suécia no palco onde se sagrou campeã mundial pela primeira vez em 1958. Naquela época um tabu foi quebrado, enfim uma seleção de outro continente ganhava uma Copa do Mundo fora do seu próprio continente.

Aquela conquista rende frutos, até hoje a seleção é admirada e respeitada por conta daquela geração que apresentava ao mundo um garoto chamado Pelé, aquele que um dia seria chamado de Rei do futebol, acompanhado por uma constelação de craques como Didi, Garrincha, Djalma Santos, Zito, Dino Sani, Pepe e Zagallo.

A reedição daquela final será marcada ainda por uma homenagem dos donos da casa aos campeões daquele ano, como Pelé, Djalma Santos, Zito, Dino Sani, Pepe e Zagallo, que estarão presentes nas arquibancadas. Para a celebração do evento a seleção brasileira utilizará uma réplica da camisa usada na Copa de 1958, na cor azul, como o Brasil era o visitante e a Suécia a anfitriã e seu uniforme detém a cor amarela, naquela partida em 29 de Julho, ficou estabelecido que o Brasil usasse o uniforme de número 2.

Réplica da camisa do título da Copa de 1958 em Estolcomo na Suécia (Foto: Divulgação CBF)

 

Tirando o jogo festivo, se é que assim podemos dizer, a partida chama a atenção sobre dois aspectos interessantes a apresentação de ibrahimovic recém contrato pelo PSG da França, após a eliminação da Eurocopa ainda na primeira fase, onde a seleção da casa poderá mostrar se tem força ou não para se classificar futuramente para a Copa de 2014 que será realizada no Brasil e o resultado final que pode ou não dar um indício da permanência ou não do técnico Mano Menezes a frente do comando da seleção brasileira.

O amistoso será o último jogo a ser disputado no Estádio Rasunda, que será demolido para a construção de nova arena no mesmo local, na capital Estocolmo. A única coisa que a torcida espera é que a nossa seleção não perca para sempre o futebol que um dia encantou o mundo, assim como acontecerá com o estádio que nos trouxe a primeira de nossas maiores conquistas.