ÚLTIMAS NOTÍCIAS
Real vence, mas não vai à final da Champions

Borussia Dortmund é o primeiro finalista da competição

Por Anderson Marinho

O Real Madrid derrotou o Borussia Dortmund, no Santiago Bernabéu, pela partida de volta das semifinais da Liga Dos Campeões, por 2 a 0, com gols de Benzema e Sergio Ramos, mas não conseguiu reverter a vantagem do adversário e está eliminado da competição. Com o resultado o time alemão volta à uma decisão do torneio após 16 anos e espera agora o vencedor do confronto entre Barcelona e Bayern de Munique.

Cristiano Ronaldo lamenta a eliminação do Real. Foto: EFE

O jogo

Precisando reverter o placar do jogo de ida em Dortmund, quando perdeu para o Borussia por 4 a 1, os Merengues partiram para cima nos primeiros 20 minutos, apoiados pela torcida que lotou o estádio, com um ritmo alucinante em busca do resultado e tiveram pelo menos três chances claras de gol desperdiçadas.

Aos quatro minutos, Higuain recebeu bom passe de Özil e saiu cara a cara com o goleiro Weidenfeller, mas deu um passo a mais e chutou em cima do arqueiro que fechou o ângulo.

Aos 13, Cristiano Ronaldo recebeu boa assistência na grande área, dominou no peito e bateu firme em cima do guarda redes.

 Dois minutos depois, na melhor oportunidade do primeiro tempo, Higuain, com uma assistência precisa, encontrou Özil livre dentro da grande área, o alemão dominou e chutou na saída de Weidenfeller, mas a bola foi pela linha de fundo.

Aos poucos o Borussia, que só havia ameaçado aos 12 minutos em boa finalização de Lewandowski defendida por Diego Lopez, adiantou a sua marcação e passou a equilibrar as ações, contendo o ímpeto madrilenho.

Herói no primeiro jogo, Lewandowski lamenta chace desperdiçada. Foto: AFP

Os alemães ainda perderam o meia Mario Götze, que pode ter feito a sua despedida pela equipe, com uma lesão muscular. Grosskreutz entrou em seu lugar.

O Real só chegou novamente aos 46 minutos, em cobrança de falta da intermediária, batida por Cristiano Ronaldo, por cima do travessão.

Etapa complementar

 O Borussia retornou melhor, em busca de um gol para definir a classificação, e teve pelo menos duas oportunidades claras para abrir o placar nos dez minutos iniciais. Aos três minutos, Grosskreutz fez boa jogada pela esquerda e cruzou para Lewandowski bater por cima da meta.

O artilheiro Lewandowski teve mais uma oportunidade no lance seguinte, após grande jogada de Reus pela ponta direita, o polonês recebeu bom passe, invadiu a área e encheu o pé, mas acertou o travessão de Diego Lopez.

Com dificuldades para encaixar o jogo no segundo tempo, José Mourinho promoveu duas substituições no Real aos 12 minutos, saíram Higuain e Fabio Coentrão para as entradas de Benzema e Kaká.

Os germânicos seguiam levando perigo no contra-ataque, e aos 16 minutos, Reus fez grande jogada pela direita e cruzou para Gundogan, cara a cara com Diego Lopez, o camisa oito bateu no contrapé, mas o arqueiro fez uma grande defesa com a mão esquerda evitando o gol.

Aos 22 minutos Mourinho sacou Xabi Alonso, apagado no jogo, para a entrada de Khedira.

Como alternativa à forte marcação, até os 30 minutos o Real Madrid insistiu muito na jogada aérea, abusando dos chuveirinhos, e facilitou a vida da defesa adversária. Quando a equipe espanhola conseguiu colocar a bola no chão se tornou mais eficiente.

Aos 32 minutos, Cristiano Ronaldo, em jogada individual, fintou o marcador na entrada da área e a bola pegou na mão do rival. O português ficou pedindo pênalti, mas o árbitro inglês Howard Webb mandou o jogo seguir, apesar das reclamações.

Quatro minutos depois, Kaká, que entrou bem no jogo, acionou Özil na ponta direita, o meia cruzou e Karim Benzema apareceu na pequena área para fazer o desvio e abrir o placar.

O Borussia Dortmund sentiu o gol espanhol, caiu de produção, e viu o gigante Real Madrid crescer no jogo nos minutos finais e quase levar a vaga.

Aos 40 minutos, em cobrança de falta, Modric levantou na área e Sergio Ramos cabeceou firme obrigando Weidenfeller a fazer uma grande defesa.

Um minuto depois, Di Maria fez grande jogada pela direita e bateu com efeito, no ângulo esquerdo, o arqueiro do Borussia fez um linda defesa com a ponta dos dedos.

A pressão merengue era quase insuportável e logo em seguida, após um cruzamento pela direita, Benzema dominou junto à linha de fundo e rolou para trás, Sergio Ramos encheu o pé, de direita, sem chances para o goleiro alemão

O capitão Sergio Ramos comemora o segundo gol do Real. Foto: AFP

Precisando de apenas mais um gol para avançar o Real partiu para o abafa, proporcionando um final de jogo emocionante. O árbitro assinalou 5 minutos de acréscimos.

A melhor oportunidade veio aos 47 minutos, em cobrança de escanteio pela direita, o goleiro Diego Lopez foi para área tentar o cabeceio, mas Sergio Ramos subiu mais que todo mundo e cabeceou firme, a bola saiu à esquerda da meta alemã.

E ficou nisso, vitoria merengue por 2 a 0, mas apesar do resultado o Real Madrid não conseguiu tirar a diferença de gols necessária para avançar, parando pelo terceiro ano consecutivo nas semifinais da competição.

O Borrussia Dortmund, favorecido pela goleada por 4 a 1 no primeiro jogo, está de volta à grande final da Liga dos Campeões depois de 16 anos, em 1997 a equipe conquistou o título vencendo a Juventus da Itália por 3 a 1, e agora espera o adversário que saíra do duelo entre Barcelona e o arquirrival Bayern de Munique, para tentar o bicampeonato no próximo dia 25/05/2013 no estádio de Wembley em Londres na Inglaterra.

Ficha técnica

REAL MADRID 2 x 0 BORUSSIA DORTMUND

Gols
REAL MADRID: Benzema, aos 38min do 2º tempo

BORUSSIA DORTMUND: Sergio Ramos, aos 43min do 2º tempo

REAL MADRID: Diego López, Essien, Varane, Sergio Ramos e Fábio Coentrão (Kaká); Xabi Alonso (Khedira), Modric e Özil; Di María, Cristiano Ronaldo e Higuaín (Benzema)
Treinador: José Mourinho

BORUSSIA DORTMUND: Weidenfeller, Piszczek, Subotic, Hümmels e Schmelzer; Gundogan, Bender (Felipe Santana) e Götze (Grosskreutz); Blaszczykowski, Reus e Lewandowski (Kehl)
Treinador: Jurgen Klopp

Cartões amarelos
REAL MADRID: Fábio Coentrão e Higuaín
BORUSSIA DORTMUND: Gundogan, Bender e Weidenfeller

Árbitro
Howard Webb

Local
Santiago Bernabéu, em Madri