ÚLTIMAS NOTÍCIAS
Repleto de garotos, Santos perde para o Londrina

Time da serie D envolve os meninos da vila e conseguem vitória na partida de ida da terceira fase da Copa do Brasil.

Por Vladimir da Costa

E o que parecia improvável, aconteceu. O time que está na parte de cima da tabela do brasileiro (6ª colocação), não foi surpreendido, tecnicamente e taticamente pelo modesto Londrina, de cidade bonita e futebol nem tão encantador assim e perdeu no jogo de ida da Copa do Brasil.

É bem verdade que o peixe não estava com sua força máxima, mas diante das diferenças existente entre as equipes, titular ou reserva parecia não importar muito, visto o vasto e caro elenco santista, que de quebra, ainda é referência em revelar novos talentos. Talentos que não tiveram chance alguma na partida desta noite.

Em disputa válida pela terceira rodada, o Santos não conseguiu impor seu ritmo de jogo e acabou perdendo para a equipe que disputa apenas a quarta divisão do futebol nacional. Num esporte onde a organização, disposição e a disciplina frequentemente vem levanto vantagem sobre o talento, na noite desta quinta-feira, no interior do Paraná, deu mais uma demonstração de que não existe o óbvio no mundo do futebol.

Atacante Joel corre pro abraço para comemorar o gol da vitória do Londrina sobre o peixe. (Foto: Célio Messias / AE)

Atacante Joel corre pro abraço para comemorar o gol da vitória do Londrina sobre o peixe. (Foto: Célio Messias / VIPCOMM)

Não precisava de muito para descobrir que o peixe tinha mais time, mais estrutura e mais talento, porém, quando a bola rolou no estádio do Café, o time da Vila Belmiro percebeu que teria uma longa noite pela frente. Com dois gols do atacante Joel, um em cada tempo, o Londrina venceu o Santos por 2 a 1 e agora precisa apenas de um empate para seguia para as oitavas de final. Geuvânio descontou para o peixe.

 A partida

A bola rolou e logo o Santos descobriu que não teria vida fácil. A medida que o tempo ia passando, o Santos foi se irritando por não conseguir ficar com a bola e muito menos impor seu ritmo. O Londrina, jogou bem armado e teve boa chance logo no começo da partida. Aos cinco minutos, Paulinho recebeu de Léo Maringá, invadiu a área e tentou o cruzamento, mas o goleiro santista defendeu. Na sequência, o atacante ficou com o rebote e tentou novamente o arremate, para outra boa intervenção do camisa 1 do Peixe. Os donos da casa seguiam melhores. Valorizava a posse de bola e quando via uma brecha, se lançava com velocidade ao ataque. O primeiro gol saiu aos 23 minutos. Paulinho fez bela jogada pela esquerda, passou por dois zagueiros e cruzou na medida para Joel, de cabeça, superar a marcação de Renato e abrir o placar.

Depois disso, o time se fechou. Mostrou força na marcação e conseguiu bravamente parar os jovens e rápidos atacantes santistas.

No final do primeiro, após os 40 minutos, Souza desperdiçou uma boa oportunidade de empatar o jogo. Após receber passe de Renato dentro da área, ele driblou o zagueiro, mas chutou muito mal e a bola passou longe do gol.

Alan Santos disputa a bola com Dirceu em partida realizada no Estádio do Café. ((Foto: Célio Messias/VIPCOMM)

Alan Santos disputa a bola com Dirceu em partida realizada no Estádio do Café. (Foto: Célio Messias/VIPCOMM)

Em seguida, o Londrina teve duas grandes chances de ampliar o marcador. Paulinho driblou o zagueiro Paulo Ricardo, que se recuperou na jogada e travou o chute do atacante do Londrina. Celsinho e Joel também tiveram chances de ampliar, mas pecaram na finalização, desperdiçando boa oportunidade de fazer o segundo gol antes do intervalo.

No segundo tempo, o Londrina apostou nos contra-ataques, principalmente com Paulinho que infernizava a jovem defesa santista que demonstrava muita dificuldade de parar o rápido atacante adversário. Com a vantagem, a partida ficou truncada. O Londrina, sem o mesmo pique do primeiro tempo, apostava em lançamentos longos e ia administrando o resultado. O Santos apresentava os mesmos problemas do primeiro tempo: falta de entrosamento e criatividade.

Com dificuldades para marcar e sem velocidade ofensiva, o Santos não teve força para pressionar os donos da casa, mas conseguiu em uma jogada individual de Geuvânio, empatar o duelo aos 41 minutos. Renato lançou nas costas da defesa do Londrina e o camisa 10, em condição legal, com categoria tocou na saída do goleiro Vitor.

Quanto todos esperavam que o jogo iria terminar no empate, o que seria injusto com o que fora apresentado até então, aconteceu o segundo gol do Londrina. Paulinho recebeu nas costas de Emerson e cruzou para o atacante Joel, que nem precisou saltar para, de cabeça, garantir a vitória para sua equipe.

Após perder o jogo de ida, o Santos volta a enfrentar o Londrina no próximo dia 14, na Vila Belmiro. Pensando no brasileiro, os titulares de Oswaldo de Oliveira encaram o Internacional neste domingo, às 18h30, no estádio Beira-Rio, em Porto Alegre, pela 13ª rodada da competição.