ÚLTIMAS NOTÍCIAS
Rogério Ceni marca e São Paulo vence na estréia.

Tricolor constrói a vantagem e fica próximo da classificação

Por Anderson Marinho

Rogério Ceni comemora o seu gol diante do Bahia. Foto: Felipe Oliveira / AGIF / Gazepa Press

Bahia x São Paulo se enfrentarem no estádio Pituaçu, em Salvador, pelo jogo de ida da segunda fase da Copa Sul-americana 2012.

De volta à uma competição internacional após 23 anos os donos da casa, dirigidos pelo técnico Caio Junior, tiveram o reforço do artilheiro Souza, suspenso por quatro jogos no Brasileirão, artilheiro da equipe na temporada com 22 gols.

Enquanto o tricolor paulista apostava na experiência do capitão Rogério Ceni, em sua segunda partida após se recuperar de lesão, para iniciar a caminhada em busca de mais um titulo continental.

Melhor em campo, contando também com a fragilidade do rival nos momentos em que não teve o controle do jogo, o São Paulo conquistou a vitória por 2 x 0.

O Jogo

O São Paulo tomou a iniciativa nos 10 minutos iniciais, aplicando uma blitz ao sistema defensivo do adversário que não suportou a pressão.

Rogerio Ceni em cobrança de falta. Foto: AE

Aos seis minutos, Douglas arrancou em velocidade e foi derrubado pelo zagueiro Danny Morais. Na cobrança de falta, o capitão Rogério Ceni bateu com categoria e marcou o seu primeiro gol na temporada abrindo o placar para o tricolor paulista. Bahia 0 x 1 São Paulo.

Após o gol, o São Paulo mudou a postura, jogando mais recuado, apostando nos contra-ataques.

O Bahia passou a dominar as ações, mantendo a posse de bola, pressionando em busca do empate e aos poucos as oportunidades foram surgindo.

Aos 28 minutos, após um cruzamento, Rogério Ceni saiu mal do gol, Souza dominou e errou a finalização no primeiro momento, mas acertou um belo chute em seguida obrigando o arqueiro paulista a realizar uma linda defesa.

Dois minutos depois, Fahel recebeu um belo passe de Júnior e bateu de primeira, com muito perigo, na trave, quase o gol de empate.

Aos 40 minutos, Luís Fabiano sentiu uma lesão muscular na coxa esquerda e foi substituído por Willian José.

O tricolor paulista ainda teve oportunidade de ampliar o marcador aos 41 minutos, em cobrança de falta de Jadson que saiu por cima do ângulo esquerdo de Marcelo Lomba.

O técnico Ney Franco ainda fez mais uma alteração antes do intervalo, tirando Rodrigo Caio, que já tinha o cartão amarelo, para a entrada de João Schmitt.

O São Paulo começou melhor no jogo, mas se acomodou após abrir o marcador, e mesmo diante de um rival limitado escapou de sofrer o empate em pelo menos duas oportunidades.

Etapa Complementar

O Bahia voltou para o segundo tempo com uma substituição, Ávine entrou na vaga de Gerley na lateral esquerda.

O São Paulo retornou mais ligado, tocando a bola, sem dar espaços para o time da casa chegar ao ataque e apostando na velocidade do jovem Ademilson.

Encontrando dificuldades para escapar da marcação são-paulina, Caio Junior promoveu a entrada de Lulinha na vaga de Júnior, procurando dar mais mobilidade ao setor de ataque do time.

Aos 17 minutos, o ex-corintiano passou por Rafael Tolói e serviu Souza, ele tocou para Zé Roberto que bateu com força, sem perigo para a meta de Rogério Ceni. Após o lance, Zé Roberto deu lugar a Ciro.

Aos 23 minutos, Cortez foi lançado, cara a cara com Marcelo Lomba e tocou na saída do arqueiro baiano, a bola bateu na trave, e no rebote Ademilson tocou para o fundo das redes. Bahia 0 x 2 São Paulo.

Ademilson marcou o seu terceiro gol na temporada com a camsa do tricolor. Foto: Rubens Chiri / AE

O Bahia sentiu o segundo gol do São Paulo, que passou a valorizar mais a posse de bola, e não conseguiu mais levar perigo à área do time paulista.

Ney Franco ainda tirou João Felipe, com câimbras, e colocou Paulo Miranda em seu lugar.

O São Paulo ainda teve a última oportunidade aos 39 minutos. Após uma boa tabela com Jadson, Willian José chutou forte e Danny Morais evitou o terceiro gol do tricolor paulista.

Com o resultado o São Paulo ficou mais próximo das oitavas de final da competição. O tricolor paulista pode até perder por um gol de diferença no jogo de volta que estará classificado.

O Bahia precisa vencer por dois gols de diferença, marcando pelo menos três, para garantir o acesso. Vitória baiana por 2 x 0 leva a decisão para os pênaltis.

O São Paulo volta à campo no próximo domingo, às 16h0, no estádio do Morumbi para enfrentar o Sport em partida válida pela 14ª rodada do Campeonato Brasileiro 2012.

Já o Bahia visitará o Grêmio, no estádio Olímpico, em Porto Alegre tentando escapar da zona de rebaixamento na competição nacional.

FICHA TÉCNICA

BAHIA 0 X 2 SÃO PAULO

Data e Hora: 1/7/2012, às 21h50
Local: Pituaçu, em Salvador (BA)
Árbitro: Marcelo Henrique Lima (Fifa-RJ)
Auxiliares: Dibert Pedrosa Moises (Fifa-RJ) e Rodrigo Pereira Joia (Fifa-RJ)

Público e renda: 12.256 pagantes / R$ 224.205,00
Cartões amarelos: Diones (BAH) e Rodrigo Caio e Rhodolfo (SPO)
Cartão vermelho: –
GOLS: Rogério Ceni, 6’/1ºT (0-1); Ademilson, 23’/2ºT (0-2)

BAHIA: Marcelo Lomba, Gil Bahia, Danny Morais, Titi, Gerley (Ávine, intervalo); Diones, Fahel, Hélder e Zé Roberto (Ciro, 18/2ºT); Júnior (Lulinha, 10’/2ºT) e Souza. Técnico: Caio Junior

SÃO PAULO: Rogério Ceni, João Filipe (Paulo Miranda, 29’/2ºT), Rafael Toloi e Rhodolfo; Douglas, Rodrigo Caio (João Schmidt, 43’/1ºT), Maicon, Jadson e Cortez; Ademilson e Luis Fabiano (Willan José, 40’/1ºT). Técnico: Ney Franco.