ÚLTIMAS NOTÍCIAS
Rogério Ceni renova e Tricolor terá o M1to na Libertadores.

Goleiro se sente motivado com vaga na Libertadores e renova por mais sete meses.

Por Paulo Edson Delazari
Rogério comemora gol de empate. (Foto: Rubens Chiri/saopaulofc.net)

Rogério comemora gol de empate. (Foto: Rubens Chiri/saopaulofc.net)

O torcedor tricolor já pode comemorar. O Mito como é chamado pela torcida renovou seu contrato com o São Paulo FC até 5 de agosto de 2015, Rogério Ceni mandou uma mensagem ao torcedor do São Paulo. Em vídeo divulgado pelo clube, ele agradeceu os pedidos para que não se aposentasse no fim deste ano.

O goleiro vai completar 42 anos no próximo dia 22 de janeiro e decidiu jogar por pelo menos mais sete meses. Há a possibilidade de outra renovação se o Tricolor conquistar a Taça Libertadores e disputar o Mundial de Clubes.

– Oi, gente, torcedor são-paulino. Queria agradecer de coração a força que vocês me deram, o grito da arquibancada, o apoio de todos os dias, as mensagens. Enfim, estamos juntos em 2015, mais uma copa Libertadores – afirmou o capitão.

 Queria agradecer de coração a força que vocês me deram, o grito da arquibancada, o apoio de todos os dias. Estamos juntos em 2015, para mais uma copa Libertadores. afirmou Rogério Ceni.

No fim do ano passado, quando pela primeira vez adiou o plano de encerrar a carreira, Rogério projetou a atual temporada como sua última. Porém, o bom desempenho do time no segundo semestre, que levou o São Paulo à semifinal da Copa Sul-Americana e à vice-liderança do Campeonato Brasileiro, o ótimo convívio com o grupo e sua boa fase o levaram a renovar.

Além dos torcedores, que nos últimos jogos entoaram o coro de “Não para, Rogério”, o técnico Muricy Ramalho saiu do muro após a derrota para o Atlético Nacional (COL), nos pênaltis, e pediu ao seu capitão que disputasse pelo menos os torneios do primeiro semestre.

A Libertadores de 2015 será a nona de Ceni como goleiro titular do São Paulo. Ele disputou todas entre 2004 e 2010, além da edição de 2013. Foi o líder da conquista de 2005. Antes, ele havia sido reserva de Zetti em 1993, quando o clube conquistou o segundo título.

Assim o goleiro artilheiro, poderá ampliar ainda mais suas marcas. Ele que já marcou 123 gols, fez mais de 1200 jogos com a camisa tricolor e detém o recorde de mais vezes como capitão de uma agremiação no mundo, ampliará ainda mais suas marcas, marcando ainda mais seu nome na história.