ÚLTIMAS NOTÍCIAS
Rogério marca e tricolor paulista leva a melhor sobre o gaúcho

São Paulo bate Grêmio por 1 a 0 fora de casa e segue sonhando no Brasileiro.

Por Vladimir da Costa

O nome do estádio fez jus ao duelo entre São Paulo e Grêmio. Na Arena, os times praticamente se digladiaram. Com Boas chances de gols dos dois lados, o São Paulo sofreu praticamente o jogo inteiro, mas conseguiu vencer um adversário direto e ainda segue sonhando com o título.

Num primeiro bem movimentado, São Paulo e Grêmio tiveram boas chances de marcar. Jogando em casa empurrado por sua torcida, os donos da casa foram mais incisivos. Pressionaram mais e quase abriram o placar. Rogério teve trabalho. Do outro lado. Pato e Kaká tiveram suas chances, mas também não conseguiram marcar.

Rogério marca e tira a invencibilidade de mais de 800 minutos de Grohe sem levar gol. (Ramiro Furquim/AGIF)

Rogério faz o gol da vitória e tira a invencibilidade de mais de 800 minutos de Grohe sem levar gol. (Ramiro Furquim/AGIF)

No segundo tempo, a temperatura aumentou. Com lances difíceis de marcar, o árbitro acertou na marcação do pênalti convertido por Rogério e na expulsão do nervoso Felipão. No mais, a torcida e os jogadores gremistas passaram a reclamar de tudo e qualquer lance. O nervosismo deu lugar ao bom futebol do Grêmio apresentado no primeiro tempo. O futebol diminuiu e quando a equipe tentou retomar o controle emocional e da partida, era tarde demais.

Com a vitória, o São Paulo se isola na terceira colocação do brasileiro, com 46 pontos. Os gremistas permanecessem com 43 pontos, na quinta colocação. Na próxima rodada, o São Paulo recebe o Atlético-PR. Na quarta-feira, às 19h30. No mesmo dia, o Grêmio recebe o Sport, na Arena.

 A partida

Numa partida entre duas equipes muito fortes, uma no ataque, outra mais na defesa, quem quase abriu o placar foi o Grêmio. Num vacilo de Hudson aos três minutos de jogo a bola ficou com Luan, na cara do gol. O atacante finalizou, mas Rogério Ceni fez ótima defesa. No rebote, Paulo Miranda salvou em cima da linha.

Com apoio de sua torcida, o Grêmio pressionava a saída de bola do tricolor paulista que tinha dificuldade de ficar com a bola e chegar a frente.

A primeira boa chegada do São Paulo foi aos 10 minutos. Pato e Michel Bastos tabelaram com perigo, a bola ficou com Pato entre três adversários. Alan Kardec estava do outro lado, totalmente livre, ficou maluco por não ter recebido a bola.

Acuado, o São Paulo tinha dificuldade de chegar a frente. Kardec tinha que voltar para ajudar o time e com isso, Pato e Kaka tinham que usar da velocidade para surpreender.

Kaká novamente foi o destaque da equipe. O camisa 8 correu o jogo inteiro e ajudou em mais uma vitória.. (Foto: Lucas Uebel / Getty Images)

Kaká novamente foi o destaque da equipe. O camisa 8 correu o jogo inteiro e ajudou em mais uma vitória. (Foto: Lucas Uebel / Getty Images)

Aos 21 minutos, duas chances para o tricolor. Pato finalizou dentro da área  e Marcelo Grohe salvou. Na cobrança de escanteio, quase gol olímpico de Kaká. A bola acertou o travessão.

Pouco a pouco a partida ia ficando equilibrada. O ímpeto inicial dos gremistas ia diminuindo e assim o São Paulo ficava mais com a bola.

Aos 33 minutos, mais uma boa interversão de Rogério. Felipe Bastos de fora da área soltou uma bomba rasteira e o goleiro se esticou todo para tirar. Um minuto depois foi a vez de Zé Roberto tentar a bola desviar no meio do caminho. Em cima da linha, Edson Silva tirou de cabeça o gol certo.

O São Paulo respondeu aos 39 minutos. Em bela jogada pela direita. Hudson cruzou, Alan Kardec fez o corta luz e a bola chegou em Kaká. O meia dominou e bateu pra fora.

Os donos da casa pressionavam até o ultimo instante, mas sem sucesso.

Assim como no primeiro tempo, o Grêmio partiu pra cima do tricolor paulista desde o inicio da segunda etapa. Continuava também a exploração do tricolor no contra-ataque. Em boa trama dos quarteto tricolor. Alan Kardec foi derrubado por Rodolfo. Pênalti marcado. Na bola, o goleiro artilheiro.  Do outro lado, Marcelo Grohe que estava a 9 partidas sem levar gol. Levou de outro goleiro, aos nove minutos.

Felipão reclamou até ser expulso, no começo do segundo tempo. (Foto: Lucas Uebel/Grêmio FBPA / Divulgação)

Felipão reclamou até ser expulso, no começo do segundo tempo. (Foto: Lucas Uebel/Grêmio FBPA / Divulgação)

Aos 12 minutos, depois de muito reclamar de uma falta existente na lateral, foi expulso.

A medida que o tempo ia passando, os ânimos iam ficando quente e em cada lance, os jogadores pressionavam o árbitro paranaense, Felipe Gomes da Silva em busca de tirar algum jogador do São Paulo do jogo.

A partida ficou quente. Com reclamação em todos os lances, a torcida que lotava o estádio passou a criticar o árbitro que tentava manter a calma e passou a distribuir cartão amarelo para os mais esquentados do time gaúcho.

Os minutos finais os nervos voltaram ao lugar, o Grêmio passou a jogar bola, sem reclamar e tentaram fazer uma pressão no São Paulo, que se fechou. Milton Cruz mexeu no time, colocou Osvaldo para puxar contra-ataque, mas não foi preciso. A defesa fez uma ótima partida e o time do Morumbi conseguiu uma vitória importante para a competição.