ÚLTIMAS NOTÍCIAS
Santos bate Joinville em partida fria no Sul

Santos vence Joinville fora e fica próximo da vaga para a próxima fase

Por Vladimir da Costa

Na primeira partida de ida da segunda fase da Copa do Brasil o Santos foi até a bela cidade de Joinville, visitar o time homônimo e o resultado foi o esperado por Muricy Ramalho, cansado do futebol, segundo ele, feio, praticado hoje em dia, teve de ver mais uma partida sem muitos lances de encher os olhos.

Com o time praticamente titular, com a exceção de Montillo, contundido, o treinador teve força máxima para o confronto no interior da bela Santa Catarina e o resultado, apesar de positivo não foi o esperado.

Contra um time bem montado e forte. Sem nenhuma grande estrela, mas com um conjunto objetivo, o Santos mostrou competência, mas não a força esperada e acabou vencendo pela diferença mínima, o que não garante a classificação automática para a próxima fase da competição.

Neymar sofreu com a forte marcação do adversário (Foto: Heuler Andrey/AE)

O Santos, muito disperso na partida, pouco pressionou o fraco Joinville, que tentou pressionar a equipe de Neymar que mais uma vez jogou abaixo da expectativa.

Apesar do mal futebol apresentado, o Santos ganhou de 1 a 0 e por conta disso, terá que fazer a partida de volta, na Vila Belmiro, na próxima semana.

O jogo

A partida começou com os donos da casa, querendo fazer valer o mando de campo, partindo pra cima do Santos, mas apesar do entrosamento, a qualidade técnica não era suficiente para levar perigo para o gol de Rafael.

Aos poucos o Santos foi equilibrando a partida. Com um meio campo calmo, quando o peixe tinha a posse de bola, os meias tocavam de lado, até para esfriar o animo do adversário, que inflado pela sua torcida, tentava acelerar o jogo quando tinha a bola sob seu comando.

Aos 28 minutos, Felipe Anderson, dentro da área, dominou e cercado por um defensor, chutou cruzado, mas a bola bateu nas redes, pelo lado de fora.

O Santos segue no comando do jogo, apesar de não assustar muito o gol do goleiro Ivan. Mesmo assim, o Santos seguia em cima do Joinville, em busca do primeiro gol da partida.

Minutos depois, o Santos chegou novamente com Neymar O atacante da meia-lua da grande área, cobrou falta rasteira no canto esquerdo e a bola passou rente a trave de Ivan. Minutos depois, na grande área, Miralles recebeu, dominou e bateu cruzado no canto direito. A bola desviou no meio do caminho e passou com perigo. Quase o primeiro gol santista na partida.

O segundo tempo começou diferente do primeiro. O Joinville sufocou o Santos no início. O Peixe tocava a bola e esperava uma chance para abrir o placar.

Aos 17 minutos a melhor chance do Joinville. A bola foi levantada na área do Peixe para Carlos Alberto que tentou chutar mas acabou fazendo o passe na medida para Liguera. O camisa 16 do JEC com o gol vazio chutou ao lado da trave esquerda. Ótima chance desperdiçada para a equipe do Sul.

Arouca carrega a bola livre em partida contra o Joinville (Foto: Paulo Caetano / VIPCOMM)

A partida seguia morna. Neymar seguia apagado na partida e como a bola não chegava, o atacante ficava na frente esperando um lançamento para surpreender o adversário.

Sem grandes chances dentro do campo, quem ia fazendo a festa era a torcida do Joinville, que apesar do frio que fazia na cidade era só alegria. A torcida do JEC sabendo que será difícil a classificação na Vila ia fazendo festa, apesar do jogo com poucas chances de gol.

Aos 36 minutos mais uma boa chance dos donos da casa. No bate rebate na área santista, Ronaldo encheu o pé obrigando grande defesa de Rafael. Mais uma boa chance desperdiçada do Joinville, que apesar de chegar pouco, era quem tinha as melhores chances na partida.

Um minuto depois do JEC chegar, o Santos chegou ao seu gol. Marcos Assunção cobrou falta da intermediária na área e Durval desviou de cabeça abrindo o placar para o alvinegro praiano.

Os minutos foi de correria para os donos da casa que buscavam o empate muito mais no desespero e de toque de bola e cautela do Santos, satisfeito com a vitória que veio aos 48 do segundo tempo.