ÚLTIMAS NOTÍCIAS
Santos e Bahia empatam na Fonte Nova.

Um jogo morno, mas com bolas nas traves para os dois lados, resultado 0 a 0.

Por: Paulo Edson Delazari
Muita marcação e pouca técnica. (Foto: Gazeta Press)

Muita marcação e pouca técnica. (Foto: Gazeta Press)

O Bahia recebeu o Santos na Fonte Nova na noite deste domingo, mas com jogo totalmente burocrático os dois times não sairam do zero. O tricolor começou o Campeonato Brasileiro muito bem, chegou a entrar no G-4, enquanto o Santos teve boas atuações comandado pelas novas promessas da base. Porém, a boa fase passou, e as duas equipes entraram no gramado da Fonte Nova para voltar a vencer. Mas o jogo deste domingo terminou empatado, um “sem graça” 0 a 0.

O clube tricolor perdeu nas últimas três rodadas para Atlético-PR, Grêmio e Atlético-MG, enquanto a equipe da Vila Belmiro não vence, agora a seis jogos: cinco empates e uma derrota, para a Ponte Preta.

O clube tricolor é o 10º colocado da tabela, com 20 pontos, enquanto o Santos flerta com a zona de rebaixamento, na 15ª posição, com 16 pontos, mas tem dois jogos a menos.

A partida marcou o retorno de Marcos Assunção à equipe santista. Pouco utilizado durante esta temporada, o experiente volante de 38 anos tinha feito seu último jogo contra o Atlético-MG, dia 12 de junho, quando o Santos venceu por 1 a 0 na Vila Belmiro. Segundo o técnico Claudinei Oliveira, Assunção foi premiado pela boa exibição nos treinamentos.

As duas equipes sofreram baixas para os próximos compromissos no Brasileiro. O Bahia não terá Titi, que foi expulso por reclamação no fim do jogo. Pelo lado do Santos, Cicinho recebeu o terceiro cartão amarelo e também cumprirá suspensão.

O Bahia volta a campo na próxima quinta-feira, diante da Portuguesa, pela estreia da Copa Sul-americana. Um dia antes, o Santos recebe o Grêmio na Vila Belmiro, em jogo válido pelas quartas de final da Copa do Brasil.

O jogo

A primeira chance do jogo foi dos donos da casa. Após boa troca de passes do ataque tricolor, a bola sobrou para Hélder, que chutou de perna esquerda para o gol, obrigando Aranha a fazer boa defesa e ceder escanteio ao Bahia.

A primeira finalização santista foi do experiente Marcos Assunção, que voltou ao time neste domingo depois de longo período sem jogar. O volante aproveitou uma sobra de bola e arriscou de primeira, mas o chute passou longe de gol defendido por Marcelo Lomba.

Uma boa oportunidade de abrir o placar foi perdida pelo Santos aos 27 minutos. A equipe paulista saiu rápido em contra-ataque, William José avançou sozinho e chutou de longe, para defesa de Marcelo Lomba. Cicinho, livre de marcação na ponta direita, reclamou muito com o companheiro.

Aos 34 minutos, Montillo avançou pela esquerda, livrou-se da marcação de Lucas Fonseca, invadiu a área e chutou cruzado, mas nenhum santista apareceu para finalizar o lance.
O Bahia respondeu com perigo aos 40 minutos. Madson avançou pela direita e cruzou para Wallyson, que cabeceou para o gol. Aranha espalmou para a frente, Wallyson teve nova chance no rebote, mas o goleiro santista se recuperou da falha e evitou o gol tricolor.

O panorama do primeiro tempo se manteve na segunda etapa, com as duas equipes valorizando a marcação. A primeira chance de perigo saiu somente aos 12 minutos, quando Titi apareceu livre na pequena área após cobrança de escanteio. O zagueiro do Bahia não conseguiu desviar para o gol, e a bola só pegou de raspão em sua cabeça, saindo pela linha de fundo.

O time tricolor chegou novamente com perigo aos 18, quando Rafael Miranda apareceu livre na área após cruzamento da esquerda. O meio-campista tricolor dominou mal a bola, e acabou proporcionando a chegada de Aranha, que fechou o ângulo e evitou o gol do adversário.

Recém-contratado, Thiago Ribeiro foi o autor da melhor chance de gol do Santos até então. Aos 23 minutos, o atacante recebeu belo passe de Cícero na ponta esquerda, cortou para o meio da área e chutou, acertando a trave direita de Marcelo Lomba.

O Bahia respondeu da mesma forma seis minutos depois. Raul encontrou uma brecha na defesa santista, avançou pela esquerda e arriscou de fora da área, obrigando Aranha a se esticar para dar um toque sutil na bola, que ainda tocou na trave direita antes de sair para escanteio.

A principal arma de Marcos Assunção quase deu resultado para o Santos. Aos 45, o volante cobrou escanteio e Alan Santos, livre de marcação, subiu e cabeceou para o chão. A bola quicou e subiu, passando muito perto do travessão de Marcelo Lomba.

FICHA TÉCNICA
BAHIA 0 X 0 SANTOS

Local: Arena Fonte Nova, em Salvador (BA)
Data: 18 de agosto de 2013, quarta-feira
Horário: 18h30 (horário de Brasília)
Árbitro: Dewson Fernando Freitas da Silva (PA)
Assistentes: Dibert Pedrosa Moisés (RJ) e Carolina Romanholi Melo (CE)

Cartões amarelos: Aranha, Cicinho e Mena (Santos); Raul e Titi (Bahia)
Cartões vermelhos: Titi (Bahia)

BAHIA: Marcelo Lomba; Madson, Lucas Fonseca, Titi e Raúl; Fahel, Rafael Miranda e Hélder; Marquinhos (Willian Barbio), Wallyson (Anderson Talisca) e Fernandão
Técnico: Cristóvão Borges

SANTOS: Aranha; Cicinho, Edu Dracena, Durval e Mena; Alison (Alan Santos), Marcos Assunção, Cícero e Léo Citadini (Leandrinho); Montillo e Willian José (Thiago Ribeiro)
Técnico: Claudinei Oliveira